Estados Unidos,

Eles repudiam no Brasil o interesse da Venezuela pela visita de Pompeo.

Retirado do teleSUR .

Organizações sociais brasileiras rejeitaram a visita, no marco das agressões dos Estados Unidos à Venezuela.

Diversas organizações sociais e representantes políticos de esquerda no Brasil rejeitaram na sexta-feira a visita do secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, à cidade de Boa Vista (capital do estado fronteiriço de Roraima) como parte de sua viagem pela América do Sul.

A jornada de Pompeo ocorre no contexto de novas ameaças dos EUA contra a Venezuela e o governo do presidente Nicolás Maduro.

O senador Telmário Mota criticou a visita de Pompeo a Roraima em seu Twitter, considerando que o encontro com o governo do presidente Jair Bolsonaro representa uma invasão do país sul-americano pelos EUA, e uma ameaça conspiratório contra a Venezuela.

Mike Pompeo não é bem-vindo. Eu não me sento com ele. Trata-se de degradar duplamente Roraima como plataforma para a campanha de Trump e como instrumento de provocação imperialista contra um povo irmão, com o qual mantemos relações econômicas, sociais e culturais pacíficas há séculos ”, disse Mota em seu Twitter.

Imagen

Por sua vez, o deputado federal Glauber Braga disse em suas redes sociais: “Esta é uma tentativa ilegítima de pressionar a Venezuela. Eles procuram petróleo, riquezas naturais, a maior reserva de combustível do mundo e não podemos aceitar que o território brasileiro seja usado para isso, até para uma possível escalada da guerra.

Em carta aberta, o Partido dos Trabalhadores (PT) expressou sua preocupação com a provocação e perseguição dos Estados Unidos contra a Venezuela, na tentativa de reconstruir o palco para uma possível intervenção.

En Brasil critican la visita del secretario de Estado de EE.UU., Mike Pompeo, al considerar que hace parte de la agenda conspirativa y de invasión contra Venezuela.

“Bolsonaro e seu governo demonstram mais uma vez sua submissão a Trump, sempre dispostos a cumprir suas ordens ou receber seus representantes em nosso território, em um processo contínuo de afronta à nossa soberania”, afirma a nota do PT.

Além do Brasil, Pompeo fará reuniões com governos de países próximos à Venezuela, como Colômbia, Guiana e Suriname.

Categories: #Brasil, #Brasil se alinha aos #EUA, #Brasil, Corrupción, #Jair Bolsonaro, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Nicolás Maduro, #Trump, @Trump, Estados Unidos Venezuela, Estados Unidos,, FORA TRUMP, governo idiota no Brasil", instalar base militar dos EUA, no Brasil, Jair Bolsonaro, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Trump, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

México exige que os EUA esclareçam abusos de migrantes

Categories: Derechos Humanos, Estados Unidos,, Estados Unidos, mujeres, MEXICO, O direito das mulheres, não o abuso | Deixe um comentário

Venezuela: O americano detido serviu missão em uma base da CIA no Iraque

Categories: # Venezuela, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Trump, @Trump, agressão internacional contra a Venezuela,, Caracas, #Estados Unidos, Golpe de Estado, #Mike Pence, Militar, #Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, Estados Unidos,, Estados Unidos, Imperialismo, FORA TRUMP, Organizacion e Estados Americanos (OEA), Terrorismo, Trump, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

Continente em disputa: o que os EUA estão procurando na África?

Continente en disputa: ¿Qué busca EE.UU. en África?

Por Leandro Lutzky

A administração de Donald Trump tenta competir com a China e a Rússia por dominar as relações daquele continente.

A presença na África da Rússia e principalmente da China perturba os EUA. O governo de Donald Trump, que em nível discursivo não mostrou grande interesse naquela região do planeta, focalizando sua política externa nas armas nucleares do Irã ou da Coréia do Norte, para citar alguns exemplos, reflete alguns sinais de que poderia mudar sua estratégia para fortalecer laços com nações como Quênia, Líbia, Somália e Mali, para contrabalançar a influência de outros poderes na área.

Conforme anunciado pela rede NBC, a administração republicana nos próximos dias poderá apresentar oficialmente seu novo plano para melhorar sua posição no continente africano, embora isso não inclua gastos mais altos em missões militares ou diplomáticas.

Atualmente, em Djibouti, um pequeno país da África oriental, bases militares da França, Itália, Japão, EUA e a China, que instalou a sua própria em julho. O local não possui recursos naturais que atraiam essas nações poderosas, mas sua localização é estratégica: fica ao lado do Golfo de Aden, um estreito de água que se conecta com o Mar da Arábia, o Mar Vermelho, o Canal de Suez e o Mar Mediterrâneo. . Em outras palavras, é um ponto chave para unir os mercados da Ásia, África e Europa; esse site representa 25% das exportações mundiais. Continuar a ler

Categories: ÁFRICA, Donald Trump, ESTADOS UNIDOS, Estados Unidos,, OPINIÃO, POLÍTICA, Uncategorized, WASHIGTON | Etiquetas: | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: