ECUADOR

Alba-TCP exige levantamiento de medidas coercitivas.

Categories: # Cuba, # Venezuela, #Donald Trump, #Estados Unidos, #ECUADOR#Paraguay#PerúAsunciónConvención de Viena, #Estados Unidos, #Nicaragua, #Venezuela, #Nicaragua, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, ECUADOR, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Injerencia De EEUU, Manipulacion Politica, Politica Exterior | Deixe um comentário

O Conselho Nacional Eleitoral do Equador avança com a verificação das atas apresentadas por Yaku Pérez.

Categories: #America Latina, CORRUPÇÃO, ECUADOR | Deixe um comentário

A vacinação contra a Covid-19 avança em todo o mundo.

Categories: # Cuba, #America Latina, #Brasil, Corrupción, #Jair Bolsonaro, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #salud, China, CIENCIA, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, ECUADOR, epidemia, joe biden, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, RUSIA, UNION EUROPEA, Vacinação | Deixe um comentário

A #CNE do Equador planeja anunciar os resultados eleitorais neste fim de semana.

O Conselho Nacional Eleitoral (CNE) do Equador anunciou esta quinta-feira que o resultado oficial do primeiro turno eleitoral realizado no dia 7 de fevereiro, vencido pelo candidato correista Andrés Arauz, poderá ser divulgado neste fim de semana.

Em declarações a um meio de comunicação social, a presidente do CNE, Diana Atamaint, indicou que os pacotes eleitorais ainda não chegaram do estrangeiro e faltam três minutos com incoerências para concluir com o escrutínio da referida mesa.

Mencionou que, portanto, os resultados oficiais das eleições poderão ser anunciados neste fim de semana.

El ganador de la segunda vuelta electoral asumirá la presidencia de Ecuador el 24 de mayo próximo.

“Cumpriremos o calendário eleitoral programado de acordo com a lei e a Constituição. Enquanto CNE, agimos com responsabilidade e garantimos que as novas autoridades tomarão posse nas datas previstas ”, disse o responsável.

A Atamaint defendeu a transparência com que têm trabalhado não só os administradores, “mas também os mais de 40 mil membros da Mesa Receptora de Voto que contaram os votos e lavraram a ata”.

O presidente da CNE garantiu que após a divulgação dos resultados eleitorais do primeiro turno, os candidatos ou organizações políticas poderão interpor as ações judiciais que a lei instituir, caso não sejam satisfeitos.

Imagen

Arauz, candidato à presidência pela aliança de oposição Unión por la Esperanza (Unes), venceu o primeiro turno eleitoral com 32,70 por cento dos votos e aguarda seu candidato ao segundo turno, previsto para o próximo dia 11 de abril.

Seu rival virá do banqueiro Guillermo Lasso, da aliança CREO-PSC, e Yaku Pérez, do partido indigenista Pachakutik, empatados tecnicamente em segundo lugar com 19,66 e 19,61 por cento dos votos expressos, respectivamente, segundo a contagem oficial. preliminar.

O vencedor do segundo turno eleitoral assumirá a presidência do Equador no dia 24 de maio para o período de 2021-2025.

Categories: ECUADOR | Deixe um comentário

Relações entre #Cuba e #Colômbia em seu ponto mais baixo nos últimos dois anos.

Categories: # Venezuela, #Colombia, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Guerrilla, Paz, #Venezuela, #Cuba, #Estados Unidos, Bruno Rodríguez Parrilla, Colombia, Cuba, Detenciones, Diálogos de Paz, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Iván Duque Márquez, Política, Colombia, COLOMBIA ACUERDOS DE PAZ, drogas, ECUADOR, Injerencia De EEUU, Terrorismo, Tiene Colombia moral para enjuiciar a Venezuela | Deixe um comentário

O candidato #Lasso retira acordo de recontagem no #Equador.

O candidato à Presidência do Equador pela aliança CREO-PSC, Guillermo Lasso, retratou neste domingo o acordo alcançado com o candidato presidencial Yaku Pérez para a recontagem de votos em 17 das 24 províncias do país.

Em carta enviada ao Conselho Nacional Eleitoral (CNE), Lasso pede que este poder promulgue os resultados do primeiro turno eleitoral realizado no dia 7 de fevereiro, “sem prejuízo das correspondentes contestações que se apresentem nos termos da lei”.

As eleições de 7 de fevereiro foram vencidas pelo candidato à presidência da aliança de oposição União pela Esperança (Unes), Andrés Arauz, com 32,06 por cento, e ele espera um adversário para o segundo turno, marcado para o próximo dia 11 de abril.

Lasso, indicado pelo movimento Creando Oportunidades (CREO), em aliança com o Partido Social Cristão (PSC), e Pérez, candidato do partido indígena Pachakutik, que disputam o segundo lugar, porque obtiveram 19,66 e 19,61 por cento dos votos elenco, de acordo com a contagem oficial preliminar.

Lasso aceptó el viernes pasado la petición de Pérez de realizar un recuento parcial de los votos del 7 de febrero.

Na sexta-feira passada, a CNE anunciou que, num encontro com Lasso e Pérez, se chegou a um acordo para recontar 100 por cento dos votos na província de Guayas e rever 50 por cento dos votos em 16 províncias.

Em sua carta neste domingo, o candidato do CREO-PSC disse concordar com a revisão de 100 por cento em Guayas, localizada no sudoeste do país, mas estabeleceu que, “se houver consenso com os demais candidatos”, recontará os 50 por cento do as pesquisas nas seguintes províncias: Los Ríos, Manabí, El Oro, Esmeraldas, Pichincha e Bolívar.

“Parece-me ineficaz e uma perda de tempo abrir 50 por cento das urnas nas outras 9 províncias, que o candidato Pérez escolheu unilateralmente, já que nelas me conquistou amplamente e aceito o resultado”, afirmou. disse.

Ele garantiu que “nunca aceitaria a possível intenção de aumentar ilegalmente o resultado em seu favor e em meu detrimento nessas províncias.”

Por sua vez, o candidato Yaku Pérez disse em um tweet que Lasso não é igual a 2017, porque nos últimos quatro anos “ele co-governou com o pior governo, o de Moreno. Por isso não tem chance de sucesso se ele chega ao segundo turno “.

“Por que você está recuando na contagem de votos? O que você e a CNE fizeram que não quer que o Equador saiba? Para você a política é um jogo, para mim é a oportunidade de mudar a vida de milhões de equatorianos. pesquisas é defender a democracia “, disse Pérez em outro tweet.

Categories: #ECUADOR#Paraguay#PerúAsunciónConvención de Viena, ECUADOR, Politica Exterior | Deixe um comentário

Eleições no #Equador: o legado de #LenínMoreno une o país… contra ele.

Categories: #ECUADOR#Paraguay#PerúAsunciónConvención de Viena, ECUADOR, Politica, Politica Exterior | Deixe um comentário

Union for Hope lidera eleições no Equador.

Autor: Granma | internet@granma.cu

Neste domingo passou o dia eleitoral no Equador, onde 16 duplas aspiram à presidência daquele país, e no qual o candidato da União por la Esperanza (UNES), Andrés Arauz, teria alcançado, na modalidade de contagem rápida, pouco mais 31% dos votos, enquanto houve empate técnico entre os pretendentes Yaku Pérez, do Movimento da Unidade Plurinacional (Pachakutik), e o banqueiro Guillermo Lasso, do Creando Oportunidades (CREO), com 20,04% e 19,97%, respectivamente .

Resultado de imagen de imagenes de elecciones en ecuador

A informação foi relatada pela presidente do Conselho Nacional Eleitoral, Diana Atamait, que disse que os dados correspondem a 2.193 minutos, até as 20h27 no Equador. Mas até os dias 10 e 20 em Quito, os dados coletados no site da CNE deram Arauz com 31,38%, Pérez com 19,97 e Lasso com 19,23, de 19,71% examinados.

Arauz disse que são dados de uma pequena amostra, que para conhecer os resultados oficiais são necessários cerca de 40.000 minutos, e que isso transcenderia a noite de domingo e talvez a noite de segunda-feira. Enquanto isso, Yaku Pérez afirmou que os indicadores do cne não correspondem ao monitoramento feito por sua organização.

O representante da UNES reconheceu a excelente campanha do candidato da Esquerda Democrática, que com 16,28% declarou a derrota da direita neste dia.

Para ser declarado vencedor, o candidato com maior apoio deve atingir a maioria absoluta de 50% mais um, ou, na falta disso, ter 40% dos votos a seu favor e uma diferença em relação ao segundo candidato de pelo menos dez pontos percentuais . Dessa forma, os números anunciados tornariam necessário um segundo turno, algo que tem sido repetidamente ouvido como uma matriz, porque é a opção da direita.

Categories: ECUADOR, Politica | Deixe um comentário

Conclui a campanha eleitoral para sufrágios gerais Equador 2021.

Por Redacción Razones de Cuba

A campanha eleitoral para as eleições gerais no Equador, marcada para o próximo domingo, termina hoje com eventos em diferentes cidades deste país sul-americano.
Até a meia-noite, os candidatos aos diversos cargos em jogo poderão socializar seus programas políticos e fazer com que a população lhes dê o voto nas urnas.

Caravanas, caminhadas e comícios fazem parte das atividades focadas nos últimos dias em convencer a população que ainda não decidiu a quem favorecer, que oscila entre 30 e 60 por cento, segundo estudos.

O intenso dia é implantado em várias províncias como Pichincha, onde se localiza esta capital, Guayas, Azuay e Manabí.

Para toda a campanha, o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) estabeleceu um protocolo de biossegurança com o objetivo de evitar que o proselitismo levasse ao aumento da propagação de infecções por Covid-19 no país, onde os casos positivos acumulados até a véspera foram de 252.390.

Nesse contexto, em municípios com mais de 100 mil eleitores, os movimentos políticos só poderiam realizar mobilizações com no máximo 200 pessoas, no que diz respeito ao distanciamento físico, além da obrigatoriedade do uso de máscara e gel antibacteriano.

Enquanto isso, em cidades com um número de 10.000 a 100.000 pessoas qualificadas para votar, a capacidade permitida era de até 150 seguidores e em cidades com um registro eleitoral de menos de 10.000, apenas cem podiam participar das caminhadas.

As caravanas de automóveis também tinham restrições de até 50 carros em cidades com mais de 100.000 eleitores, 30 nas quais havia 10.000 a 100.000 e um máximo de 20 veículos naquelas com menos de 10.000 eleitores.

Apesar das medidas bem definidas, em muitas ocasiões houve violações do regulamento em manifestações e eventos de campanha.

A partir das 00h00 (hora local) desta sexta-feira, um período de silêncio eleitoral vai reger todo o país, o que, segundo as autoridades, ajuda o eleitor a rever as propostas dos candidatos e a definir a sua seleção.

Da mesma forma, a partir de amanhã ao meio-dia, entrará em vigor a chamada Lei Seca, que se aplica 36 horas antes e 12 depois do dia da votação e proíbe a venda, distribuição ou consumo de bebidas alcoólicas.

Retirado da Prensa Latina

Categories: #ECUADOR#Paraguay#PerúAsunciónConvención de Viena, ECUADOR, Manipulacion Politica, Politica | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: