Pompeo,

A ONU e a guerra civil na Líbia

Por:TeleSUR

“Temos um risco claro de aumentar a tensão na região. É hora de tomar medidas imediatas e decisivas para evitar uma guerra civil em larga escala”, afirmou o diplomata.

Guterres disse que a Líbia está envolvida em um conflito profundo e destrutivo, que envolve um número crescente de atores externos e alertou sobre o risco de um “pesadelo humanitário” e que o país está dividido para sempre.

Líderes de los países involucrados en el conflicto libio se reúnen este domingo en una conferencia con el objetivo de intentar construir un proceso de paz.

Ele também se referiu aos migrantes e refugiados, que “continuam sofrendo em condições terríveis” e lembrou que, durante o conflito, mais de 170.000 pessoas foram forçadas a deixar suas casas, além do fechamento de mais de 220 escolas em Tripoli (capital), privou 116.000 crianças de estudar.

“Para os vizinhos mais próximos da Líbia, em particular o sul do Mediterrâneo e a região do Sahel, as consequências são óbvias e tangíveis: aumento do terrorismo, tráfico de pessoas, tráfico de drogas e armas”, alertou Guterres.

Líderes dos principais países envolvidos no conflito líbio iniciaram hoje uma conferência internacional cujo objetivo é tentar construir um processo de paz e impedir que a guerra civil leve à “segunda Síria”.

Entre os chefes de Estado e de Governo convidados pela anfitriã, a chanceler federal alemã Angela Merkel é o presidente russo Vladimir Putin, o recep turco Tayyip Erdogan; e o francês Emmanuel Macron, assim como o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo.

Funcionários da Itália, Emirados Árabes Unidos, Turquia, Egito, Argélia e República do Congo também compareceram, além de várias organizações internacionais: União Africana, Liga Árabe e, da União Européia, seu alto representante para Política Externa, Josep Borrel, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

Os líderes dos lados rivais da Líbia, o chefe do Governo da Unidade Nacional, Fayez Sarraj, reconhecido pela ONU e o líder militar do país de Jalifa Haftar, também apareceram, mas não se sentam à mesma mesa.

Segundo a ONU, o esboço do comunicado final inclui seis seções, incluindo as relativas à cessação das hostilidades, a observância do embargo de armas e a reforma do setor de segurança na Líbia. A conferência deve levar a um armistício oficial.

A violência sem fim na Líbia se alimenta de intenções estrangeiras em torno de suas grandes reservas de petróleo, rivalidades políticas regionais e jogos de influência.

Categories: #Donald Trump, #Estados Unidos, Assembléia Geral da ONU, Colômbia, Organização das Nações Unidas (ON, CIA Mike Pompeo, FORA TRUMP, La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo, ONU, Pompeo,, Putin, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Secretaria-Geral da ONU, Stéphane Dujarric, secretario de Estado, Michael Pompeo, secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo,, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized, Union Africana, UNION EUROPEA, vladimir putin | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Outro fracasso de Trump e Pompeo nas mãos de um aprendiz “Guaido”

Guaidó negó la veracidad de este señalamiento, a pesar de que los propios miembros del grupo paramilitar confesaron a las autoridades venezolanas los detalles del plan para el que habían sido contratados.

 

Categories: #Donald Trump, #Estados Unidos, #Nicolás Maduro, #Nicolás Maduro Moros, #Trump, @Trump, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Caracas, #Estados Unidos, Golpe de Estado, #Mike Pence, Militar, #Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, CIA Mike Pompeo, confrontar Donald Trump da câmara baixa, Donald Trump, Donald Trump,, Donald Trump, Estados Unidos, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Estados Unidos, Nicolás Maduro Moros, Política, Rússia, Sociedade, Venezuela, FORA TRUMP, Guaidó nomeia "embaixadores" ilegais, Guaidó, um "presidente" sem território, Nicolás Maduro, Nicolás Maduro Moros, Revolución Bolivariana, Venezuela, Pompeo,, promovendo a autoproclamação do deputado Juan Guaidó como "presidente encarregado, relações bilaterais, o governo Donald Trump, secretario de Estado, Michael Pompeo, secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo,, Trump Google, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized, Venezuela tras la autoproclamación de Guaidó | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Guaidó chega inesperadamente na Colômbia e se encontrará com Mike Pompeo

O deputado venezuelano da oposição, recebido pelo presidente colombiano Iván Duque, participa na segunda-feira da III Cúpula Hemisférica de Combate ao Terrorismo, em Bogotá.

Vice-venezuelano Juan Guaidó com o presidente da Colômbia, Iván Duque, em Bogotá, Colômbia.
O vice da oposição venezuelana Juan Guaidó participa na segunda-feira, juntamente com o presidente da Colômbia, Iván Duque, e o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, em uma homenagem oficial feita a estudantes de uma escola de cadetes na Colômbia que morreram. após um ataque de um ano atrás e em uma cúpula interministerial contra o terrorismo.

Guaidó, que está na Colômbia, participa da III Cúpula Hemisférica de Combate ao Terrorismo, da qual Pompeo também participa. Anteriormente, ele homenageou os alunos da Escola de Cadetes da Polícia Geral de Santander, na capital colombiana, que morreram no ataque em 17 de janeiro de 2019 e que é a sede dessa reunião interministerial.

Nesta reunião, onde participam os ministros das Relações Exteriores de 25 países, eles abordarão questões como cooperação internacional na luta contra o terrorismo e “a transição para eleições livres na Venezuela”, disse Duque.

A esse respeito, o ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, escreveu em seu relato de Tuiter que Pompeo “tem dificuldade em entender que, como marionetista, ele e seu trabalho foram um fracasso monumental na Venezuela”.

Chegada surpresa
No domingo passado, um tweet do deputado da oposição venezuelana, onde informou que havia chegado ao país vizinho, acabou com as especulações sobre uma viagem que não havia sido anunciada.

“Já na Colômbia, grato ao presidente Iván Duque por seu apoio à luta do povo venezuelano”, escreveu o parlamentar na manhã de domingo, pesando cerca de sete investigações abertas pelo Ministério Público e uma ordem para proibir a saída do país. emitida pelo Supremo Tribunal de Justiça (TSJ).

Esta é a segunda viagem à Colômbia, na fronteira com a Venezuela, depois que o deputado da oposição assumiu o cargo de “presidente encarregado” há um ano.

Como foi recebido?
Na tarde de domingo, o presidente colombiano informou em sua conta do Twitter que havia realizado uma reunião de trabalho “muito produtiva” com o deputado, que havia compartilhado “avanços na atenção aos migrantes sediados na Colômbia” e que ambos destacavam “o importância de restaurar a democracia no país vizinho “.

Em uma série de imagens compartilhadas pelo presidente colombiano, é evidente que o deputado venezuelano da oposição foi recebido com honras militares no país vizinho.

Bogotá apoiou Guaidó em sua autoproclamação e desconhece o presidente venezuelano Nicolás Maduro, que ele considera ilegítimo e ditador.

Queixa de Wilfredo Cañizares, diretor da Fundação Progresar, no Norte de Santander, com imagens do deputado junto com membros da organização criminosa “Los Rastrojos”, considerado um dos mais perigosos da Colômbia

Após a última visita à Colômbia, foi revelado um escândalo de corrupção, revelado pela publicação digital PanAm Post, que alertou em uma investigação jornalística sobre a suposta apropriação de fundos para “ajuda humanitária” pelos colaboradores do deputado em Cuba. esse país Os promotores venezuelano e colombiano abriram investigações.

Escalada de tensão
A tensão entre os dois países atingiu seu ponto mais alto quando Duque recebeu o deputado da oposição em Cúcuta para realizar a tentativa fracassada de obter “ajuda humanitária” dos EUA em 23 de fevereiro.

Um dia antes da realização de um concerto na fronteira, organizado pelo bilionário Richard Branson, que supostamente arrecadaria dinheiro para a população venezuelana mais desassistida, sem ainda informar sobre o destino dos fundos.

Anteriormente, o governo venezuelano havia ordenado o fechamento de sua fronteira diante das “ameaças graves e ilegais” do governo colombiano, contra “a paz e a soberania da Venezuela”, disse Maduro na época.

Antes da chegada de Guaidó, Duque e seu então ministro das Relações Exteriores, Carlos Holmes Trujillo, haviam feito repetidas ligações às Forças Armadas Bolivarianas da Venezuela (FANB) para permitir a entrada de “ajuda humanitária” e ignorar Maduro e treinar. parte da “transição”.

As diferenças entre os dois governos se tornaram intransponíveis após o fracassado ataque contra Maduro em agosto de 2018. Caracas disse que Bogotá havia participado e treinado mercenários em seu país, com apoio da oposição venezuelana, para realizar ações desestabilizadoras contra o governo venezuelano.

Por seu lado, a Casa de Nariño responsabilizou Miraflores por receber membros de grupos armados colombianos em seu território, por ser a causa da migração de venezuelanos para o país vizinho e por ser um fator desestabilizador da região.

O deputado da oposição deve se reunir nesta quarta-feira em Bruxelas (Bélgica) com o alto representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros, Josep Borrell, e depois participar do Fórum Econômico Mundial em Davos (Suíça).

Categories: # Venezuela, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Caracas, Golpe de Estado, Militar,#Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, #China#EEUUDonald TrumpFondo Monetario Internacional (FMI)Ivan Duque, #COLOMBIA#MéxicoCarlos MesaComandante Che GuevaraCompañía Minera Huanchaca, #Colombia, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Guerrilla, Paz, #Venezuela, #Donald Trump, #Estados Unidos, #EUA contra uma possível intervenção militar na# Venezuela, #Nicolás Maduro, #Nicolás Maduro Moros, #Trump, @Trump, agressão internacional contra a Venezuela,, Andrés Manuel López Obrador, Bolivia, estados unidos, Evo Morales, Grupo de Lima, Luis Almagro, Mexico, Nicolás Maduro, Red Europea de Solidaridad con la Revolución Bolivariana, venezuela, antilatinoamericana agenda geopolítica belicista e Donad Trump alinhados, Assembléia Geral da ONU, Colômbia, Organização das Nações Unidas (ON, Bruno Rodríguez Parrilla, Colombia, Cuba, Detenciones, Diálogos de Paz, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Iván Duque Márquez, Política, Caracas, #Estados Unidos, Golpe de Estado, #Mike Pence, Militar, #Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, CIA Mike Pompeo, Colômbia, COLOMBIA ACUERDO DE PAZ, confrontar Donald Trump da câmara baixa, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Marco Rubio, Mario Díaz-Balart, Relaciones bilaterales., Donald Trump, Donald Trump liderou um golpe de estado na nação bolivariana, Donald Trump,, Donald Trump, Estados Unidos, EE. UU insiste em desestabilizar a Venezuela, Estados Unidos Venezuela, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Estados Unidos, Nicolás Maduro Moros, Política, Rússia, Sociedade, Venezuela, EUA contra a Venezuela na ONU, FORA TRUMP, fronteira com a Colômbia., governo de transição na Venezuela, Guaidó nomeia "embaixadores" ilegais, Guaidó, um "presidente" sem território, Pompeo,, promovendo a autoproclamação do deputado Juan Guaidó como "presidente encarregado, relações bilaterais, o governo Donald Trump, secretario de Estado, Michael Pompeo, secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo,, Tiene Colombia moral para enjuiciar a Venezuela, Trump Google, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized, Venezuela Cancilleria Comunicado EE.UU. Gobierno Titere, Venezuela tras la autoproclamación de Guaidó | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Comando Sul dos EUA anuncia exercício militar conjunto com a Colômbia, coincidindo com a visita de Pompeo

Por:RT

Comando Sul dos EUA anunciou segunda-feira que realizará um exercício militar de “ataque aéreo” com a Colômbia entre 23 e 29 de janeiro.

“Equipe de especialistas dos EUA e da Colômbia praticará trabalho conjunto para criar interoperabilidade e compartilhará experiências estratégicas e práticas”, afirmou o comunicado.

Comando Sur de EE.UU. anuncia ejercicio militar conjunto con Colombia coincidiendo con la visita de Pompeo
Pompeo na III Conferência    Ministerial Anti-Terror Hemisférica em Bogotá, 20 de janeiro de 2020.
Luisa Gonzalez / Reuters
Segundo o anúncio, 75 pára-quedistas da 82ª Divisão Aerotransportada de Fort Bragg, Carolina do Norte, participarão da atividade; e 40 membros do Exército do sul do país.

O texto detalha que os pára-quedistas “farão uma inserção de treinamento aéreo das aeronaves Hercules C-130 dos EUA e Colômbia, seguidos de exercícios táticos projetados para simular a segurança de um campo aéreo”.

“Temos a honra de treinar com a Colômbia, um amigo próximo dos EUA e um parceiro global da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN)”, disse o comandante do Comando Sul dos EUA, Craig Faller, citado na declaração.

Pompeo e visita de tensão com a Venezuela
O anúncio coincide com a viagem feita pelo chefe da diplomacia americana Mike Pompeo ao país sul-americano para participar da III Conferência Ministerial Hemisférica de Combate ao Terrorismo, em Bogotá.

Naquela visita, o funcionário dos EUA se reuniu com o vice e autoproclamado “presidente interino” da Venezuela, Juan Guaidó, com quem ele ofereceu uma conferência de imprensa conjunta.

“Haverá mais ações americanas para apoiar Guaidó”, afirmou Pompeo nessas declarações, nas quais descreveu a Venezuela como “um estado falido”.

Ele disse que eles continuarão com todos os seus esforços para pressionar o chavismo na Venezuela que, em sua opinião, “aboliu o direito de seus cidadãos viverem adequadamente”.

Categories: # Argentina, #Canadá, #Caracas, #Colombia, Grupo de Lima, #Jorge Arreaza, #Perú, #venezuela, #Colombia, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Guerrilla, Paz, #Venezuela, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Trump, @Trump, CIA Mike Pompeo, Colômbia, COLOMBIA ACUERDO DE PAZ, confrontar Donald Trump da câmara baixa, Donald Trump, Donald Trump,, Donald Trump, Estados Unidos, FORA TRUMP, fronteira com a Colômbia., Pompeo,, relações bilaterais, o governo Donald Trump, secretario de Estado, Michael Pompeo, secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo,, Tiene Colombia moral para enjuiciar a Venezuela, Trump Google, Trump, Kelly dirigiu o Comando Sul entre 2012 e 2016., Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

O cinismo de Pompeo

Pompeo: “Queremos que o Irã se comporte como uma nação normal, que seja como a Noruega”

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, abordou a escalada de tensão com o Irã em um discurso para estudantes da Universidade de Stanford.

Pompeo: "Queremos que Irán se comporte como una nación normal, que sea como Noruega"

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, defendeu na segunda-feira o aperto da posição dos EUA no Irã, em meio à crescente tensão entre os dois países.

Falando aos estudantes do Instituto Hoover da Universidade de Stanford, Pompeo reiterou a justificativa para o assassinato do general iraniano Qassem Soleimani em Bagdá em 2 de janeiro, garantindo que os serviços secretos tivessem relatos de que o Irã planejava ataques terroristas contra instalações dos EUA.

“Estamos restaurando a dissuasão, uma verdadeira dissuasão contra o Irã. O governo anterior nunca fez o suficiente contra o Irã para criar dissuasão”, disse ele.

O Secretário de Estado elogiou o ataque de drones que acabou com a vida de Soleimani, por ter “alterado o cálculo” de Trump e do país americano: “Se o Irã optar por uma escalada, acabará aceitando nossas condições”.

Categories: #China#EEUU#Iran#Nicaragua.barco hospital naval Arca de la Paz, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Trump, @Trump, CIA Mike Pompeo, Conflicto en el Medio Oriente, confrontar Donald Trump da câmara baixa, Donald Trump, Donald Trump,, Donald Trump, Estados Unidos, ex-diplomata tem uma história sombria na América Latina e no Oriente Médio,, FORA TRUMP, Pompeo,, secretario de Estado, Michael Pompeo, secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo,, Trump Google, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Enquanto Maduro procura um diálogo respeitoso, EE. UU insiste em desestabilizar a Venezuela

Resultado de imagen de foto de maduro

“Pompeo, que não está de acordo com um bloqueio econômico criminoso e uma operação de agressão internacional contra a Venezuela, agora promove um golpe de Estado, citando artigos de uma Constituição que ele obviamente não conhece”, disse Jorge Arreaza, ministro venezuelano das Relações Exteriores. no Twitter

Jorge Arreaza, ministro das Relações Exteriores da Venezuela, publicou na quarta-feira sua condenação das ações realizadas pelos Estados Unidos contra a Venezuela, pelas mãos do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo.

“Pompeo, não adere a liderar um criminoso bloqueio econômico e uma operação de agressão internacional contra a Venezuela, agora descaradamente promove um golpe de Estado, citando artigos de uma constituição que claramente não sabe”, disse ele Arreaza no Twitter.

Apesar do fato de que o povo daquela nação sul-americana decidiu apoiar Nicolás Maduro mais uma vez
Com 67% dos votos, Pompeo parabenizou a Assembléia Nacional da Venezuela, que continua desrespeitando o tribunal, segundo a Telesur.

Além disso, Arreaza ressaltou que “enquanto o presidente Nicolás Maduro busca um diálogo respeitoso com a EE. UU., O Secretário de Estado dos EUA e outros porta-vozes extremistas procuram desestabilizar o país e incitar a violência.

Por outro lado, a RT publicou recentemente como o diálogo entre o governo venezuelano e a oposição foi dissolvido por influência estrangeira.

O chanceler russo, Sergey Lavrov disse que “isso sugere que os Estados Unidos mantêm entre suas linhas e acções prioritárias o colapso dos governos indesejado na América Latina e no Caribe-claro, mas também em outras regiões” .

A agência russa também publicou algumas das ações que demonstram o papel da EE. UU em seus esforços para desestabilizar a Venezuela, como a chamada do vice-presidente Mike Pence Presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó reconhecer Parlamento como “o único corpo democrático legítimo.”

Tirado do Granma

Categories: agressão internacional contra a Venezuela,, EE. UU insiste em desestabilizar a Venezuela, Pompeo,, Uncategorized | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: