A Universidade de Havana realizou uma cerimónia de graduação para estudantes angolanos.

#Cuba #Angola #EstudiantesAngolanos #CubaCoopera #FidelCastro

A Universidade de Havana (UH), tendo em conta a situação epidemiológica actual na capital, realizou esta manhã, 20 de Agosto, na Aula Magna, de forma excepcional, simples, mas sentida, a cerimónia de atribuição de diplomas a estudantes de nacionalidade angolana, licenciados do curso 2021 desta casa de estudos superiores.

Apesar do panorama adverso que existe há vários meses, as universidades em Cuba têm-se mantido activas, desenvolvendo um importante conjunto de tarefas para enfrentar o Covid-19, e a atenção às linhas estratégicas de desenvolvimento. Em particular, a atenção e o cuidado dos estudantes estrangeiros no nosso país, incluindo os 21 estudantes angolanos que concluíram com sucesso os seus estudos e estão agora a formar-se na pátria de José Martí e Fidel Castro.

A cerimónia foi presidida pelo Dr. C. Miriam Nicado Garcia, membro do Comité Central do Partido Comunista de Cuba e Reitor da Universidade de Havana; Sr. Elio dos Santos, Primeiro Secretário da Embaixada de Angola em Cuba; Dr. C. Marian Hernandez Colina, Vice-Reitor de Formação; Dr. C. Zareska Martinez Remigios, Secretário-Geral e Jose Julian Diaz Perez, Presidente da Federação dos Estudantes Universitários da Universidade de Havana.

Também estiveram presentes directores universitários, pessoal diplomático, reitores e vice-reitores das faculdades com licenciados (Faculdade de Contabilidade e Finanças, Faculdade de Comunicação, Faculdade de Economia e Faculdade de Direito).

Após receber o diploma de licenciatura, Domingos Carlos da Conceição Rodrigues, licenciado em Direito, disse no seu discurso em seu nome:

Foi um período difícil, longe da família, aprender uma nova língua, e as exigências da carreira que tínhamos escolhido; mas tudo foi superado graças ao apoio dos professores que nunca abandonaram o seu principal objectivo: formar futuros profissionais.

A formação dos profissionais angolanos em Cuba data de 1976, e os laços de amizade entre a República de Cuba e a República de Angola reforçam-se a cada ano, com base na solidariedade e fraternidade entre os dois povos, um legado que nos exaltou durante décadas, contribuindo para a melhoria do indivíduo, tanto a nível profissional como pessoal.

Agradeceu também ao governo angolano por confiar neles e ao governo cubano por os acolher.

Posteriormente, a Dra. C. Marian Hernández Colina, Vice-Reitora de Educação da Universidade, fez as observações finais, nas quais afirmou que no ano académico em curso, 2021, há 29 países representados na UH, com 162 estudantes estrangeiros que decidiram empreender a sua formação no nosso país. Hoje, 21 estudantes angolanos completaram os seus estudos de um total de 42 estudantes daquela nação irmã que se encontram nas nossas salas de aula. No final do seu discurso e felicitando os licenciados, a Vice-Chanceler salientou: A sua Universidade de Havana, como a sua Alma Mater, terá sempre os braços abertos para novos estudantes e para reforçar a formação que está a concluir hoje.

(Extraído do website da Universidade de Havana)

Estudantes de medicina africanos comemorando o 98 ANIVERSÁRIO DA FEU.

#FEU #JovenesCubanos
#Cuba #CubaVive #Miami #FEU #DeZurdaTeam #TropaCHE #SomosContinuidad #SomosCuba #ELAM

Mensagem de Iris Menéndez pelo 60º aniversário do ICAP.

#Cuba #SomosContinuidad #60AniversarioIcap #SolidaridadConCuba #BloqueoNoSolidaridadSi #PuentesDeAmos

Cuba agradece à União Africana pela cooperação internacional no enfrentamento do COVID-19.

#Cuba agradece à #UniãoAfricana pela cooperação internacional no enfrentamento do #COVID-19. #CubaSalva #EEUUBloquea #CubaCoopera #MedicinaCubana #MINCEX #FidelCastro #NelsonMandela #ÁfricadoSul #Epidemia #RevolucionCubana #ProfecionalesDeLaSalud

Extraído do site do MINCEX

Esta tarde, foi realizada uma reunião de gratidão no Ministério do Comércio Exterior e Investimento Estrangeiro em nome de Cuba, pela cooperação internacional prestada pela União Africana ao país no contexto da crise da saúde pelo COVID19.

A seguir, reproduzimos as palavras da Primeira Vice-Ministra Ana Teresita González, que presidiu a breve reunião.

Excma. Senhora Thaninga Pandit Shope-Linney. Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da República da África do Sul em Cuba.

Caros embaixadores da África e do Caribe que nos acompanham,

Estimados companheiros:

Hoje à tarde nos encontramos entre irmãos africanos e cubanos, unidos por uma longa tradição de luta e solidariedade.

Nesta ocasião, agradecemos profundamente ao governo da República da África do Sul pelas doações feitas a Cuba pelo confronto entre Covid-19 e Cuba. Da mesma forma, reiteramos nossa gratidão às demais nações africanas que também contribuíram para combater a pandemia em nosso país.

Recebemos meios de proteção, materiais e suprimentos para as instalações de saúde cubanas, como máscaras, luvas, termômetros infravermelhos, suprimentos e suprimentos cirúrgicos, coberturas para leitos hospitalares e alimentos, entre outros, todos de importância significativa para enfrentar esta crise. saúde internacional.

A cooperação de nossos irmãos africanos, em um contexto de bloqueio econômico, comercial e financeiro do governo dos Estados Unidos contra Cuba, intensificou-se brutalmente mesmo nas circunstâncias atuais, demonstrando mais uma vez as estreitas relações entre os povos da África e Cuba. e seus líderes históricos.

Apesar das tentativas do governo dos Estados Unidos de impedir a cooperação internacional cubana, continuamos firmes em nossa tradição de contribuir com nossos modestos esforços para preservar a saúde e a vida de outros povos. Mais de 40 brigadas médicas se juntaram ao pessoal de saúde cubano em mais de 30 países, para enfrentar o Covid-19.

Em resposta ao pedido feito pelo Presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, de enviar uma Brigada Médica para auxiliar na contenção de Covid-19, mais de 200 profissionais de saúde do contingente “Henry Reeve” partiram para a terra natal de Nelson Mandela , caro amigo do nosso líder histórico da Revolução, Fidel Castro.

Sem dúvida, as relações entre Cuba, África do Sul e países africanos são fortalecidas em meio a essa enorme pandemia, na qual a solidariedade não tem sido precisamente a característica distintiva nas relações internacionais.

Nesta difícil situação que enfrentamos, também é essencial continuar desenvolvendo a cooperação em outras áreas prioritárias, como assistência econômica, educação, agricultura, construção, assentamentos humanos, obras públicas e de infraestrutura, recursos hídricos, transporte, mineração, entre outros setores.

Também reconhecemos nesta ocasião o papel que a África do Sul está desempenhando como Presidente da União Africana. Temos certeza de que as relações com Cuba se fortalecerão.

A África faz parte de nossa própria identidade como nação e de nossa história, somos filhos deste continente e como nosso comandante-chefe Fidel Castro expressou: pagar nossa dívida com a África está pagando nossa dívida com a humanidade. Aqui estamos e estaremos juntos para construir o melhor mundo possível e cada vez mais necessário para todos.

Muito obrigado

Governo suspende aulas a partir do dia 24 de Março

O Executivo decidiu suspender, a partir de terça-feira, as aulas durante 15 dias, prorrogáveis automaticamente por igual período, em todo o território nacional, como forma de prevenir a pandemia do coronavírus no país.

dd

Um Decreto Executivo exarado pelo Ministério da Educação, agora liderado por Luísa Grilo, determina a paralisação das aulas em todas as instituições de ensino públicas, privadas e público-privadas, nos subsistemas de educação pré-escolar, ensino geral, secundário técnico-profissional, secundário pedagógico, da educação de adultos.
Durante o período de suspensão das actividades lectivas, estipula o documento, os professores devem atribuir e orientar a realização de tarefas para a casa aos alunos e os gabinetes, secretarias provinciais e direcções municipais da Educação deve assegurar o cumprimento escrupuloso desta orientação.
O Decreto Executivo do Ministério da Educação visa assegurar a implementação do Decreto Legislativo Presidencial Provisório 1/20, de 18 de Março, que adopta medidas adicionais que pretendem evitar a propagação da pandemia Covid-19 em território nacional.
Considerando que o desenvolvimento das actividades lectivas dessas instituições de ensino envolve um número significativo de alunos superior ou aglomerado de mais de 200 pessoas, esclarece ainda o Decreto, urge a necessidade de se tomar tal medida, prevista no número 1 do artigo do Decreto Legislativo Presidencial Provisório.

TPA com JA/LD

ELAM: Vinte anos se eles não são nada

Escrito por Ramón Brizuela Roque

ELAM : Veinte años si son nada

A gratidão dos estudantes africanos à Escola Latino-Americana de Medicina será apresentada em um fórum virtual, programado de 19 a 21 de novembro, como parte das atividades do 20º aniversário do centro, que celebrará seu vigésimo aniversário no próximo ano. Continuar a ler “ELAM: Vinte anos se eles não são nada”

%d bloggers like this: