O líder da república de Lugansk pede a Putin para se juntar à Rússia.

#Rusia #Lugansk

RT

Nos referendos, realizados desde sexta-feira passada até terça-feira, os eleitores das repúblicas de Donbass e das regiões de Kherson e Zaporozhie votaram a favor da adesão à Rússia.

O líder da República Popular de Lugansk (LPR), Leonid Pasechnik, abordou o Presidente russo Vladimir Putin com um pedido para incorporar a região na Rússia.

Nos referendos, que decorreram das 8:00 (hora local) de sexta-feira 23 de Setembro às 16:00 de terça-feira 27 de Setembro, os eleitores das Repúblicas Populares de Donbass e das regiões de Kherson e Zaporozhie votaram a favor da adesão à Rússia.

Assim, 93,11% dos eleitores em Zaporozhie e 87,05% em Kherson votaram “sim” à adesão à Rússia. Entretanto, nas repúblicas de Lugansk e Donetsk, 98,42% e 99,23% dos eleitores votaram “sim”, respectivamente.

O processo de integração das novas regiões na Federação Russa pode demorar algum tempo, uma vez que requer a aprovação do presidente e do parlamento. No entanto, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse na sexta-feira que estava “convencido” de que as medidas necessárias seriam tomadas “suficientemente depressa”.

O Presidente Vladimir Putin anunciou uma mobilização militar parcial em Donbas e Kherson.

#Rusia #Europa #InjerenciaDEEEUU #Ucrania #Sanciones

A Rússia votará na ONU o Projecto de Resolução Humanitária na Ucrânia.

#ProyectoDeResoluciónHumanitariaEnUcrania #Rusia #OTAN #ManipulaciónPolítica

Zelenski: “Estamos por nossa conta”. Não vejo quem está pronto para lutar connosco”.

#Putin #Ucrania #OTAN #Sanciones

Os EUA anunciam sanções contra a Rússia por causa da situação na Ucrânia.

#InjerenciaDeEEUU #Russia #Ucrania #Sanciones #OTAN #AcuerdosDeMINSK

Por: teleSUR

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, anunciou na terça-feira novas sanções contra a Rússia após o Presidente Vladimir Putin ter reconhecido a independência das autoproclamadas repúblicas de Donetsk e Luhansk.

As sanções são coordenadas por membros da União Europeia (UE) e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), afirmou, “Anuncio as seguintes sanções: Bloqueio de duas instituições financeiras russas e do seu banco militar, sanções à sua dívida soberana (a Rússia não poderá obter dinheiro nem aceder aos mercados ocidentais), impomos sanções à elite russa”, acrescentou ele.

“Se a Rússia for mais longe com a invasão, iremos mais longe com sanções (…) Estas são acções defensivas e não temos qualquer intenção de atacar a Rússia, os EUA defenderão cada centímetro do território da NATO”, ameaçou Biden.

Biden assegurou que, dada a presença de tropas russas nas zonas limítrofes da Ucrânia, os EUA também se aliarão com nações europeias, especialmente a Alemanha, para torpedear o progresso do gasoduto Nord Stream 2, que tem capacidade para fornecer gás natural da Rússia a quase 26 milhões de famílias na Europa.

Embora Biden sublinhou que será dada prioridade à diplomacia para resolver a situação na Ucrânia, ameaçou o executivo russo com mais sanções, “o nosso governo utilizará todos os instrumentos possíveis para proteger os consumidores e as empresas”, advertiu.

Há pouco, o Presidente Vladimir Putin esclareceu que o seu país não enviou tropas para os territórios de Donetsk e Lugansk: “Não disse que as tropas iriam para lá agora mesmo, no final da reunião convosco aqui”, explicou ele.

Ao mesmo tempo, o presidente russo esclareceu que Moscovo prestará assistência a Donetsk e Lugansk de um ponto de vista económico, humanitário e, se necessário, militar.

Perito: “A OTAN tem uma estratégia para encurralar a Rússia nas suas próprias fronteiras”.

#Russia #OTAN #InjerenciaDeEEUU #AcuerdosDeMINSK #Ucrania #UniónEuropea

%d bloggers like this: