60º aniversário do triunfo revolucionário

Tania Bruguera: do ego e da manipulação contra Cuba.

Categories: # Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Estados Unidos, 60º aniversário do triunfo revolucionário, ações subversivas, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Contrarevolucion, Contrarrevolucion, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, cultura, Culturales, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Injerencia De EEUU, Intelectuales, Política, Red de Intelectuales y Artistas en Defensa de la Humanidad (REDH), Soberanía, Venezuela, Los artistas del Imperio, Manipulacion, Manipulacion Politica, Redes sociais, Subversão contra Cuba, Subversión | Deixe um comentário

Cultura e Revolução .

Não por acaso, o dia 20 de outubro foi eleito o Dia da Cultura Cubana. Lembro com muito orgulho que Armando Hart reiterou a importância de que a data em que o Hino de Bayamo foi cantado pela primeira vez serviu para homenagear os homens e mulheres protagonistas da vida cultural do país. Assim, dizia Hart, a identificação orgânica entre nossos criadores e os ideais patrióticos, antiescravistas e anticoloniais de 1868, posteriormente enriquecidos por Martí, Mella, Guiteras, Fidel, se sintetizou de maneira excelente.
A triunfante Revolução de 1959 recebeu o apoio entusiástico da esmagadora maioria dos artistas e escritores cubanos. Muitos, mesmo, que viviam no exterior, voltaram à Ilha para se juntar à construção de um novo mundo.

El escudo, obra de Alexis Leyva Machado (Kcho)


Embora a agressividade dos EUA tenha começado muito cedo, por meio de pressões e ameaças, ataques, bombardeios, financiamento de gangues armadas e uma feroz campanha na mídia, o governo revolucionário não negligenciou a promoção da cultura: fundou o Icaic, a Casa de las Américas, a Imprensa Nacional e a primeira escola de instrutores de arte, e realizou a Campanha de Alfabetização.
Segundo Carpentier, os tempos de solidão acabaram para o escritor cubano e os de solidariedade começaram. E é que a Revolução formou um público massivo e ávido pelas artes e letras. Também deu espaço às expressões mais genuínas e discriminadas das tradições populares e às pesquisas mais ousadas nos diversos gêneros artísticos.
Incapazes de perceber os vínculos profundos entre a cultura e a Revolução, os ianques insistiram em organizar grupos de “dissidentes” nos círculos intelectuais; mas eles falharam novamente e novamente.
O caso de Armando Valladares foi fruto do desespero: foi apresentado ao mundo como um poeta inválido prisioneiro de consciência. Até publicaram um livro de poemas com grande publicidade e um título dramático: Da minha cadeira de rodas. Mas não era poeta nem paralítico (subiu agilmente a escada do avião quando foi perdoado), teve um passado tenebroso como policial sob a tirania de Batista e fora punido por atividades terroristas.


Agora, muitos anos depois, eles apresentam um suposto “movimento” (San Isidro), um suposto rapper processado por desacato e uma suposta greve de fome de uma dúzia de supostos “jovens artistas”. Eles foram apoiados por uma forte campanha na imprensa estrangeira, na mídia digital paga para subversão e nas redes sociais. Tiveram o apoio imediato de Pompeo, Marco Rubio, Almagro e outros personagens.
Por meio das redes sociais, criou-se um clima rarefeito, de intensa carga emocional, para suscitar expressões de adesão e apoio moral diante de uma hipotética injustiça.
Como tem sido estudado por muitos analistas, apelar para as emoções nas redes envolve as pessoas em comunidades sentimentais transitórias e paralisa a capacidade de raciocinar, julgar e verificar onde estão os limites entre a realidade e a ficção.
Muitos (a maioria) dos que se reuniram no dia 27 de novembro em frente às portas do Ministério da Cultura foram influenciados pela atmosfera criada nas redes. Poucos sabiam o que realmente aconteceu em San Isidro e seus protagonistas. Talvez alguns deles tenham passado por uma ou outra experiência ruim e tenham se sentido magoados. Acho que eles queriam sinceramente dialogar com a instituição.


Outros (uma minoria) participaram com total consciência de um plano contra a Revolução. Eles usaram as redes sociais para amplificar o que estava acontecendo lá e espalhar de forma adulterada. Notícias falsas foram divulgadas em torno de uma repressão imaginária que incluía gás lacrimogêneo, spray de pimenta e supostas emboscadas contra os participantes. Eles sabiam que estavam ajudando a justificar as políticas de Trump contra seu país com mentiras. Eles estavam interessados ​​apenas no “diálogo” para transformá-lo em notícia, em um show, e marcá-lo como uma vitória. Alguns precisavam justificar o dinheiro que recebem.
No entanto, é necessário separar claramente o cartoon das marginais de San Isidro e o que aconteceu no Ministério da Cultura. No segundo caso, existem jovens valiosos que devem ser cuidados.
A política cultural da Revolução abriu um espaço amplo e sem preconceitos para que os criadores possam realizar seu trabalho em total liberdade. É verdade que houve erros, mal-entendidos e erros crassos, mas o próprio processo revolucionário se encarregou de corrigi-los.

As instituições, junto com a Uneac e a Associação Hermanos Saíz, permanecem abertas ao debate franco com artistas e escritores. Se por algum motivo o diálogo for interrompido, existem canais de comunicação apropriados para retomá-lo.
É totalmente legítimo discutir como consolidar os laços entre criadores e instituições, sobre manifestações experimentais da arte ainda não suficientemente compreendidas, sobre a função crítica essencial da criação artística, sobre o “vale tudo” da visão pós-moderna, sobre o liberdade de expressão e muitos outros tópicos.
O que não é legítimo é o desrespeito à lei, a pretensão de chantagem contra as instituições, ultrajando os símbolos do país, buscando notoriedade por meio da provocação, participando de ações pagas pelos inimigos da nação, colaborando com quem trabalha para destruí-lo, mentir para se juntar ao coro anticubano nas redes, incitar o ódio.
Em meio à crise global provocada pela pandemia e pelo neoliberalismo global, Cuba sofre simultaneamente um assédio sem precedentes por parte dos Estados Unidos. É por isso que este momento foi escolhido para financiar programas que oferecem uma imagem desfigurada do país.
Qualquer criador que se aproxima de instituições com objetivos legítimos encontrará interlocutores dispostos a ouvi-lo e apoiá-lo. Com os falsos não há diálogo possível.

Categories: # Miguel Díaz-Canel, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Díaz-Canel, #Fidel, #YoSoyFidel, 60º aniversário do triunfo revolucionário, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Contrarevolucion, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, Cuba, fidel castro, cultura, CULTURAIS, Declaração do governo revolucionário, Dia da Cultura Cubana 20 de Outubro, DIAZ CANEL, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Fidel Castro Ruz, Fidel Castro Ruz, Historia de Cuba, Fidel, el ejemplo imperecedero de Maceo y Che,, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, sonhos de Fidel | Deixe um comentário

Fidel: “Se não fosse possível vir ao Granma, teríamos vindo de qualquer maneira”

Com informações do Cubadebate.

“Em condições muito difíceis tivemos que organizar os homens, treiná-los, encontrar os meios para vir a Cuba e preparar a expedição. Quando saímos, a polícia mexicana estava nos procurando. Até perdemos parte das armas que carregávamos.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 128908069_412853256520058_2060559281929223797_n.jpg
Categories: #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Fidel, #YoSoyFidel, 60º aniversário do triunfo revolucionário, Cuba, fidel castro, DESEMBARCO GRANMA, Fidel Castro Ruz, Fidel Castro Ruz, Historia de Cuba, Fidel Castro y Hugo Chávez., Fidel, el ejemplo imperecedero de Maceo y Che,, granma, Medicina de Família, criada pelo Comandante em Chefe Fidel Castro em 1984,, sonhos de Fidel, Yate Granma | Etiquetas: | Deixe um comentário

Os contra-revolucionários não terão nenhuma plataforma aqui.

Retirado do Razones De Cuba .

Fidel: “Confio no povo plena e totalmente … Não vamos deixar que haja fendas nem ninguém que se abra fendas neste país, nem devemos ser tolerantes com o verme ou com a contra-revolução, os infames que fomentam uma agressão ao país, os infames que querem criar condições para que o imperialismo ataque Cuba …

Fidel: “Confío en el pueblo plena y totalmente… Los contrarrevolucionarios  no tendrán aquí ninguna tribuna…” | Razones de Cuba

Para todos aqueles, não precisamos. As leis devem ser aplicadas … a quem se junta às campanhas do imperialismo contra Cuba … Seremos como sempre, seremos justos, seremos serenos, seremos justos, seremos respeitosos, como nunca ninguém, nenhum governo … Não serão desmoralize, eles não vão nos intimidar.

Não vamos dar garantias à contra-revolução, que é o que eles querem, de que aqui podem conspirar abertamente, podem trair abertamente a pátria, podem jogar o jogo dos potenciais invasores do nosso país. aqueles que estão dispostos a fazer o sangue de milhões de pessoas fluir? Nós não precisamos.

Isso deixamos bem claro: os contra-revolucionários não terão plataforma aqui, os contra-revolucionários não terão direito de fazer campanha contra a Revolução aqui, acabou.

Categories: #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Fidel, #YoSoyFidel, 60º aniversário do triunfo revolucionário, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Contrarevolucion, Declaração do governo revolucionário, MIAMI | Deixe um comentário

Como será o Quinto Período Ordinário de Sessões da Assembleia Nacional do Poder Popular?

Autor: Yaditza del Sol González | internet@granma.cu

A atividade legislativa de Cuba não parou, nem vai parar, se reajustou ao novo normal para atender às importantes questões da vida socioeconômica da nação, em cumprimento ao mandato conferido aos deputados pela Constituição da República.

El General de Ejército Raúl Castro Ruz, Primer Secretario del CCPCC,  Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Presidente de los Consejos de Estado y de Ministros y José Ramón Machado Ventura, Segundo Secretario del CCPCC, presiden el Tercer Período Ordinario de Seciones de la IX Legislatura de la ANPP.

«Diante do atual cenário epidemiológico que vive o país e da necessidade de estabelecer, e manter, medidas responsáveis ​​que impeçam a disseminação da COVID-19, o Quinto Período Ordinário de Sessões da Assembleia Nacional do Poder Popular (ANPP), no seu IX Legislatura, acontecerá – de forma inédita – com a presença presencial apenas dos deputados de Havana, aqueles que representam outros territórios, mas residem na capital, e dos membros do Conselho de Estado.

A informação foi de Homero Acosta Álvarez, secretário da ANPP, que destacou que nessa composição estariam 225 deputados que compareceriam à sede do Palácio de Convenciones, enquanto as restantes províncias estariam ligadas virtualmente, por videoconferências, promovendo a interação e o debate.

Cumprindo as disposições higiénico-sanitárias, acrescentou, está previsto um conjunto de acções, incluindo a realização do teste de PCR aos deputados e pessoal de apoio em todas as províncias da Ilha, além de limitar o número de pessoas como convidados do conclave.

Outra das peculiaridades deste Quinto Período Ordinário é que as comissões de trabalho não se reunirão, exceto as de Assuntos Constitucionais e Jurídicos, Relações Internacionais e Assuntos Econômicos, uma vez que devem apresentar à ANPP os pareceres correspondentes aos projetos de lei que será analisada no âmbito do processo legislativo aprovado, indicou.

«Por correspondência e de acordo com o programa de actividades, no dia 26 de Outubro, a apresentação dos projectos de lei será feita por videoconferência e a partir do Palácio; Já no dia 27 será utilizado para troca de informações com a direção do Ministério da Saúde Pública sobre o enfrentamento da pandemia, e, além disso, os deputados serão informados sobre a situação econômica do país e o Mandato ”, disse.

A agenda do plenário de 28 de outubro contém vários pontos, disse Acosta Álvarez. Entre eles, a apresentação do Relatório de Liquidação Orçamentária 2019, da estratégia econômica e social para dinamizar a economia e enfrentar uma crise global provocada pela COVID-19, e a ratificação dos acordos e decretos-lei que eles foram aprovados neste período pelo Conselho de Estado, ele especificou.

Da mesma forma, afirmou, nesse dia serão analisados ​​quatro projetos de lei: o Ministério das Relações Exteriores, a Organização e Funcionamento do Conselho de Ministros, a Revogação dos eleitos para os órgãos do Poder Popular, e o Presidente e o Vice-Presidente da República.

De acordo com a Constituição da República, a Assembleia Nacional do Poder Popular reúne-se regularmente duas vezes por ano. A próxima sessão do dia 28 de outubro será a primeira em 2020, e a segunda deverá ser realizada em dezembro, esclareceu o secretário da ANPP.

Categories: # Cuba, #Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #salud, #Salud en Cuba, 60º aniversário do triunfo revolucionário, Asamblea Nacional del Poder Popular (ANPP), Cuba, Gobierno, Poder Popular, asamblea nacional del poder popular, Constitución de la República de Cuba, Cuba, Referendo popular, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, Profesionales e la Salud | Deixe um comentário

Embaixada de Cuba em Angola saúda o 60º aniversário das Comissões de Defesa da Revolução.

Neste 28 de setembro recordamos as palavras fundadoras do Comandante-em-Chefe Fidel Castro Ruz: “Vamos estabelecer um sistema de vigilância coletiva, vamos estabelecer um sistema de vigilância revolucionário coletivo! (…) Para que vejam que quando a massa do povo se organiza, não há imperialista, não há lacaio dos imperialistas, não há vendido aos imperialistas, não há instrumento dos imperialistas que se mova ”.

Comemorando aquela força e unidade que nos caracteriza, a Embaixada de Cuba em Angola saúda o 60º aniversário dos Comités de Defesa da Revolução (CDR), com o compromisso de continuar a defender, juntamente com esta organização, as conquistas alcançadas pelo nosso povo no todos esses anos de luta.

Categories: # Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, 60º aniversário do triunfo revolucionário, ANGOLA, Cuba, fidel castro, CUBA-ANGOLA, Declaração do governo revolucionário, Fidel Castro Ruz, Fidel Castro Ruz, Historia de Cuba, sonhos de Fidel | Deixe um comentário

A Revolução deu a nós atletas paraolímpicos a oportunidade de realizar nossos sonhos.

Autor: Alfonso Nacianceno | nacianceno@granma.cu

Omara não se esquece de nenhuma das pessoas que ajudaram no seu sucesso. Foto: Calixto N. Llanes

Omara Durand, de Cuba, compite en la final de 100 metros T12 femenino en el estadio atlético de la Villa Deportiva Nacional (VIDENA) durante los VI Juegos Parapanamericanos Lima 2019, el 26 de Agosto de 2019 en Lima, Perú. FOTO: Calixto N. Llanes/Periódico JIT (Cuba)

“Para mim é um orgulho vencer a final com 499 votos, depois de vencer outros grandes atletas na votação do Comitê Paraolímpico Internacional para selecionar o momento mais marcante da década”.

O corredor multimedalista Omara Durand considerou que “este é um sinal de reconhecimento mundial do movimento paralímpico cubano. São muitas as pessoas que, durante os 21 anos que pratico este esporte, têm contribuído com seus melhores esforços com base nos meus resultados”.

“Não bastaria citar todos eles, desde aqueles que me descobriram como atleta, passando pelos professores que os seguiram, até a atual treinadora Miriam Ferrer, que tem feito um ótimo trabalho para que eu não perdesse uma corrida desde 2011 .

Durand chegou à final da votação também endossado por suas três medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016 e duas outras medalhas de ouro em Londres 2012.

Em conversa com a Granma, a velocista agradeceu a sua mãe Adis, “pelo apoio incondicional, minha linda família, que inclui meu guia Yuniol Kindelán, e minha princesa Ericka (filha), que desde que nasceu tem sido uma bênção. e fonte de inspiração “.

O campeão cubano também expressou palavras de agradecimento aos médicos e técnicos que “me tiraram das lesões e dos momentos difíceis de minha carreira esportiva. Reconheço a bondade de nossa Revolução, por oferecer a nós atletas paraolímpicos a oportunidade de realizar nosso sonhos

“Este reconhecimento, por ter sido duas vezes indicado ao Prêmio Laureus, e o fato de ter capturado minhas impressões manuais nos Jogos Pan-Paralímpicos Lima 2019, apreciei-os com intensidade e guardo-os com muito carinho, junto com as homenagens recebidas em Cuba ”.

Categories: #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, 60º aniversário do triunfo revolucionário, deporte, Deportes Mundiales, ESCUELAS DEPORTIVAS, Revolução Cubana | Deixe um comentário

Angola felicita o povo cubano pelo Dia da Rebelião Nacional.

Retirado da página da Embaixada de Cuba em Angola.

Prensa Latina

O ministro da Defesa Nacional de Angola, João Ernesto dos Santos, felicitou hoje o povo de Cuba na véspera da celebração do Dia da Rebelião Nacional naquele país do Caribe.

Dirigida ao seu homólogo cubano, o general do Corpo de Exército Leopoldo Cinta Frías, a mensagem responde à comemoração do 67º aniversário dos ataques ao quartel de Moncada, em Santiago de Cuba, e Carlos Manuel de Céspedes, em Bayamo (leste).

Essas ações, ocorridas em 26 de julho de 1953, marcaram o início de uma nova etapa na história da luta da maior das Antilhas por sua independência definitiva; portanto, é considerado como um dia de rebelião nacional.

Para o Ministro da Defesa Nacional e Veteranos da Pátria, este evento serve para distinguir, com profunda solidariedade e alegria, a excepcional vontade, esforço e firmeza do povo cubano, indicou a agência de imprensa angolana (Angop).

Segundo o proprietário, o surgimento e expansão do Covid-19 geram um cenário complexo e, nesse sentido, a contribuição múltipla da República de Cuba para Angola, ao enviar diferentes profissionais de saúde para combater esse inimigo invisível, também merece elogios. , como o novo coronavírus, a causa da pandemia global, costuma ser chamado.

A carta, divulgada pela Angop, expressa o desejo de continuar fortalecendo os laços de amizade e solidariedade, fortemente enraizados em sentimentos recíprocos indeléveis de fraternidade.

Aos generais, oficiais superiores, capitães, subordinados, sargentos e oficiais das Forças Armadas Revolucionárias Cubanas, em particular, e ao povo cubano em geral, o ministro angolano desejou-lhes muita saúde e sucesso nos desafios do presente e do futuro.

O relatório da Angop recordou que as ações de 26 de julho de 1953 foram lideradas pelo então jovem advogado Fidel Castro, como força motriz da luta popular que permitiu a derrubada da ditadura de Fulgencio Batista e o triunfo da Revolução Cubana em 1 de janeiro de 1959.

Categories: # Cuba, #colaboracion medica cubana, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Fidel, #YoSoyFidel, 60º aniversário do triunfo revolucionário, ANGOLA, Cooperacion Cuba y Angola., CUBA-ANGOLA, Declaração do governo revolucionário, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Embaixada de Cuba em Angola cumprimenta o Dia da Rebelião Nacional.

A Embaixada Cubana em Angola se une às comemorações do Dia da Rebelião Nacional.

Nosso povo comemorará em 26 de julho com o mesmo entusiasmo e a mesma convicção de que não haverá batalhas que não possamos vencer.

# CubaEn26
#IDEALxCuba

Categories: # Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, 60º aniversário do triunfo revolucionário, ANGOLA, Cooperacion Cuba y Angola., CUBA-ANGOLA, História de Cuba, #Julio Antonio Mella, Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

26 DE JULHO: VITÓRIA DE IDEIAS

Retirado do jornal Granma.

Autor:  | internet@granma.cu
As profundas assimetrias que o campesinato cubano viveu antes de 1959 foram denunciadas pelo comandante em chefe, Fidel Castro, na argumentação da História me absolverão, das quais selecionamos esses fragmentos:

Foto: Granma

85% dos pequenos agricultores cubanos estão pagando aluguel e vivem sob a ameaça perene de despejo de suas parcelas.
Mais da metade da terra de produção mais cultivada está em mãos estrangeiras.
Em Oriente, que é a província mais ampla, as terras da United Fruit Company e das Índias Ocidentais ligam a costa norte à costa sul.
Existem duzentas mil famílias de camponeses que não têm um pedaço de terra para plantar alimentos para seus filhos famintos.
(…) Cerca de trezentas mil caballerias de terras produtivas permanecem sem cultivo, nas mãos de interesses poderosos.
Se Cuba é um país eminentemente agrícola, se sua população é em grande parte camponesa, se a cidade depende do campo, se o campo se tornou independente, se a grandeza e a prosperidade de nossa nação dependem de um campesinato saudável e vigoroso que ama e conhece cultivando a terra, de um Estado que a protege e guia, como é possível que esse estado de coisas continue?
O inconcebível é que haja homens que vão dormir com fome enquanto há uma polegada de terra não plantada;
O inconcebível é que haja crianças que morrem sem assistência médica;
o inconcebível é que 30% de nossos camponeses não sabem como assinar e 99% não sabem da história de Cuba;
o que é inconcebível é que a maioria das famílias em nossos campos esteja vivendo em piores condições do que os índios que Colombo encontrou ao descobrir a terra mais bonita que os olhos humanos viam.
Chamamos as pessoas se a luta é sobre (…) os quinhentos mil trabalhadores rurais que vivem em favelas miseráveis, que trabalham quatro meses por ano e passam fome, compartilhando sua miséria com seus filhos, que não têm um centímetro de terra semear e cuja existência deveria se mover com mais compaixão se não houvesse tantos corações de pedra.
Fonte: A história vai me absolver.

Categories: # Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Fidel, #YoSoyFidel, 60º aniversário do triunfo revolucionário, Acciones contra Cuba, Cuba, Historia de Cuba, Tarará, Contrarevolución, Cuba, fidel castro, Declaração do governo revolucionário, Fidel Castro Ruz, Fidel Castro Ruz, Historia de Cuba, Fidel, el ejemplo imperecedero de Maceo y Che,, sonhos de Fidel, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: