indígena Mayor sindicato de Bolivia da ultimátum de 24 horas antes de huelga general

A perseguição política ao governo de fato na Bolívia continua

Ex-Ministro da Presidência da Bolívia Juan Ramón Quintana. Foto: Resumo

Hoje continua a perseguição política contra ex-membros do executivo da Evo Morales pelo governo de fato instalado na Bolívia após o golpe de estado de mais de um mês atrás, mostrando hoje seu lado sombrio.

Isso é confirmado pelos relatos da mídia local que publicaram o ataque em La Paz, na sexta-feira, à residência do ex-ministro da Presidência Juan Ramón Quintana, o que aumenta a recusa das autoridades em exercício de oferecer uma conduta segura para ele deixar o país.

A propriedade foi apreendida no contexto da causa que o ex-funcionário abriu para supostos crimes de sedição, terrorismo e financiamento do terrorismo, segundo os conspiradores.

“O objetivo de uma ação investigativa dessas características é poder avançar para a localização e o seqüestro de qualquer elemento relacionado ao tipo ou tipos criminais investigados nesses casos”, disse o diretor nacional da Força Especial de Luta contra o crime, Iván Rojas.

Alguns dias atrás, personalidades e organizações do mundo se uniram a uma campanha internacional para exigir que o autoproclamado governo da presidente Jeanine Áñez conceda a conduta segura às ex-autoridades refugiadas na embaixada mexicana.

No grupo, há oito homens e uma mulher relacionados na lista de políticos perseguidos que o ministro do governo, Arturo Murillo, anunciou que iria “caçar”, segundo as alegações.

Entre eles estão Quintana, ex-ministro do governo Hugo Moldiz e Raúl García Linera, irmão do ex-vice-presidente Álvaro García Linera.

Vários observadores acreditam que a recusa do governo de fato em dar passagens seguras viola o direito internacional público e, em particular, a Convenção de Genebra.

Como parte do ambiente repressivo que esta nação está passando, soube na sexta-feira que civis sequestraram Marcial Escalante, vice-presidente do Movimento Socialismo-Instrumento Político para a Soberania dos Povos (MAS-IPSP) de Yapacaní, no departamento boliviano de Santa Cruz.

Escalante havia acabado de voltar de uma reunião com Evo na Argentina e presume-se que esse seja o motivo pelo qual ele está desaparecido.

Também Luis Hernán Soliz, ex-assistente do ex-autor, foi preso e sua casa foi invadida sem encontrar elementos que o acusassem de qualquer crime, alertou seu advogado imediatamente.

A violência e a repressão custaram a vida a mais de 30 pessoas na Bolívia, especialmente desde a escalada da crise institucional e política no país após o golpe de 10 de novembro.

(Com informações da Prensa Latina)

Categories: #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Bolívia, Andrés Manuel López Obrador, Bolivia, estados unidos, Evo Morales, Grupo de Lima, Luis Almagro, Mexico, Nicolás Maduro, Red Europea de Solidaridad con la Revolución Bolivariana, venezuela, Bolívia, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, indígena Mayor sindicato de Bolivia da ultimátum de 24 horas antes de huelga general, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

OEA apresenta seu relatório final adiado sobre as eleições na Bolívia

O documento garante que uma quantidade “esmagadora” de evidências possibilite afirmar a existência de “operações maliciosas destinadas a alterar a vontade expressa nas pesquisas”.

Categories: #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Bolívia, #OEA, #OEA,Luis Almagro, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, Carta Democrática da OEA, CUBA-BOLÍVIA, Dança de máscaras na OEA, Donald Trump liderou um golpe de estado na nação bolivariana, Estados Unidos Gobiernos Paralelos Golpe de Estado Golpes Suaves, expulsou da aliança o Secretário Geral da OEA, Governo boliviano denuncia violência da direita contra instituições do Estado, indígena Mayor sindicato de Bolivia da ultimátum de 24 horas antes de huelga general, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Eles denunciam a invasão da Embaixada da Venezuela no Brasil

Escrito por  Prensa Latina

Denuncian invasión de Embajada de Venezuela en Brasil

O vice-ministro da Europa do Ministério das Relações Exteriores da Venezuela, Yván Gil, denunciou hoje a invasão da Embaixada da Venezuela em Brasília por grupos irregulares da extrema direita. Continuar a ler

Categories: indígena Mayor sindicato de Bolivia da ultimátum de 24 horas antes de huelga general, Uncategorized | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: