Cuba diante da cooperação internacional e a favor do respeito aos direitos humanos.

Autor:  | internet@granma.cu

Uma intensa agenda de trabalho reuniu-se ao ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, em Genebra, na Suíça, mantendo conversas oficiais com colegas, líderes de organizações multilaterais e embaixadores de vários países, como parte das atividades colaterais do 43º período ordinário do segmento de alto nível. sessões do Conselho de Direitos Humanos.

Segundo Prensa Latina, o chefe cubano conversou com o secretário de Estado do Ministério da Europa e dos Negócios Estrangeiros da França, Jean-Baptiste Lemoyne, para avaliar o andamento dos acordos mútuos e aprofundar os laços econômico-comerciais entre os dois países.

bruno

Foto: Extraído da Prensa Latina

Da mesma forma, o chefe da diplomacia cubana conversou com a Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, a quem expôs os efeitos causados ​​pelo ressurgimento do bloqueio econômico, comercial e financeiro criminoso dos Estados Unidos, com mais de 190 medidas tomada pela administração de Donald Trump.

Além disso, ele trocou com seus colegas na França, Jean-Yves Le Drian; da Espanha, Arancha González; e da Noruega, Ine Marie Eriksen Soreide, bem como com o representante do Catar, Lolwah Rashid Al-Khater, ministro assistente e porta-voz dos Negócios Estrangeiros.

Uma das primeiras reuniões foi realizada com o diretor geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, e o presidente do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, Peter Maurer. Eles detalharam a cooperação médica feita por Cuba e a hostilidade de Washington para impedir esse propósito nobre que beneficia milhões de pessoas.

%d bloggers like this: