Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba

Mais uma vitória de Cuba no sistema das Nações Unidas, apesar de tropeço dos Estados Unidos.

Retirado do Jornal Granma .

Autor: Raúl Antonio Capote | internacionales@granma.cu

Ao ser eleito para ocupar cadeiras em várias entidades vinculadas ao Conselho Econômico e Social das Nações Unidas (Ecosoc), Cuba sobrepõe seu prestígio às manobras dos Estados Unidos para impedir o sufrágio a favor.

ecosoc

Com a decisão positiva de 52 dos 54 eleitores, as Grandes Antilhas vão integrar, a partir de janeiro de 2021, a Comissão de População e Desenvolvimento, o Conselho Executivo que apóia e supervisiona diversos programas das Nações Unidas para o desenvolvimento (PNUD ), fundo de população (UNFPA) e serviços de projeto (UNOPS)], e o Comitê para Programa e Coordenação, todos subordinados ao Ecosoc; no qual trata principalmente de questões econômicas, sociais, culturais e de saúde, bem como de direitos humanos e liberdades fundamentais, e faz recomendações à Assembleia Geral, aos membros das Nações Unidas e às organizações especializadas interessadas.

Os Estados Unidos tentaram dificultar a eleição de Cuba solicitando a votação dos candidatos, o que é desnecessário porque, para integrar os referidos órgãos, havia o mesmo número ou menos de candidatos que os cargos vagos, e nosso país poderia ter sido eleito sem sufrágio.

A presença de Cuba nos órgãos subsidiários mencionados acima contribuirá para o fortalecimento da atuação da Ecosoc e para a análise de temas relevantes da agenda planetária.

Categories: # Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Donald Trump, #Estados Unidos, #ONU, #Trump, @Trump, A guerra dos Estados Unidos, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, ESTADOS UNIDOS, FORA TRUMP, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Etiquetas: | Deixe um comentário

“Ninguém se rende aqui”, responde o Presidente de Cuba à renovação da Lei de Comércio com o Inimigo dos Estados Unidos.

Retirado do Jornal Granma .

Autor: Redacción Digital | internet@granma.cu

Trump estende a Lei do Comércio com o Inimigo que apóia o bloqueio a Cuba por mais um ano. O cerco e o assédio se intensificam, a raiva e a perversidade aumentam. Um bloqueio desumano e cruel. Mas ninguém desiste aqui, respondeu o Presidente da República, Miguel Díaz-Canel, através do seu Twitter.

Cuba no dejará de denunciar el bloqueo

Como todos os anos desde a década de 1960, em 2020 o presidente dos Estados Unidos reativou essa legislação, que data de 6 de outubro de 1917, e lhe permite limitar o comércio e implementar sanções econômicas com nações que seu governo considera “hostis”.

“Declaro que a continuação do exercício dessas autoridades em relação a Cuba por um ano é do interesse nacional dos Estados Unidos”, inclui o Memorando para o Secretário de Estado e do Tesouro, publicado no site da Casa. Branco

Segundo a agência Prensa Latina, Donald Trump também ampliou seus poderes para ter maior liberdade de ação em matéria de cumprimento de sanções e em matéria de emissão de autorizações para transações individuais.

A Lei do Comércio com o Inimigo é um instrumento da administração dos Estados Unidos, aprovado pelo Congresso Federal há mais de cem anos, e apenas aplicável e em vigor para as Grandes Antilhas, embora países como a China, a República Popular Democrática da Coreia e o Vietnã, também foram objeto de sua aplicação no passado.

Em 1977, a Lei de Poderes Econômicos de Emergência Internacional restringiu os poderes do Presidente para impor novas sanções, aludindo a situações de emergência nacional. No entanto, a Lei do Comércio com o Inimigo continuou a se aplicar a Cuba, embora a Casa Branca nunca tenha declarado uma emergência nacional com respeito a nosso país.

Este corpo jurídico insere-se no quadro do cerco económico, comercial e financeiro contra Cuba, que inclui outras leis administrativas, como a Lei de Assistência ao Estrangeiro (1961), a Lei de Administração das Exportações (1979), a Lei Torricelli ( 1992), a Lei Helms-Burton (1996) e os Regulamentos de Administração de Exportação (1979).

O bloqueio é um ato de genocídio contra nosso povo e está comprometido com a escassez, as deficiências materiais e a interrupção dos serviços públicos. Também tenta semear o desânimo e a insatisfação, com o interesse de responsabilizar a Revolução pelo caos, num ato de total cinismo e imoralidade.

Categories: # Cuba, # yo voto vs bloqueo, #Cuba #CIA, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Donald Trump, #Estados Unidos, #EstadosUnidos, #solidaridadvs bloqueo, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, Contrarevolucion, CubavsBloqueo, Declaração do governo revolucionário, DIAZ CANEL, La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo | Etiquetas: | Deixe um comentário

Nosso “tributo” a Trump e a Convenção Republicana.

Enquanto COVID19 ameaça atingir 200 mil vítimas em solo norte-americano, @CubaNoEsMiami deseja “saudar” a Convenção Republicana e sua figura antipopular, o presidente Donald Trump. Estenda a mão a ele e aos que o apoiam, nossa pequena homenagem.

Aliás, para quem vê o problema dos Estados Unidos de longe, esse vídeo facilita as coisas … em quem acreditar? Na realidade que nos descreve uma cidadã norte-americana de origem pura, uma atriz destacada e bem paga, Sharon Stone ou na história e retórica de uma emigrante, ex-artista da TVC (hoje vendedora de silicone), Susana Pérez…? Mais claro, nem a água.

Categories: "para Cuba Eu até ando de bicicleta, # Cuba, #colaboracion medica cubana, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Donald Trump, #Estados Unidos, #salud, #Salud en Cuba, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, ·Medicos Cubanos, BLOQUEIO VS CUBA, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, epidemia, FORA TRUMP, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, relações bilaterais, o governo Donald Trump | Deixe um comentário

Retirado da página da Embaixada de Cuba em Angola.

A Associação de Estados do Caribe (ACS) oficializou nesta terça-feira a Declaração da XXV Reunião Ordinária do Conselho de Ministros, realizada virtualmente, na qual reconhece o trabalho internacional de Cuba no confrontação com a pandemia Covid-19.

O comunicado destaca “Um reconhecimento especial é estendido ao Governo e ao povo de Cuba pelo serviço médico e apoio à ACS e aos Estados e territórios do mundo na luta contra a pandemia COVID-19”.

Em outro ponto, o documento destaca “A ACS reafirma o apelo ao governo dos Estados Unidos da América para que ponha fim ao bloqueio econômico, comercial e financeiro que impõe a Cuba, e à lei Helms Burton e cesse sua aplicação extraterritorial”.

“O Conselho também rejeita a aplicação de medidas coercitivas unilaterais contrárias ao Direito Internacional, que ameaçam a paz e a prosperidade dos Estados do Grande Caribe e que devem ser eliminadas para atender às necessidades humanitárias dos povos caribenhos nestes tempos difícil ”aponta em outro momento o comunicado oficial.

Por sua vez, o Ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez Parrilla, agradeceu à ACS a mensagem da colaboração médica internacional implantada pela Ilha para enfrentar a nova pandemia do coronavírus; ao mesmo tempo que significou o apoio desta organização regional à luta contra a política de bloqueio, imposta há mais de 60 anos desde a Casa Branca.

“Cuba continuará trabalhando a favor da unidade, do acordo e da cooperação”, concluiu o chanceler cubano.

No momento, Cuba tem colaboração médica em 40 países, incluindo vários estados do Caribe e territórios ultramarinos que solicitaram o apoio das Grandes Antilhas para combater o Covid-19.

(Cubaminrex)

Categories: # yo voto vs bloqueo, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Salud en Cuba, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, CUBA - ESTADOS UNIDOS, CubavsBloqueo, Diferendo Estados Unidos - Cuba, Relaciones Cuba-EE.UU, eeuu, ESTADOS UNIDOS, Estados Unidos Vs Cuba, MINREX, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), política dos Estados Unidos em relação a Cuba, Relações Estados Unidos Cuba, Relaciones Cuba Estados Unidos | Deixe um comentário

Projeto de resolução adiado.

Categories: # yo voto vs bloqueo, #ONU, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Assembléia Geral da ONU, Colômbia, Organização das Nações Unidas (ON, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, CubavsBloqueo, La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo, ONU-CUBA, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

As pessoas em pé, contra todas as paredes.

Retirado do Jornal Granma.

Autor:  | leidys@granma.cu

Aqui estão as pessoas de mil batalhas, aquela com história acalorada, o defensor incansável de sua justa verdade.

Aqui está e não é agredido, nem se rende, nem se cansa. Cicatrizes sim, sempre haverá, porque para conquistar direitos, você precisa colocar o peito nas balas, a pele sofre e até a alma, mas se sobreviver, como fizemos, não há poder na terra que extinga o brilho inesgotável de uma caminhada digna pela vida quando se sabe que é livre.

Com que direito alguém pode, chicotear nas mãos, ordenar que nosso joelho caia no chão, movido pelo medo, apatia, pelo trovão que cospe o vaidoso orgulho daqueles que se dizem donos do ar que respiramos, do céu, até do sol, do solo fertilizado com o suor de quem nunca desiste, de perseverar.

Talvez porque eles construíram um muro podre a partir das fundações, imagine os senhores da arrogância de que deixaremos de ter os olhos erguidos, que por um momento questionaremos nossos sonhos?

A história está cheia de obstáculos e ninguém foi capaz de nos parar. Que os muros de Moncada dizem, que se orgulhavam de ter resistido, que, acreditando serem vitoriosos, embalavam em suas entranhas a barbárie da tortura, testemunhavam a sede de sangue jovem sofrido pelos assassinos contratados e, no entanto, a roda da Revolução Ele triunfou sobre essa podridão e a enterrou para sempre.

Um ser com uma alma doente de poder é capaz de muitas coisas, sabemos bem. Quando a arrogância se enraíza, cresce de forma ilimitada, deformada. Os impérios são construídos pela arrogância de muitos homens, e o mecanismo que eles desencadeiam vive por conta própria, e os seres humanos tornam-se apenas os meios para um fim. Continuar a ler

Categories: # Cuba, # yo voto vs bloqueo, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #colaboracion medica cubana, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, bloqueo contra cuba, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, CubavsBloqueo, Uncategorized | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

O chanceler afirma que a ajuda de Cuba para a Itália era solidária e gratuita.

Cubaminrex-Prensa Latina

O ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, destacou hoje o papel dos colaboradores de saúde da ilha, que prestavam serviços na Itália antes do Covid-19 de forma solidária e gratuita.

Em sua conta no Twitter, o ministro das Relações Exteriores observou que os profissionais chegaram ao país europeu quando este estava em estado de emergência e se tornaram o epicentro mundial da pandemia.

Eles estavam “em solidariedade e livres para salvar vidas”, disse o chefe de diplomacia das Grandes Antilhas, acrescentando que, para esta ação, apenas a gratidão dos cidadãos e das autoridades locais e nacionais foi recebida como pagamento.

Na véspera, o embaixador da nação caribenha na Itália, José Carlos Rodríguez, em entrevista à agência EFE, afirmou que seu país nunca estabeleceu condições para fornecer assistência médica ao mundo.

O diplomata especificou que médicos e enfermeiros pertencentes ao contingente Henry Reeve, agrupados em uma brigada de 52 membros e outro de 38, enfrentaram com êxito a pandemia junto com seus colegas italianos na cidade de Crema, na Lombardia, e na capital do Piemonte, Turim, respectivamente.

“Quando há uma necessidade humana, neste caso no campo da saúde, sentimos o dever e a vontade de oferecer nossa ajuda e apoio sempre que estiver dentro de nossas capacidades”, disse Rodríguez.

A pedido de vários governos, Cuba enviou cerca de 3.600 especialistas em saúde a trinta países para contribuir na luta contra o Covid-19.

Eles se juntam aos mais de 28.000 que estavam servindo em 58 países ao redor do mundo antes do início da emergência causada pelo novo coronavírus.

A contribuição dos colaboradores da ilha nesse cenário, apesar das campanhas de descrédito dos Estados Unidos, tem sido amplamente reconhecida pela comunidade internacional.

Categories: # yo voto vs bloqueo, #Bruno Rodríguez,, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #salud, #Salud en Cuba, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, bloqueo contra cuba, CubavsBloqueo, epidemia, Itália, MINREX, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Ciclistas viajam pelos EUA em rejeição ao bloqueio de Cuba.

Neste sábado, um grupo de ativistas pedalou da cidade de Seattle, no noroeste dos Estados Unidos, em direção à capital, Washington. Eles planejam viajar por todo o país de costa a costa para protestar contra o bloqueio de Cuba. Seu objetivo é tornar visível a necessidade de suspender sanções. A iniciativa transmite uma mensagem muito clara contra o bloqueio, bem como um apelo às relações cordiais e civis entre os dois países.

A rota planejada é de quase 5.000 quilômetros, que os participantes planejam concluir em aproximadamente um mês. Eles esperam que, durante a viagem, o pequeno grupo inicial de ciclistas seja acompanhado por outros cidadãos que se opõem à atual política dos EUA em relação à ilha.

Nas cidades que visitarão, os ativistas planejam conversar com os habitantes locais sobre o sofrimento causado pela política hostil da atual administração dos EUA e as conseqüências do bloqueio, bem como sobre a necessidade de mudar essa situação. Na capital, os participantes também planejam falar com políticos e ativistas locais sobre o assunto.

O organizador dessa iniciativa, Carlos Lazo, disse à RT que “uma das razões” para essa turnê é “falar ao povo americano sobre a necessidade de suspender sanções contra Cuba e ter uma política mais humana”.

Categories: # Cuba, # yo voto vs bloqueo, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Donald Trump, #Estados Unidos, #solidaridadvs bloqueo, #Trump, @Trump, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, BLOQUEIO VS CUBA, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, CubavsBloqueo, FORA TRUMP, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Trump procura reforçar o bloqueio, Uncategorized, Washington | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

A grosseria de César contra Cuba.

Autor:  | internet@granma.cu

cuba, estados unidos, relaciones cuba-esrados unidos, terrorismo, lucha vs terrorismo, embajadas

Desde que a presença cubana foi sentida na Flórida no século 19, os políticos americanos cobiçaram seu apoio. Em seu livro No mundo inteiro, o argentino Carlos A. Aldao, que conheceu José Martí em Nova York, testemunha um fato significativo: James G. Blaine, arquiteto da institucionalização, entre 1889 e 1890, do pan-americanismo imperialista, tentou comprar o O apoio de Martí em busca de votos cubanos que cabessem naquele território sua ambição frustrada de se tornar presidente dos Estados Unidos.

Desnecessário dizer que o estratagema desse político, então secretário de Estado, colidiu com o revolucionário cubano que, ao guiar uma emigração patriótica, repudiou o pan-americanismo idealizado por Blaine e, no dia anterior ao combate, ratificou o sentido antiimperialista de sua vida. Hoje a emigração cubana carrega herdeiros e seguidores da tirania derrotada pela Revolução e, embora não faltem patriotas, os que têm seus negócios na agitação contra-revolucionária são adicionados a esse fardo.

Sem prestar atenção ao que seu povo sofre com a pandemia covid-19, Donald Trump ataca a Venezuela, Nicarágua e Cuba e acrescenta a impressão caricatural e insana de um magnata que confunde política e negócios, sem deixar a essência do sistema que ele representa. . A sua reunião com os cubanos apátridas no Centro de Adoração de Doral Jesus pode ser descrita como casual?

Se, em outras circunstâncias, tivesse sido, agora possui traços de programa. Nesse templo, identifica-se o criminoso que, afiliado ao fundamentalismo (pseudo) evangélico, em 30 de abril perpetrou o ataque terrorista contra a Embaixada de Cuba em Washington, enquanto admirava o império e César.

Mesmo no caso em que o criminoso agiu por conta própria, o que ele fez está inscrito no ódio propagado contra Cuba revolucionária e na lista de atos anticubanos praticados por terroristas a serviço da CIA e do império ao qual essa instituição responda.

Cuba tem o direito e o dever de continuar exigindo a resposta que o governo dos EUA não lhe deu em relação ao referido ataque, no qual – mais que um símbolo – a estátua de Martí foi atingida por balas. A grosseria de César só pode ser entendida como um crime sem vergonha.

Também é previsível que a máfia contra-revolucionária de origem cubana persista em suas operações. Mas do povo cubano, incluindo muitos de seus filhos e filhas residentes nos Estados Unidos e em outros países, essa máfia só merece e receberá desprezo.

Cuba não cederá às agressões do poder que, desde que foi fundado como uma nação planejava conquistá-lo, deu um passo crucial em 1898, ano em que implantou uma realidade aqui que em 1959 a Revolução reverteu com a decisão erradicar para sempre. Os fatos confirmam que não há César criminoso ou delinqüente isolado que torce o caminho para a terra natal de Martí e Fidel, e de um povo disposto a defendê-lo.

Categories: # Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Trump, @Trump, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Agencia Central de Inteligencia de Estados Unidos (CIA), Diferendo Estados Unidos - Cuba, Relaciones Cuba-EE.UU, Estados Unidos contra Cuba, Estados Unidos Gobiernos Paralelos Golpe de Estado Golpes Suaves, Estados Unidos Vs Cuba, FORA TRUMP, política dos Estados Unidos em relação a Cuba, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Relações Estados Unidos Cuba, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Cuba denuncia o impacto do bloqueio na 164ª sessão do Conselho da FAO.

Roma, 10 de julho – “O bloqueio dos Estados Unidos contra Cuba impede a chegada de alimentos, combustível e doações ao país”, denunciou a Representação Permanente de Cuba na quinta-feira, durante a 164ª sessão do Conselho da FAO.

A Representação Permanente de Cuba proferiu seu discurso no item 10 da agenda do evento multilateral da FAO, “Impacto da pandemia da doença pelo coronavírus COVID19 na segurança alimentar e nos sistemas alimentares”.

A conselheira Rebeca Cutié Cancino, mencionada na reunião da FAO, aos esforços envidados pelo governo cubano para garantir a segurança alimentar em meio à pandemia de Covid 19.

“Acima de tudo, a saúde da população é preservada, as culturas de ciclo curto são plantadas para distribuição e a resposta à estação do ciclone e à seca agrícola é preparada”, disse ele.

No entanto, o representante cubano denunciou que “em meio a essa situação de saúde e clima, a população enfrenta diariamente os impactos negativos da aplicação de sanções e medidas unilaterais contrárias ao direito internacional”.

A Representação Permanente de Cuba exortou os Estados membros da FAO a expressarem solidariedade e cooperação, deixando de lado as diferenças políticas.

“Chamamos a não usar alimentos como uma forma de pressão política”, enfatizou.

Cuba manterá sua vocação a favor do multilateralismo e sua convicção de que uma resposta global à pandemia da COVID é iminente19 .

Cubaminrex-CubaONURoma

Categories: # Cuba, # yo voto vs bloqueo, #Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #salud, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, epidemia, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: