Apple

China pode colocar Apple e outras empresas americanas em uma ‘lista negra’ em vingança pela Huawei.

 

A China está disposta a incluir várias empresas americanas em uma “lista de entidades não confiáveis”, além de tomar várias outras medidas em resposta ao plano dos EUA. de bloquear remessas de semicondutores para a gigante de telecomunicações Huawei, informou o Global Times na sexta-feira, citando uma fonte próxima ao governo chinês.

China podría colocar a Apple y a otras compañías de EE.UU. en una 'lista negra' en venganza por Huawei

As medidas incluem iniciar investigações e impor restrições a empresas como Apple, Cisco e Qualcomm, além de suspender a compra de aeronaves Boeing.

O Departamento de Comércio dos EUA anunciou em comunicado sexta-feira que está alterando uma regra de exportação para “atingir estrategicamente a aquisição de semicondutores pela Huawei, que são o produto direto de certos softwares e tecnologias dos EUA”.

“A China tomará contramedidas vigorosas para proteger seus próprios direitos legítimos” se Washington seguir em frente com o plano de mudar suas regras e proibir que fornecedores de chips essenciais, incluindo a empresa taiwanesa TSMC, vendam chips para a Huawei, disse a fonte do jornal.

Analistas consultados pela mídia chinesa descrevem como “bomba nuclear” possíveis medidas punitivas dirigidas contra grandes empresas americanas como Qualcomm, Cisco e Apple, que dependem fortemente do mercado chinês.

He Weiwen, um ex-alto funcionário comercial chinês, acredita que Pequim deve introduzir essas contramedidas e realizar “investigações completas” de empresas americanas relevantes para fazê-las “sentir dor”.

Quanto à Boeing, a China poderia desistir de todos os pedidos atuais, mesmo que isso signifique que algumas empresas chinesas terão que pagar pelos danos liquidados, disse uma fonte do setor de aviação ao Global Times. Se a Boeing perder pedidos da China, a empresa, já à beira da falência, só poderá recorrer ao governo dos EUA. Para pedir ajuda, ele detalhou a fonte.

Além das grandes empresas, a maioria das empresas americanas na lista pode ser de pequenas empresas que dependem muito de empresas chinesas, como as agências comerciais norte-americanas, diz Gao Lingyun, especialista da Academia Chinesa de Ciências Sociais.

Se Pequim impuser sanções a essas empresas, que são especialmente vulneráveis ​​a medidas restritivas, a maioria delas “será levada à beira do colapso”, prevê Gao, acrescentando que essas medidas preventivas podem servir como um alerta de “primeiro nível” para os EUA. .

No entanto, esse especialista acredita que a adoção de contramedidas por Pequim “finalmente beneficiará” as relações bilaterais, uma vez que, explica ele, só será possível “voltar à normalidade” se for possível “derrotar a pequena porção de políticos americanos que as relações bilaterais e as relações dos dois países são prejudiciais.

É a segunda vez em dois dias que a China lança uma mensagem de contra-ataque contra os Estados Unidos. Na quinta-feira, emergiu que Pequim se declarou “extremamente insatisfeito com o abuso de litígios” por parte dos EUA. contra a China pela covid-19 e está considerando impor contramedidas punitivas contra indivíduos, entidades e autoridades estaduais dos EUA.

Categories: #China#EEUU#Iran#Nicaragua.barco hospital naval Arca de la Paz, ações intervencionistas dos EUA, Apple, China, Uncategorized | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

O Corno de África território de obstáculos.

África

Categories: ANGOLA, Apple, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

O povo cubano vencerá.

As palavras do Comandante-em-chefe da Revolução Cubana, em abril do ano passado, no 7º Congresso do Partido, tornaram-se realidade na Revista Militar e marcha do povo combatente pelo 60º aniversário do heróico levante em Santiago de Cuba e do Desembarque dos expedicionários do iate Granma, Dia das Forças Armadas Revolucionárias, em homenagem a Fidel e […]

 

Categories: ANGOLA, Apple, CUBA - BRASIL, CUBA-ANGOLA, Uncategorized | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Novo telemóvel atingiu recorde de encomendas

A empresa tecnológica Apple afirmou que muitos dos seus clientes terão de esperar até o próximo mês para adquirir a nova versão do iPhone, depois de a companhia registar um recorde de quatro milhões de encomendasno primeiro dia de lançamento, o dobro em relação ao iPhone 5, lançado há dois anos.

Continuar a ler

Categories: Apple, telemóvel | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: