#CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba

O Presidente do Quênia ratifica seu apoio ao bloqueio de Cuba

Inés María Chapman, vice-presidente do Conselho de Ministros, foi recebida pelo Presidente da República do Quênia, Sua Excelência o Sr. Uhuru Kenyatta, como parte de sua visita a essa nação.

Autor:  | internet@granma.cu

Inés María ChapmanFoto: ACN

O fortalecimento das relações bilaterais, eventos internacionais e cooperação entre os Estados foram temas abordados na reunião que o Presidente do Quênia, Excelentíssimo Senhor Uhuru Kenyatta, realizou com a Vice-Presidente do Conselho de Ministros de Cuba, Inés María Chapman Waugh.

Segundo Cubaminrex, durante o diálogo, o Chefe de Estado ratificou seu apoio a Cuba na luta contra o bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelo governo dos Estados Unidos contra as Grandes Antilhas, questão também incluída na declaração final do IX Cúpula de Chefes de Estado e de Governo dos países da África, Caribe e Pacífico (ACP), evento em que o Vice-Presidente chefiou a delegação cubana.

Falando nessa reunião, Chapman Waugh expressou a gratidão dos cubanos aos povos e governos dos países da ACP por sua posição tradicional de repúdio ao bloqueio, e enfatizou que nos últimos meses o governo dos Estados Unidos intensificou essa política. Além disso, ele apresentou o trabalho nobre e humano dos médicos cubanos nas missões médicas realizadas no mundo e denunciou as calúnias e mentiras do governo dos Estados Unidos sobre esse assunto.

Categories: # Cuba, # yo voto vs bloqueo, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #colaboracion medica cubana, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #solidaridadvs bloqueo, bloqueo contra cuba, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, CubavsBloqueo, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Movimento artístico e literário cubano rejeita as mentiras de Vargas Llosa

Declaração da União de Escritores e Artistas de Cuba (Uneac)

Para ele, é claro, tudo passa pela democracia eleitoral que é governada pelas leis de oferta e demanda, pelas regras do neoliberalismo e pela manipulação pública da opinião pública. Não há uma linha sobre os protestos no Chile, Colômbia e Brasil. O escritor prefere manter o silêncio cúmplice nesses casos.

Presidente cubano en el IX Congreso de la Uneac.Foto: José Manuel Correa

Há algum tempo, o escritor peruano-espanhol Mario Vargas Llosa lhe dá receitas, como um meio ao seu alcance, sobre o perfeito regime político na América Latina.

O discurso mais recente contra os povos de Nossa América teve uma intervenção reproduzida por um canal de televisão nos Estados Unidos, especialmente projetado para Cuba para fins subversivos. Na entrevista, replicada pela mídia muito influente da região, reitera-se que a Venezuela e Cuba são os culpados pelos atuais surtos sociais no continente. Ele mencionou o golpe contra o presidente boliviano Evo Morales como “uma demonstração de que se pode se livrar da má influência da Venezuela, Cuba, Nicarágua”.

Obviamente, Vargas Llosa não nos conhece. Por muito tempo ele perdeu a noção da realidade de tudo o que acontece entre nós. Tente estimular, com um presságio vergonhoso e delirante, a iniciativa de um levante interno, que obviamente teria o apoio do Império e de seus aliados. Ele prevê que “a qualquer momento o povo cubano nos dará uma surpresa”.

Profecia ofensiva e difamatória. A “surpresa” que o povo cubano oferece todos os dias é ser mais revolucionária, mais firme, mais criativa, mais solidária, mais socialista e mais digna. O de estar cada vez mais unido em torno dos ideais de Martí e Fidel.

A vanguarda do movimento artístico e literário cubano rejeita categoricamente os insultos e mentiras que Vargas Llosa propaga sem corar. Juntamente com o seu merecido reconhecimento literário, ele sem dúvida terá um lugar na “história universal da infâmia”.

Presidência da UNEAC.

Categories: # Cuba, #Cuba #CIA, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Diálogo Cuba e União Europeia sobre direitos humanos, #Salud en Cuba, BLOQUEIO VS CUBA, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Díaz-Canel chega a Buenos Aires para tomar posse de Alberto e Cristina Fernández

Por: Arleen Rodríguez Derivet

Por volta das 18h20, horário local, a delegação cubana que comparecerá à inauguração do novo governo argentino chegou ao aeroporto de Ezeiza.

O presidente da República chega à Argentina. Foto: Alejandro Azcuy

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, acompanhado por sua esposa Lis Cuesta Peraza, os ministros das Relações Exteriores, Bruno Rodríguez Parrilla e o Comércio Exterior, Rodrigo Malmierca Díaz, e Eugenio Martínez Enríquez, diretor da América Latina do Minrex, compõem a delegação à qual o Embaixador Orestes Pérez Pérez se une em Buenos Aires.

Marcelo Suárez Salvia, chefe de protocolo e cerimonial do Ministério das Relações Exteriores da Argentina recebe o presidente cubano em Buenos Aires. Foto: Alejandro Azcuy.

Ao pé da escada do avião de Cubana, Marcelo Suárez Salvia, chefe de protocolo e cerimonial do Ministério das Relações Exteriores da Argentina, veio recebê-los.

Categories: # Argentina, #Canadá, #Caracas, #Colombia, Grupo de Lima, #Jorge Arreaza, #Perú, #venezuela, # Cuba, #Argentina, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, BUENOS AIRES, DIAZ CANEL, Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Díaz-Canel recebeu o Presidente Executivo do Banco Centro-Americano de Integração Econômica

O presidente da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, recebeu o Sr. Dante Mossi Reyes, presidente executivo do Banco Centro-Americano de Integração Econômica (CABEI) na tarde de quinta-feira

Autor:  | internet@granma.cu

recibe diaz-canel a Dante Mossi

Em um ambiente amigável, foi acordado destacar as excelentes relações existentes e o desejo de continuar a aprofundá-las. Foto: Estudos da Revolução
O Presidente da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, recebeu o Sr. Dante Mossi Reyes, presidente executivo do Banco Centro-Americano de Integração Econômica (CABEI) na quinta-feira à tarde, que está em nosso país por ocasião da Mesa de diálogo para financiar projetos de desenvolvimento em Cuba, que se reuniu por dois dias em Havana.

Foto: Estudos da Revolução
Em um ambiente amigável, foi acordado destacar as excelentes relações que existem com o Banco Centro-Americano de Integração Econômica, das quais Cuba é um parceiro extra-regional, e a vontade de continuar aprofundando-as.

O Presidente Executivo do CABEI expressou sua satisfação pela reunião e disse que “trabalhamos com as autoridades do Governo da República de Cuba com o objetivo de formular uma Estratégia por País para nos guiar, a fim de identificar suas prioridades de desenvolvimento e alinhamento com a estratégia quinquenal do CABEI ».

O Presidente Díaz-Canel agradeceu ao CABEI por seu apoio na consecução dos objetivos propostos na estratégia.

O ilustre visitante foi acompanhado por funcionários do Banco Centro-Americano de Integração Econômica, Salvador Sacasa Cisne, chefe do Escritório de Relações Institucionais, e Hernán Danery Alvarado, Gerente Financeiro.

Do lado cubano, estava presente a Presidente Ministra do Banco Central de Cuba, Irma Martínez Castrillón.

Categories: # Cuba, #Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, DIAZ CANEL, ECONOMIA, economia nacional, Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Eles premiam a excelência do Hospital Cubano em Dukhan, Catar

O Instituto Nacional de Qualidade da Saúde do Catar concedeu na quarta-feira o prêmio anual Estrelas de Excelência ao Hospital Cubano em Dukhan, por reconhecer a equipe de profilaxia da trombose venosa com o prêmio National Collaboration for Patient Safety por compromisso contínuo, dedicação e trabalho duro.

El Hospital Cubano en Catar fue abierto en 2012 para brindar servicios generales y de emergencia, con una capacidad de 75 camas.

Segundo o instituto, esses dois importantes prêmios foram concedidos por terem alcançado excelência na qualidade da saúde e segurança do paciente. Ambos os prêmios são concedidos anualmente pelo Ministério da Saúde do Catar e todos os hospitais do país optam por eles.

Por seu lado, o ministro da Saúde de Cuba, José Angel Portal Miranda, disse que esses prêmios são adicionados aos numerosos que o Hospital Cubano de Dukhan recebe desde a sua fundação.

Além disso, ele enfatizou que esses prêmios fizeram dele uma jóia dos serviços médicos da área, de acordo com a mídia e as autoridades do Catar.

“Do Ministério da Saúde Pública de Cuba, parabéns a todos os profissionais de saúde cubanos que trabalham no Hospital Cubano Dukhan, no Catar”, escreveu o ministro em suas redes sociais.

O Hospital Cubano no Catar foi aberto em 2012 para fornecer serviços gerais e de emergência, com capacidade para 75 leitos; Existem médicos na ilha especializados em estomatologia, obstetrícia, ginecologia, oftalmologia, ortopedia, pediatria, reabilitação, urologia, neurologia e cardiologia, entre outros.

Da mesma forma, a Hamad Medical Corporation, principal prestadora de serviços de saúde pública no Catar, afirma que a existência desse hospital exclusivo é resultado de uma parceria duradoura entre as duas nações.

Categories: #colaboracion medica cubana, #Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, ·Medicos Cubanos, MasMedicos, MasQueMedicos, Programa de Médicos, Uncategorized | Etiquetas: , , , , ,

Embaixadores do amor, paz e vida

Nossos médicos, frutos preciosos de um trabalho excepcional, entendem que sua contribuição diária para a qualidade de vida de seu próprio povo, de outros povos do mundo, é a melhor maneira de honrar sua terra natal, honrar a história que os precedeu, já Fidel.

Autor:  | leidys@granma.cu

Nuestros galenos comprenden que su contribución diaria es la mejor manera de honrar a su patria y a Fidel. Foto: Razones de Cuba

Nossos médicos entendem que sua contribuição diária é a melhor maneira de honrar seu país e Fidel. Foto: Razões de Cuba
Brancas como suas roupas, também carregam a alma, quem pode duvidar? Sua nobreza tem fronteiras transparentes em uma batalha incansável pela vida, que ignora as diferenças de classe, que não distingue as raças e que apenas pede em troca a esperança renascida. Continuar a ler

Categories: # Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, 3 de dezembro, Dia da Medicina Latino-Americana, ELAM(Escola Latino-Americana de Medicina, Medicina de Família, criada pelo Comandante em Chefe Fidel Castro em 1984,, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Qual é o sucesso dos cubanos? pergunta o ditador palhaço

Por Jesús Álvarez López.

 A autoproclamada presidente de fato da Bolívia Jeanine Añez continua repetindo a mentira de Washington: “Não podemos aceitar que cubanos violentos, venezuelanos violentos estão causando distúrbios em nosso país”. E ele acrescenta: “Com experiências externas, é preciso aprender. Se vemos uma Cuba que é uma fotografia do ano de 1960, são tão limitadas que sempre procuram padrinhos para sobreviver. Qual é o sucesso dos cubanos? ”

O primeiro é vulgar demais para responder, mas alguns dos sucessos dos cubanos são explicados sozinhos e, em poucas linhas, ditador e palhaço.

Cuba tem orgulho de que o império não governe aqui, a educação e a saúde são gratuitas para todos, há respeito pela vida humana, nunca houve uma pessoa desaparecida ou torturada desde janeiro de 1959, somos todos iguais perante a lei, todos comemos, Nenhuma criança limpa sapatos ou pára-brisas, chegamos em solidariedade aos cantos mais humildes do mundo e há muita vergonha e dignidade. E como as coisas ainda precisam ser ditas.

Categories: # Cuba, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Bolívia, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, Bolívia, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, CUBA-BOLÍVIA, Uncategorized | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

Sobre as ondas, um arco de esperança

Com o desembarque, após a rota épica de Granma, os expedicionários seriam os primeiros combatentes da última etapa da ação libertária e a data, o dia da fundação das Forças Armadas Revolucionárias.

Autor:  | dilbert@granma.cu

Imagen

Em cada homem de Granma pousou uma semente. Foto: Arquivo Granma
A liberdade é um direito dos homens; mais, desta ilha, condição natural. Quem a habita e honra como pátria vê seu destino infinito e indomável, como o mar.

É por isso que eles se levantam se a machucam, a humilham ou a fingem com o desejo de um império, e devolvem nossos heróis nas ondas, para vencer as afrontas e colocar, na poltrona do povo, a vontade soberana. Há uma tempestade e águas ferozes, mas o tormento da terra sequestrada é pior e a fúria da raiva é maior.Imagem

Gravada na proa, Granma começou a rotular novas datas na história do país moribundo, de desafios permanentes, de desafios, de fé, que é a força motriz da utopia contra maus presságios: o clima, a estreiteza, a náusea, o atraso no levante de Santiago, a chegada a uma floresta de manguezais do litoral, a uma distância irônica da praia ideal.

Imagen

Não há má sorte nas provas do sacrifício quando se examina o temperamento do caráter, a resistência, a solidez da idéia, o desapego heróico com o risco de vida, porque “morrer pelo país é viver”.

O dia 2 chegou e até aquele dia os méritos eram suficientes para ser épico. Mas nem mesmo a proteção do continente oferecia concessões. Um batismo de fogo em desvantagem fraturou a coluna vertebral e o sangue que rolava pelos juncos da Alegría de Pío começou a pagar o preço do épico.

Imagen

Três perderam a vida instantaneamente, os outros perseguidos, alguns capturados e mortos; mas vários escaparam do massacre e, protegidos pelo manto dos fiéis camponeses, caminharam em segurança para a reunião: agora vencemos a guerra!

Cinco Palmas recuperaria o significado da expedição diminuída. Nem todos seriam, mas eram suficientes. Embora muito curta, fé é uma palavra profunda e enraizada.

Em cada homem do Granma pousou uma semente, ela permaneceu na terra fértil e, quando ele desapareceu, cortou sua vida pela liderança, ele retrucou no ideal da vitória que triunfou sobre o desespero.

 

 

Categories: # Cuba, #Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, DESEMBARCO GRANMA, Uncategorized, Yate Granma | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Luanda prevê vacinar 1.6 milhões de crianças

A informação foi avançada ontem ao Jornal de Angola pela directora do Programa Alargado de Vacinação, Alda de Sousa, referindo que estão abrangidas para esta campanha as províncias de Luanda, Bengo, Cuanza-Norte, Malanje e Uíge.

ddAlda Sousa disse que para a campanha de vacinação estão disponíveis 1.926.820 doses de vacinas e contará com o envolvimento directo de 12.361 pessoas, entre vacinadores, supervisores, registadores, coordenadores de áreas, assessores, logísticos e consultores.
Garantiu que, para o êxito da campanha, serão distribuídas 3.636 equipas, a serem numeradas por áreas de coordenação e disse que, para um melhor controlo, as crianças que forem vacinadas vão ser marcadas com um sinal de tinta nas unhas das mãos.
A responsável explicou que a campanha de vacinação será feita porta-a-porta, mas alertou que caso nenhum dos técnicos passe por uma residência onde haja crianças, os pais poder-se-ão deslocar com os respectivos filhos aos pontos de concentração, como creches, mercados e igrejas.
A campanha de vacinação, disse, irá contar também com monitores independentes para identificar as possíveis lacunas e posterior correcção e avaliação pós-campanha. Acrescentou que, para esta operação, estarão envolvidos efectivos das Forças Armadas Angolanas, da Polícia Nacional e da Protecção Civil e Bombeiros.
O campanha contempla meios aéreos das FAA para apoiar o município da Quissama e outras províncias, como Bengo, Cuanza-Norte, Malanje e Uíge.
De acordo com o responsável da Saúde, o calendário de vacinação de rotina congrega vacina da Pólio inactivada ou injectável, que protege contra esta nova variante do vírus tipo2, daí a importância da responsabilidade dos pais e encarregados em garantirem a vacinação dos filhos.

Fonte:JA/EG

Categories: "Miss Angola", #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #salud, ANGOLA, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Havana aos olhos de seus filhos

Por Alina Perera Robbio

Havana é uma cidade amada e gentil. O real existe em uma dimensão quase nunca capturada nos cartões postais, pouco acessível ao turista que passa, pois é uma realidade que ocorre em púlpitos profundos.

O revelador está além do visual nostálgico que acaricia as pedras coloniais; a verdade tira a graça dos carros dos anos 50 do século XX, reproduzidos em miniatura e até em delírio: a verdadeira Havana fica no final dos corredores estreitos que são desfiladeiros de bairros muito populosos ou em alguns pátios centrais onde estão tecidos diálogos de espanto

O essencial da Wonder City é a sabedoria do povo e a vocação para compartilhar esse conhecimento. Quem não acredita, sai sem sacola para a rua, em busca do pão e da comida do dia. Haverá um “engenheiro de conforto” que, se o vir perturbado, porque suas mãos não conseguem carregar tudo o que encontrou, o ajudará.

A fibra principal também está nos amantes; na ilusão de meninas adolescentes que sonham com um galante ainda não visto; em mães que passam com os filhos pendurados no braço e mais de uma bolsa a tiracolo; está nas mulheres presumidas e bem plantadas, cujo passo leve levanta as súplicas e ocorrências de crioulos estacionados nos cantos, agarrados às cantinas ou determinados a fazer uma fortuna à medida que o algodão doce é feito.

O quase impenetrável, tão oblíquo, é a ironia com a qual a Havana arrasta os riscos da má sorte. É uma luta que quem não vive não consegue adivinhar em toda a sua exibição: o orgulhoso cidadão levou até seu irmão no campo uma certa frase para camuflar suas dores: “Estou bem, diz a revenda …”.

Aberta a todas as possibilidades de esperança, Havana possui um espaço muito especial no coração de seus filhos mais novos. Para verificar isso, basta perguntar o que eles amam na capital, ou o que não amam, ou como eles sonham em um futuro não muito distante.

A repórter achou que as perguntas poderiam ser respondidas no ritmo, mas quando, há alguns dias, as apresentou a jovens de diferentes esferas da sociedade, apreciou nelas a reconcentração, o respeito, um “que deve ser pensado …”. No Instituto Superior de Design (ISDi), um lugar muito especial em Havana, Claudia L. Carralero Rodríguez, 20 anos e aluna do 2º ano. Ano do Design de Comunicação Visual, ele escreveu com cuidado:

«De Havana, gosto de sua arquitetura, seu povo, o dinamismo existente na cidade, que a torna única, um lugar para desfrutar e viver juntos». Com igual paixão, ele expressa o que não gosta: descuido, parte da arquitetura danificada e sujeira em algumas ruas, o que “não deixa ser bonito em todo o seu esplendor”.

Claudia sonha, imagine uma cidade futura “que retenha seu dinamismo e sua exclusividade”, mas ao mesmo tempo consiga resolver seus problemas. Para ela, é muito importante, da maneira que a cidade é definitivamente linda, a educação dos cidadãos.

John Carlos Alonso, 22 anos e também aluno do 2º ano. Ano do Design de Comunicação Visual, desenhe uma cidade limpa e tranquila do futuro, com alto nível cultural e disciplina social. Admira a diversidade cultural, “muitas manifestações artísticas que coexistem com grande influência sobre a juventude e lugares que incentivam a recreação e a recreação”. Mas não aprova que em alguns setores que oferecem serviços à população, principalmente no estado, não prestam serviços de qualidade ao cliente.

Mais desenhos e sonhos sobre a cidade

“O que mais me atrai e gosta nessa capital é a quantidade de lugares históricos e culturais que ela tem para cada cidadão”, disse Verena Orellana Meneses, uma turma do 2º ano da ISDi. ano de Desenho Industrial. Ela descreveu como chocante o número de eventos oferecidos pela capital.

E ele confessou que não gosta da cidade “desprovida de idéias” e que a promoção feita de seus eventos é “chata e monótona”. Ele sonha com uma Havana “cheia de elementos que provocam emoções positivas”. Imagine um dia em que, “ao sair, encontramos objetos de impacto visual”, que nos incentivam a fazer o melhor possível.

Uma cidade de histórias, que resiste apesar da passagem do tempo, um ícone caribenho de culturas mistas, bonito com seus parques e praças, com seu Malecon, sua parte antiga … Isso é descrito por Camila Alessandra Cedeño Flores, 19 anos e estudante do 2º. ano de Desenho Industrial. Para ela, Havana oferece uma das melhores vistas do pôr do sol, dá paz e sabor à liberdade.

Rejeita, no entanto, a deterioração de algumas áreas e problemas com o transporte. A cidade que Camila deseja para o futuro é colorida, melhor iluminada, menos poluída, cheia de pessoas com melhor escolaridade, com mais shoppings e melhores preços. «Gostaria que os jovens tivessem consciência de que Havana nos pertence e que sua integridade depende da atitude que assumimos em relação a ela …, que nunca deixa de ser a mistura que nos caracteriza; aquele passado e presente que nos rodeiam ».

O dinamismo, a história e os contrastes, além de ter uma escola de design como o ISDi, é uma das fortunas apontadas por Roberto David Hernández Luna, 20 anos e aluno do 2º ano. ano de Desenho Industrial. Ele sonha com uma Havana onde solidariedade e humildade dão o tom a tudo.

“De Havana”, diz Alejandra González Arteaga, aluna da 2ª série. Ano da Comunicação Visual – Gosto da história por trás de seus prédios, muros, portais. Ela também fala de majestade, “da cubana que se respira em todos os cantos, das pessoas maravilhosas com um espírito casual e nobre que viaja pelas ruas”.

Não compartilha sujeira, destruição de varandas e desinteresse no cuidado de determinados lugares. E imagine para o futuro uma Havana sem medo de enfrentar todos os problemas que a empobrecem, uma cidade que comunica o que é de dentro: nobreza e admiração.

Patricia García, da Escola de Comunicação Visual, exalta a natureza das pessoas. Peça limpeza, respeito e mais espaços de lazer com preços acessíveis para a capital. Sabina Gutiérrez, 21 anos e da mesma faculdade, menciona como sucesso a qualidade das pessoas, o estilo de vários edifícios e a segurança do cidadão.

Liliana Mejías elogia o movimento da cidade; Daniela Pérez destaca a generosidade do povo; Rocío Ruiz fala com orgulho da arquitetura; Amanda Hernández menciona alegria; Pedro Alberto Decoro se refere à riqueza histórica e María Isabel Pérez destaca a hospitalidade. Juntos, eles desenham uma Havana que pode ser menos barulhenta, mais cheia de árvores e mais paz.

Outras vozes para a capital

No Instituto Politécnico Fernando Aguado e Rico, no Centro Habana, o estudante de 16 anos Álvaro Peraza Rodríguez diz que Havana gosta de “tudo: o meio ambiente … Havana tem sua própria cultura, seu próprio povo e isso é muito bonito”.

– Como você gostaria que a capital estivesse no futuro?

– Uma Havana capaz, com seu povo do lado, que pode dizer com muito orgulho: “Eu sou Havana”.

Juntamente com Álvaro, outros colegas destacam os espaços culturais. E eles querem que tudo seja pintado, as ruas limpas; e que há mais recreação, todos os dias, para jovens e para todos os cubanos.

No Super Cake Sylvain, no Centro Habana, localizado em Zanja e Belascoaín, Osmany Espinosa, 36 anos, confessa que Havana gosta de tudo, exceto transporte. Imagine uma cidade mais limpa e aceitável, com mais parques.

Três trabalhadores independentes, bicitaxistas, declaram que rejeitam a insalubridade. Havana tem coisas boas e ruins, dizem eles; Todos nós gostamos de atividades recreativas. Um deles diz que gostaria de ver uma cidade bonita: “Aqui você tem tudo, mas precisa restaurar completamente”.

Desde uma adolescência muito tenra, três estudantes do ensino médio fazem justiça a uma Havana à qual estão unidos por boas lembranças e esperanças: Ronney Guedes Héctor, 13 anos, admira uma cidade com seus centros culturais, sua história e sua paz de espírito Ele não gosta de espaços deteriorados ou dificuldades com o transporte. Sonho de maiores avanços tecnológicos.

Kevin Onay Medina, 13 anos, também prefere museus e belas paisagens. E Alejandra Santovenia, da mesma idade, destaca os pontos turísticos. Os três, como todos os entrevistados, gostariam de consertar o que está sujo e quebrado. E, se fecharem os olhos, tentando tirar Havana do futuro, mencionam tecnologia, um turismo mais desenvolvido e a possibilidade de viajar por cenários em que o belo e o harmônico dizem a última palavra.

Categories: "para Cuba Eu até ando de bicicleta, # Cuba, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #colaboracion medica cubana, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: