24 de febrero, Asamblea Nacional del Poder Popular, Carta Magna, Comisión Electoral Nacional, cuba, REFERENDO POPULAR

Díaz-Canel no Parlamento cubano: Unidos vencemos, venceremos juntos

Miguel Mario Díaz Canel Bermúdez, Presidente da República de Cuba, lembrou nosso legado histórico de lutas e parabenizou o povo cubano por enfrentar juntos os obstáculos que 2019 impôs

Autor:  | internet@granma.cu

Cuarto periodo ordinario de sesiones de la IX Legislatura de la ANPP, presidida por el General de Ejército Raúl Castro Ruz, Primer Secretario del CCPCC, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Presidente de la República de Cuba, Esteban Lazo Hernández, presidente de la ANPP y del Consejo de Estado.Presidente de Cuba, Miguel Mario Díaz-Canel Bermúdez Foto: Juvenal Balán

Nas considerações finais do IV Período Ordinário de Sessões da Assembléia Nacional em seu IX Legislativo, Miguel Mario Díaz Canel Bermúdez, Presidente da República de Cuba, lembrou nosso histórico legado de luta e parabenizou o povo cubano por enfrentar juntos os obstáculos que O 2019 imposto.
«Curtidos nessa resistência e apoiados pela força das seis décadas da Revolução, resolvemos essas dificuldades e temos o direito de celebrar os resultados».
Díaz-Canel disse que não há setor da economia e sociedade cubanas que não tenha sofrido o ataque do bloqueio americano.

Presidente de Cuba, Miguel Mario Díaz-Canel Bermúdez Foto: Juvenal Balán

“Isso nos levou a afetar os serviços médicos, o cancelamento de voos, as proibições de transporte de combustíveis para o país e, além disso, Washington continua dizendo que somos uma ameaça e um fator de risco para a região. Isso dificulta as transações financeiras com países terceiros, eles procuram limitar o acesso a tecnologia, turismo e serviços internacionais de saúde ”, destacou.
Entre outros ataques, o Presidente da República destacou a campanha lançada pelo governo dos EUA contra a colaboração médica que salvou vidas em 164 países.

Assembléia Nacional do Poder Popular Foto: Juvenal Balán
O presidente disse que a luta e a emancipação são as chaves da nossa história. Graças a isso, e à cooperação de governos soberanos e corajosos empresários, dispostos a desafiar a hegemonia dos EUA, a negociar com Cuba, enfrentamos e resistimos à guerra econômica.
Permanecemos dignos e firmes; calmo, mas atento, ciente de que quem quer que vá tão longe em sua vilania não terá escrúpulos em seguir planos mais perversos, se isso lhes permitir apagar o nosso exemplo de ousadia do mapa, advertiu.
Há exatamente dois anos, no final da Assembléia Nacional, o general do Exército Raúl Castro Ruz lembrou que a Revolução Cubana resistiu ao ataque das administrações dos Estados Unidos, e aqui estamos nós e seremos livres, soberanos e independentes.
Com o maior orgulho, disse ele, as atuais gerações de líderes, pessoas e jovens cubanos, presentes hoje na Revolução, dizemos, de Fidel, Raúl e outros parceiros de luta, somos continuidade. Essa declaração enfurece os adversários, porque é a confirmação de que seus planos não deram certo. Continuar a ler

Categories: "para Cuba Eu até ando de bicicleta, # Cuba, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #colaboracion medica cubana, #Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Salud en Cuba, 24 de febrero, Asamblea Nacional del Poder Popular, Carta Magna, Comisión Electoral Nacional, cuba, REFERENDO POPULAR, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Acciones contra Cuba, Cuba, Historia de Cuba, Tarará, Asamblea Nacional del Poder Popular (ANPP), Cuba, Gobierno, Poder Popular, asamblea nacional del poder popular, Constitución de la República de Cuba, Cuba, Referendo popular, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Referendo, um pleno exercício da democracia

No dia 24 de fevereiro, o povo cubano, no exercício da soberania, decidirá sobre uma das questões mais importantes para o país: a aprovação em referendo popular da nova Constituição. Continuar a ler

Categories: 24 de febrero, Asamblea Nacional del Poder Popular, Carta Magna, Comisión Electoral Nacional, cuba, REFERENDO POPULAR, Uncategorized | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: