Jeanine Áñez promulgará a lei para realizar as eleições gerais em ou antes de 6 de setembro.

O governo de Jeanine Áñez anunciou que promulgará a lei que estipula a realização das eleições gerais com vistas a 6 de setembro. No entanto, eles não evitaram culpar os atores políticos, particularmente Evo Morales, pelas possíveis consequências à saúde que essa decisão acarretaria. Eles explicaram que, de acordo com dados científicos, um surto deContinue a ler “Jeanine Áñez promulgará a lei para realizar as eleições gerais em ou antes de 6 de setembro.”

Bolívia, o MAS e a oposição.

O binômio do Movimento ao Socialismo, liderado por Luis Arce, lidera a intenção de votar na Bolívia com mais de 30% dos votos, segundo uma nova pesquisa. A oposição a essa força volta a mostrar resultados sem um favorito claro, já que as preferências são divididas entre três candidatos à presidência. Enquanto isso, o debateContinue a ler “Bolívia, o MAS e a oposição.”

Supremo Tribunal Eleitoral da Bolívia desabilita as candidaturas de Evo Morales e Diego Pary

O presidente deposto decidiu depois da decisão da Corte, chamando de “um golpe contra a democracia”. Luis Arce, candidato do MAS à corrida presidencial, continua autorizado a participar das eleições.

“Ajustes na equipe de trabalho” Jeanine Áñez pede a renúncia de todos os seus ministros.

A presidente de fato da Bolívia, Jeanine Áñez, pediu neste domingo a renúncia de todos os ministros “a enfrentar esta nova etapa da gestão democrática das transições”, de acordo com uma declaração da Secretária da Presidência. O presidente de fato considera “habitual” que na véspera do registro dos candidatos para as eleições gerais de 3Continue a ler ““Ajustes na equipe de trabalho” Jeanine Áñez pede a renúncia de todos os seus ministros.”

O que Trump e sua gangue não dizem

O MAS rejeita a expulsão de diplomatas pelo governo de fato na Bolívia.

O presidente da Câmara dos Deputados e líder do banco majoritário do Movimento ao Socialismo (MAS), Sergio Choque, criticou nesta segunda-feira a expulsão de dois diplomatas espanhóis e mexicanos pela autoproclamada presidente da Bolívia,  Jeanine Áñez. teleSUR – “Pedimos que Áñez retome sua posição sobre a expulsão de diplomatas espanhóis, isso pode causar danos àsContinue a ler “O MAS rejeita a expulsão de diplomatas pelo governo de fato na Bolívia.”

Espanha abrirá investigação após denúncia da Bolívia sobre eventos na embaixada mexicana em La Paz

Isso foi relatado pelo Ministério de Relações Exteriores, União Europeia e Cooperação em um comunicado de imprensa.

México denuncia Bolívia perante o Tribunal Internacional de Justiça para o cerco da Embaixada

“É uma indignação e nunca permitiremos isso a nenhum país”, disse o ministro das Relações Exteriores Marcelo Ebrard em entrevista coletiva. Marcelo Ebrard, chefe do Ministério das Relações Exteriores, informou que o México entrará com uma ação contra o governo de fato na Bolívia perante o Tribunal Internacional de Justiça pelo cerco contra a embaixadaContinue a ler “México denuncia Bolívia perante o Tribunal Internacional de Justiça para o cerco da Embaixada”

A perseguição política ao governo de fato na Bolívia continua

Ex-Ministro da Presidência da Bolívia Juan Ramón Quintana. Foto: Resumo Hoje continua a perseguição política contra ex-membros do executivo da Evo Morales pelo governo de fato instalado na Bolívia após o golpe de estado de mais de um mês atrás, mostrando hoje seu lado sombrio. Isso é confirmado pelos relatos da mídia local que publicaramContinue a ler “A perseguição política ao governo de fato na Bolívia continua”

Evo Morales expressa sua aprovação após conclusões da Assembléia do MAS

“Não estamos sozinhos na Bolívia ou no mundo, lutando com a verdade por nossa dignidade, unidos pela vida e pela democracia”, disse Evo Morales Autor: Redacción Digital | internet@granma.cu Foto: Tirada da Internet Em sua conta no Twitter, Morales disse: “Não estamos sozinhos na Bolívia ou no mundo, lutando com a verdade por nossa dignidade, unidos pela vidaContinue a ler “Evo Morales expressa sua aprovação após conclusões da Assembléia do MAS”