MNOAL_Venezuela

O legado de Hugo Chávez ainda está em vigor na Venezuela e na América Latina.

El presidente venezolano Hugo Chávez, durante un mitin celebrado el 4 de octubre de 2012.

Este 5 de março marca sete anos do desaparecimento físico do líder da Revolução Bolivariana, Hugo Chávez, que deixou para trás um legado de luta e resistência que ainda está em vigor na Venezuela e na América Latina.

El presidente de Venezuela Hugo Chávez, se une a una manifestación progubernamental para conmemorar el aniversario de la democracia venezolana, en Caracas, en enero de 2002.

A resistência do povo venezuelano às constantes agressões dos Estados Unidos e de seus aliados regionais é um sinal da validade dos ideais humanistas e sociais do comandante Chávez.

Por meio de debates, discursos e ações políticas, Hugo Chávez estava construindo um projeto para transformar a sociedade venezuelana, buscando eliminar as estruturas do sistema capitalista e promovendo os valores do socialismo: liberdade, igualdade, solidariedade.

El presidente venezolano en la Asamblea General de las Naciones Unidas en septiembre de 2006.

Apesar da aplicação de medidas coercitivas, o governo venezuelano continuou com uma profunda agenda social iniciada pelo comandante Chávez em favor da maioria do povo venezuelano.

A continuidade de missões como Great Housing Venezuela, Barrio Adentro, a entrega de alimentos pelo comitê de suprimentos (CLAP), entre outras ações sociais, responde à profunda política social mantida nos mais de 20 anos da Revolução Bolivariana.

El presidente Venezolano, Hugo Chávez, hace el saque de honor en el partido inaugural de la Copa América entre Venezuela y Bolivia, el 27 de junio de 2007, en presencia del presidente Evo Morales y el futbolista retirado Diego Armando Maradona.

Em sua caminhada, Chávez não apenas despertou a consciência do povo da Venezuela, mas também abraçou os povos da região, semeando um legado de unidade e paz na América, ao despertar o sonho de Simón Bolívar, que permanece até o dia de hoje

Como na Venezuela, os protestos sociais no Chile contra o modelo neoliberal promovido pelo presidente Sebastián Piñera são outro exemplo claro de como, sete anos após sua morte, o apelo de Chávez a se opor a modelos antissociais permanece em vigor.

El presidente de Paraguay Fernando Lugo y Hugo Chávez, durante un festival en Asunción en Agosto de 2008.

As recentes mobilizações na Colômbia e no Equador exigindo profundas reformas políticas e econômicas de seus governantes são um reflexo de como o ideal de Hugo Chávez se acalmou nos povos latino-americanos que mantêm sua luta por uma sociedade mais equilibrada, sem uma diferença entre ricos e pobres.

Durante o governo do argentino Mauricio Macri, houve manifestações e protestos contra as políticas neoliberais que minaram as melhorias sociais alcançadas nos anos do quirchnerismo.

Los presidentes de Venezuela, Hugo Chávez; Bolivia, Evo Morales; Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, y Ecuador, Rafael Correa (de izquierda a derecha), posan para la fotografía oficial de su encuentro el 30 de septiembre de 2008, en Manaos (Brasil), donde celebraron una cumbre.

A constante manifestação na Argentina nos últimos quatro anos também responde ao chamado de Hugo Chávez para enfrentar o modelo capitalista.

Sete anos após a partida física de Chávez, aqueles que continuam a denunciar os excessos do modelo capitalista e condenam o intervencionismo norte-americano continuam a lembrar as palavras do líder da Revolução Bolivariana.

El presidente de Venezuela, Hugo Chávez, juega con unos niños, durante la emisión número 343 de su programa dominical de radio y televisión "Aló Presidente" en Caracas (Venezuela), en noviembre de 2009.

Categories: # Venezuela, #Venezuela, #Venezuela, #Nicaragua, A Venezuela que a mídia nos diz, ALBA, ALBA-TCP, Cuba, Fidel Castro Ruz, Hugo Chávez Frías, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, COMANDANTE CHAVEZ, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Soberania, Venezuela, EE. UU insiste em desestabilizar a Venezuela, Estados Unidos Venezuela, Fidel Castro y Hugo Chávez., Hugo Chavez, MNOAL_Venezuela, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

#Venezuela rejeita intervenção do #EEUU em seus assuntos internos

Fonte:Mi Cuba Por Siempre

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, rejeitou no domingo a intervenção do governo americano de Donald Trump nos assuntos internos da Venezuela e de suas instituições.

Por meio de uma mensagem divulgada na rede social Twitter, Arreaza disse que a nação bolivariana é um país independente e soberano, que o governo dos Estados Unidos não entende direito.

“Eles devem lidar com o desastre que pretendem provocar com novas guerras do petróleo”, escreveu o chefe da diplomacia venezuelana na plataforma de comunicação.

Em outra mensagem, o chanceler denunciou as reações dos ‘satélites da região’ dos governos sobre a atual situação política do país, enfatizando que é o mesmo roteiro, falso e interferência.

As declarações do ministro das Relações Exteriores da Venezuela são baseadas nas mensagens emitidas no Twitter pelo secretário assistente adjunto do Gabinete de Assuntos do Hemisfério Ocidental do Departamento de Estado dos EUA, Michael Kozak.

O funcionário dos EUA tenta garantir que a sessão da Assembléia Nacional (AN), desprezada, não tenha um quorum legal, de modo que Juan Guaidó – ex-chefe do Parlamento – é o presidente interino do país.

Essas declarações de Kozak surgem após a tomada de posse da nova diretiva AN para o período legislativo 2020-2021, liderada por Luis Parra, do Primeiro Partido da Justiça, como presidente do Parlamento.

Franklyn Duarte (Comitê Independente de Organização Política Eleitoral-Copei) foi empossado como primeiro vice-presidente, enquanto José Gregorio Noriega (Vontade Popular) é o segundo vice-presidente e Negal Morales (Ação Democrática) o secretário.

O novo conselho de administração foi apoiado por 81 votos dos 150 deputados presentes, dos quais 30 pertencem à oposição do país.

Após a tomada de posse, Parra denunciou Guaidó pelos obstáculos impostos à realização das eleições, por não atingir os votos necessários para ser reeleito.

Categories: # Argentina, #Canadá, #Caracas, #Colombia, Grupo de Lima, #Jorge Arreaza, #Perú, #venezuela, # Venezuela, #10 de enero, #Asamblea Nacional Constituyente, #Nicolás Maduro, #Tribunal Supremo de Justicia, #venezuela, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #EUA contra uma possível intervenção militar na# Venezuela, #Venezuela, #Nicaragua, A Venezuela que a mídia nos diz, agressão internacional contra a Venezuela,, ALBA, ALBA-TCP, Cuba, Fidel Castro Ruz, Hugo Chávez Frías, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Caracas, #Estados Unidos, Golpe de Estado, #Mike Pence, Militar, #Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, Estados Unidos Venezuela, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Estados Unidos, Nicolás Maduro Moros, Política, Rússia, Sociedade, Venezuela, EUA contra a Venezuela na ONU, governo de transição na Venezuela, guerras não convencionais do século XXI, interessados na Venezuela?, invasão militar contra a Venezuela, Los impulsores de la intervención norteamericana en Venezuela, MNOAL_Venezuela, Nicolás Maduro Moros, Revolución Bolivariana, Venezuela, O golpe na Venezuela e a ascensão da nova ditadura mundial, ONU continuará trabalhando com a Venezuela, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Países não alinhados exigem respeito da ONU pela soberania da Venezuela

Os membros do Movimento de Países Não-Alinhados (Mnoal) enfatizam hoje nas Nações Unidas a necessidade de respeitar a soberania da Venezuela e rejeitar a interferência nos assuntos internos da nação.
A representante permanente de Cuba suplente perante a ONU, Ana Silvia Rodriguez, expressou que neste momento não só a soberania da Venezuela, mas também de toda a América Latina e o Caribe, e a dos povos do sul é decidida. Continuar a ler

Categories: MNOAL_Venezuela, Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , , | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: