fronteira com a Colômbia.

O governo colombiano compartilha a alucinação de Guaido

O Ministério das Relações Exteriores da Colômbia pede oficialmente a Juan Guaidó a extradição da ex-congressista Aída Merlano

O Ministério das Relações Exteriores da Colômbia solicitou formalmente o deputado da oposição Juan Guaidó, a quem ele reconhece como “presidente interino” da Venezuela, a extradição da ex-congressista Aida Merlano, depois de receber o cargo pelo Supremo Tribunal de Justiça.

“O objetivo é que o presidente Guaidó encaminhe todos os esforços que permitem à senhora Merlano retornar ao território colombiano, responda por seus crimes e cumpra a sentença que lhe foi imposta”, afirmou o comunicado do Ministério das Relações Exteriores da Colômbia.

Nesse sentido, a ministra das Relações Exteriores da Colômbia, Claudia Blum, disse que o pedido é feito perante Guaidó.

NOTICIAS RPTV@NoticiasRPTV

I 🇨🇴

Cancillería presentó pedido de extradición de Aida Merlano ante la Embajada de Venezuela en Colombia, que representa a Juan Guaidó.

La Canciller Claudia Blum rechazó la protección que Nicolás Maduro ha dado a la excongresista.

Video insertado

Contudo, antes da aparição pública de Merlano em Caracas, o presidente Maduro exortou o governo colombiano a ativar as relações consulares para executar o processo de extradição, medida que foi rejeitada pela administração de Iván Duque, afirmando que na Venezuela Havia “poucas garantias”.

Caracas rompeu relações diplomáticas com Bogotá em 23 de fevereiro de 2019, quando Duque decidiu apoiar a autoproclamação de Guaidó como “presidente interino” da Venezuela.

Categories: # Argentina, #Canadá, #Caracas, #Colombia, Grupo de Lima, #Jorge Arreaza, #Perú, #venezuela, # Venezuela, #China#EEUUDonald TrumpFondo Monetario Internacional (FMI)Ivan Duque, #COLOMBIA#MéxicoCarlos MesaComandante Che GuevaraCompañía Minera Huanchaca, #Venezuela, agressão internacional contra a Venezuela,, ·Venezuela, Bruno Rodríguez Parrilla, Colombia, Cuba, Detenciones, Diálogos de Paz, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Iván Duque Márquez, Política, Colômbia, Colombia, EUA contra a Venezuela na ONU, fronteira com a Colômbia., governo de transição na Venezuela, Guaidó nomeia "embaixadores" ilegais, Guaidó, um "presidente" sem território, promovendo a autoproclamação do deputado Juan Guaidó como "presidente encarregado, Tiene Colombia moral para enjuiciar a Venezuela, Uncategorized, Venezuela tras la autoproclamación de Guaidó | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Guaidó chega inesperadamente na Colômbia e se encontrará com Mike Pompeo

O deputado venezuelano da oposição, recebido pelo presidente colombiano Iván Duque, participa na segunda-feira da III Cúpula Hemisférica de Combate ao Terrorismo, em Bogotá.

Vice-venezuelano Juan Guaidó com o presidente da Colômbia, Iván Duque, em Bogotá, Colômbia.
O vice da oposição venezuelana Juan Guaidó participa na segunda-feira, juntamente com o presidente da Colômbia, Iván Duque, e o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, em uma homenagem oficial feita a estudantes de uma escola de cadetes na Colômbia que morreram. após um ataque de um ano atrás e em uma cúpula interministerial contra o terrorismo.

Guaidó, que está na Colômbia, participa da III Cúpula Hemisférica de Combate ao Terrorismo, da qual Pompeo também participa. Anteriormente, ele homenageou os alunos da Escola de Cadetes da Polícia Geral de Santander, na capital colombiana, que morreram no ataque em 17 de janeiro de 2019 e que é a sede dessa reunião interministerial.

Nesta reunião, onde participam os ministros das Relações Exteriores de 25 países, eles abordarão questões como cooperação internacional na luta contra o terrorismo e “a transição para eleições livres na Venezuela”, disse Duque.

A esse respeito, o ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, escreveu em seu relato de Tuiter que Pompeo “tem dificuldade em entender que, como marionetista, ele e seu trabalho foram um fracasso monumental na Venezuela”.

Chegada surpresa
No domingo passado, um tweet do deputado da oposição venezuelana, onde informou que havia chegado ao país vizinho, acabou com as especulações sobre uma viagem que não havia sido anunciada.

“Já na Colômbia, grato ao presidente Iván Duque por seu apoio à luta do povo venezuelano”, escreveu o parlamentar na manhã de domingo, pesando cerca de sete investigações abertas pelo Ministério Público e uma ordem para proibir a saída do país. emitida pelo Supremo Tribunal de Justiça (TSJ).

Esta é a segunda viagem à Colômbia, na fronteira com a Venezuela, depois que o deputado da oposição assumiu o cargo de “presidente encarregado” há um ano.

Como foi recebido?
Na tarde de domingo, o presidente colombiano informou em sua conta do Twitter que havia realizado uma reunião de trabalho “muito produtiva” com o deputado, que havia compartilhado “avanços na atenção aos migrantes sediados na Colômbia” e que ambos destacavam “o importância de restaurar a democracia no país vizinho “.

Em uma série de imagens compartilhadas pelo presidente colombiano, é evidente que o deputado venezuelano da oposição foi recebido com honras militares no país vizinho.

Bogotá apoiou Guaidó em sua autoproclamação e desconhece o presidente venezuelano Nicolás Maduro, que ele considera ilegítimo e ditador.

Queixa de Wilfredo Cañizares, diretor da Fundação Progresar, no Norte de Santander, com imagens do deputado junto com membros da organização criminosa “Los Rastrojos”, considerado um dos mais perigosos da Colômbia

Após a última visita à Colômbia, foi revelado um escândalo de corrupção, revelado pela publicação digital PanAm Post, que alertou em uma investigação jornalística sobre a suposta apropriação de fundos para “ajuda humanitária” pelos colaboradores do deputado em Cuba. esse país Os promotores venezuelano e colombiano abriram investigações.

Escalada de tensão
A tensão entre os dois países atingiu seu ponto mais alto quando Duque recebeu o deputado da oposição em Cúcuta para realizar a tentativa fracassada de obter “ajuda humanitária” dos EUA em 23 de fevereiro.

Um dia antes da realização de um concerto na fronteira, organizado pelo bilionário Richard Branson, que supostamente arrecadaria dinheiro para a população venezuelana mais desassistida, sem ainda informar sobre o destino dos fundos.

Anteriormente, o governo venezuelano havia ordenado o fechamento de sua fronteira diante das “ameaças graves e ilegais” do governo colombiano, contra “a paz e a soberania da Venezuela”, disse Maduro na época.

Antes da chegada de Guaidó, Duque e seu então ministro das Relações Exteriores, Carlos Holmes Trujillo, haviam feito repetidas ligações às Forças Armadas Bolivarianas da Venezuela (FANB) para permitir a entrada de “ajuda humanitária” e ignorar Maduro e treinar. parte da “transição”.

As diferenças entre os dois governos se tornaram intransponíveis após o fracassado ataque contra Maduro em agosto de 2018. Caracas disse que Bogotá havia participado e treinado mercenários em seu país, com apoio da oposição venezuelana, para realizar ações desestabilizadoras contra o governo venezuelano.

Por seu lado, a Casa de Nariño responsabilizou Miraflores por receber membros de grupos armados colombianos em seu território, por ser a causa da migração de venezuelanos para o país vizinho e por ser um fator desestabilizador da região.

O deputado da oposição deve se reunir nesta quarta-feira em Bruxelas (Bélgica) com o alto representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros, Josep Borrell, e depois participar do Fórum Econômico Mundial em Davos (Suíça).

Categories: # Venezuela, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Caracas, Golpe de Estado, Militar,#Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, #China#EEUUDonald TrumpFondo Monetario Internacional (FMI)Ivan Duque, #COLOMBIA#MéxicoCarlos MesaComandante Che GuevaraCompañía Minera Huanchaca, #Colombia, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Guerrilla, Paz, #Venezuela, #Donald Trump, #Estados Unidos, #EUA contra uma possível intervenção militar na# Venezuela, #Nicolás Maduro, #Nicolás Maduro Moros, #Trump, @Trump, agressão internacional contra a Venezuela,, Andrés Manuel López Obrador, Bolivia, estados unidos, Evo Morales, Grupo de Lima, Luis Almagro, Mexico, Nicolás Maduro, Red Europea de Solidaridad con la Revolución Bolivariana, venezuela, antilatinoamericana agenda geopolítica belicista e Donad Trump alinhados, Assembléia Geral da ONU, Colômbia, Organização das Nações Unidas (ON, Bruno Rodríguez Parrilla, Colombia, Cuba, Detenciones, Diálogos de Paz, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Iván Duque Márquez, Política, Caracas, #Estados Unidos, Golpe de Estado, #Mike Pence, Militar, #Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, CIA Mike Pompeo, Colômbia, COLOMBIA ACUERDO DE PAZ, confrontar Donald Trump da câmara baixa, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Marco Rubio, Mario Díaz-Balart, Relaciones bilaterales., Donald Trump, Donald Trump liderou um golpe de estado na nação bolivariana, Donald Trump,, Donald Trump, Estados Unidos, EE. UU insiste em desestabilizar a Venezuela, Estados Unidos Venezuela, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Estados Unidos, Nicolás Maduro Moros, Política, Rússia, Sociedade, Venezuela, EUA contra a Venezuela na ONU, FORA TRUMP, fronteira com a Colômbia., governo de transição na Venezuela, Guaidó nomeia "embaixadores" ilegais, Guaidó, um "presidente" sem território, Pompeo,, promovendo a autoproclamação do deputado Juan Guaidó como "presidente encarregado, relações bilaterais, o governo Donald Trump, secretario de Estado, Michael Pompeo, secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo,, Tiene Colombia moral para enjuiciar a Venezuela, Trump Google, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized, Venezuela Cancilleria Comunicado EE.UU. Gobierno Titere, Venezuela tras la autoproclamación de Guaidó | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Comando Sul dos EUA anuncia exercício militar conjunto com a Colômbia, coincidindo com a visita de Pompeo

Por:RT

Comando Sul dos EUA anunciou segunda-feira que realizará um exercício militar de “ataque aéreo” com a Colômbia entre 23 e 29 de janeiro.

“Equipe de especialistas dos EUA e da Colômbia praticará trabalho conjunto para criar interoperabilidade e compartilhará experiências estratégicas e práticas”, afirmou o comunicado.

Comando Sur de EE.UU. anuncia ejercicio militar conjunto con Colombia coincidiendo con la visita de Pompeo
Pompeo na III Conferência    Ministerial Anti-Terror Hemisférica em Bogotá, 20 de janeiro de 2020.
Luisa Gonzalez / Reuters
Segundo o anúncio, 75 pára-quedistas da 82ª Divisão Aerotransportada de Fort Bragg, Carolina do Norte, participarão da atividade; e 40 membros do Exército do sul do país.

O texto detalha que os pára-quedistas “farão uma inserção de treinamento aéreo das aeronaves Hercules C-130 dos EUA e Colômbia, seguidos de exercícios táticos projetados para simular a segurança de um campo aéreo”.

“Temos a honra de treinar com a Colômbia, um amigo próximo dos EUA e um parceiro global da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN)”, disse o comandante do Comando Sul dos EUA, Craig Faller, citado na declaração.

Pompeo e visita de tensão com a Venezuela
O anúncio coincide com a viagem feita pelo chefe da diplomacia americana Mike Pompeo ao país sul-americano para participar da III Conferência Ministerial Hemisférica de Combate ao Terrorismo, em Bogotá.

Naquela visita, o funcionário dos EUA se reuniu com o vice e autoproclamado “presidente interino” da Venezuela, Juan Guaidó, com quem ele ofereceu uma conferência de imprensa conjunta.

“Haverá mais ações americanas para apoiar Guaidó”, afirmou Pompeo nessas declarações, nas quais descreveu a Venezuela como “um estado falido”.

Ele disse que eles continuarão com todos os seus esforços para pressionar o chavismo na Venezuela que, em sua opinião, “aboliu o direito de seus cidadãos viverem adequadamente”.

Categories: # Argentina, #Canadá, #Caracas, #Colombia, Grupo de Lima, #Jorge Arreaza, #Perú, #venezuela, #Colombia, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Guerrilla, Paz, #Venezuela, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Trump, @Trump, CIA Mike Pompeo, Colômbia, COLOMBIA ACUERDO DE PAZ, confrontar Donald Trump da câmara baixa, Donald Trump, Donald Trump,, Donald Trump, Estados Unidos, FORA TRUMP, fronteira com a Colômbia., Pompeo,, relações bilaterais, o governo Donald Trump, secretario de Estado, Michael Pompeo, secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo,, Tiene Colombia moral para enjuiciar a Venezuela, Trump Google, Trump, Kelly dirigiu o Comando Sul entre 2012 e 2016., Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Calendário de partidas da fase de grupos da Copa América 2020, que pela primeira vez em sua história terá dois locais

Cerimônia do sorteio para os grupos da Copa América 2020. Cartagena das Índias, Colômbia, 3 de dezembro de 2019.
Fernando Vergara / AP

Calendario de partidos de la fase de grupos de la Copa América 2020, que por primera vez en su historia tendrá dos sedes
Nesta terça-feira, na cidade colombiana de Cartagena das Índias, foi realizado o sorteio da Copa América 2020, que será realizada pela primeira vez em sua história em dois países: Argentina e Colômbia.

Além disso, pela primeira vez, os grupos foram divididos em duas zonas: norte e sul. O grupo A é a zona sul e é formado por Argentina, Chile, Bolívia, Uruguai, Paraguai e Austrália, uma das duas equipes convidadas. Enquanto isso, o Grupo B é formado pela Colômbia, Brasil, Equador, Peru, Venezuela e Catar, o segundo convidado do evento.

Esta edição do torneio de futebol mais antigo do mundo no nível de seleções será disputada em 4 cidades colombianas (Barranquilla, Bogotá, Cali e Medellín) e 5 Argentina (Buenos Aires, Córdoba, La Plata, Mendoza e Santiago del Estero). A abertura do campeonato será em 12 de junho de 2020 em Buenos Aires, enquanto a final será disputada em 12 de julho em Barranquilla. A partida de abertura será entre Argentina e Chile.

A Copa América 2020 será realizada apenas um ano após o torneio realizado no Brasil. A razão pela qual a Conmebol agendou uma Copa América um ano depois é unificar calendários com as outras confederações do mundo e, a partir de 2020, o campeonato será realizado a cada 4 anos.

Categories: # Argentina, #Canadá, #Caracas, #Colombia, Grupo de Lima, #Jorge Arreaza, #Perú, #venezuela, #Argentina, #Chile, brasil argentina, Colômbia, fronteira com a Colômbia., Uncategorized | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

Confirmada presença militar suspeita dos EUA no Panamá

Escrito por  Prensa Latina

Confirman sospechosa presencia militar estadounidense en Panamá

Jonathan Del Rosario, o ministro da Segurança e Eric Estrada, diretor da Fronteira, confirmou hoje a presença suspeita de tropas norte-americanas e os meios aéreos no Panamá. Continuar a ler

Categories: fronteira com a Colômbia., Jonathan Del Rosario, o ministro da Segurança e Eric Estrada, diretor da Fronteira,, presença militar suspeita dos EUA no Panamá, Uncategorized | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: