As sondagens mostram que Lula alarga a sua liderança nas intenções de voto.

#EleccionesPresidenciales #Lula #JairBolsonaro

De acordo com o inquérito da FSB Pesquisa, o líder PT alcançaria 44% dos votos e Jair Bolsonaro capitalizaria 35%.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à presidência do Brasil pelo Partido dos Trabalhadores (PT), continua a liderar nas intenções de voto antes das eleições de 2 de Outubro e aumentou a sua liderança em 3% em relação ao que deveria ser o seu maior rival, o actual presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com o inquérito conduzido pelo Instituto FSB Pesquisa, o líder PT atingiria 44 por cento dos votos, enquanto Bolsonaro capitalizaria 35 por cento.

No cenário de um possível run-off entre Lula e Bolsonaro, o líder do PT ganharia com 52%, em comparação com os 39% para o titular. | Foto: @LulaOficial

Segundo o inquérito da semana passada, o ex-presidente Lula aumentou a sua liderança em três por cento, enquanto que a liderança do actual presidente permaneceu a mesma de antes.

Entre os outros candidatos, Ciro Gomes lidera com sete por cento (dois por cento menos do que na sondagem anterior). É seguido pela Senadora Simone Tebet com cinco por cento (menos dois por cento do que na sondagem anterior).

Mais atrás está a Senadora Soraya Thronicke, que tem um por cento dos votos, o mesmo que na sondagem anterior. Os votos em branco e estragados representaram quatro por cento.

No cenário de uma possível fuga entre Lula e Bolsonaro, o líder do PT triunfaria com 52%, para 39% para o presidente da extrema-direita.

A sondagem revelou também que 45% dos eleitores rejeitam Lula, enquanto 55% rejeitam Bolsonaro.

Para realizar a sondagem, o inquiridor teve de entrevistar 2.000 pessoas por telefone entre 16 e 18 de Setembro. A margem de erro é de dois por cento, enquanto o intervalo de confiança é de 95 por cento.

O apoiante bolonaro assassinou um líder do partido de Lula.

#Brasil #JairBolsonaro #Lula #PTB

fotografia tirada da internet

Um polícia matou a tiro Marcelo Arruda, membro do Partido dos Trabalhadores do Brasil (PT), quando a vítima celebrava o seu 50º aniversário, enquanto o oficial gritava slogans a favor do actual presidente e candidato, Jair Bolsonaro. A tragédia ocorreu na cidade sulista de Foz do Iguaçu, na região oeste do Paraná, às mãos do agente penitenciário federal Jorge José da Rocha Guaranho, que primeiro foi ao local e depois voltou armado e começou a disparar sobre o líder do PT, cujo partido estava a decorrer com temas dedicados ao PT e a Lula. Anteriormente, num evento de campanha, um homem foi preso depois de ter atirado um explosivo caseiro à multidão à espera de Luiz Inácio Lula da Silva. Devido à ameaça, o candidato presidencial brasileiro usou pela primeira vez um colete à prova de bala num rally aberto. (Telesur)

Brasil: As tensões aumentam entre Jair Bolsonaro e o Supremo Tribunal.

#EleccionesPresidencialesBrasil #JairBolsonaro #LulaPresidente

Lula procura restaurar a credibilidade internacional do Brasil.

#Brasil #Lula #PTDoBrasil #EleccionesPresidencialesEnBrasil

PorRedacción Razones de Cuba

No seu perfil no Twitter, o líder do Partido dos Trabalhadores (PT) disse querer um Brasil não de armas, mas de amor, e disse que na formação do seu futuro governo, as diferenças serão postas de lado, porque o desafio, mais do que ganhar, é consertar a nação.

Lula expressou a necessidade de voltar a discutir uma política laboral que dê aos trabalhadores o direito de serem tratados com dignidade e respeito, e de terem acesso aos cuidados de saúde.

Queremos restaurar os direitos dos trabalhadores brasileiros, disse o pré-candidato do PT, que é o favorito nas urnas antes das eleições marcadas para 2 de Outubro, das quais sairá o novo presidente brasileiro.

O antigo presidente continua a liderar as sondagens sobre intenções de voto para as eleições presidenciais e atingiria 45% na primeira volta, em comparação com os 23% do actual chefe de estado, Jair Bolsonaro, o segundo classificado de acordo com uma sondagem recente da empresa de consultoria Genial/Quaest.

Extraído de Prensa Latina.

A condenação #Lula do #Brasil foi anulada: Lições a aprender de #LavaJato e ‘lawfare .

#Brasil #JairBolsonaro # Corrupción #Moros #LavaJato

Todas as condenações de Lula da Silva no caso ‘Lava Jato’ são anuladas .

#Brasil #Lula #LavaJato #SergioMoro #Corrupción

Jornalista afirma que ‘Lava Jato’ “não cumpriu nenhum de seus objetivos”.

#Brasil #LavaJato #Lula #JairBolsonaro #Corrupción #ManipulacionPolitica

O retorno de #Lula ao cenário político brasileiro

#Brasil #Politica #Lula #JairBolsonaro #Corrupción #DerechosHumanos

Brasil e seus governantes .

#Brasil #JairBolsonaro #LauraTessler #Lula #Palocci #LavaJato

… então a Procuradora Laura Tessler queria se divertir detonando a imagem de Lula? O que dizer sobre esse pessoal da Lava Jato?

Imagem

Díaz-Canel parabeniza o Partido dos Trabalhadores Brasileiros .

#Cuba #Brasil #LulaDaSilva #PT #Minrex #Cine #SolidaridadConCuba #ElBloqueoEsReal

Autor: Redacción Internacional | internacionales@granma.cu

O presidente cubano, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, parabenizou ontem, por meio do Twitter, o Partido dos Trabalhadores (PT) do Brasil, por ocasião dos 41 anos de sua fundação, ocorridos em 10 de fevereiro de 1980.

Em sua mensagem, ele elogiou os anos de luta da organização política de esquerda e lembrou o marco que, em 2003, significou a vitória nas urnas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, líder do PT.
«Parabéns ao PT pelos 41 anos de fundação, anos de luta, nos quais, com a vitória de Lula em 2003, tem defendido a democracia e políticas exitosas de justiça social e desenvolvimento econômico para fazer do Brasil um país melhor. Juntos defendemos a paz e um mundo melhor ”, disse o Chefe de Estado.

Imagen

Recentemente, Lula da Silva esteve em Havana para participar das filmagens de um documentário dirigido pelo cineasta americano Oliver Stone e, como parte da visita, se reuniu com o Primeiro Secretário do Partido Comunista de Cuba, General do Exército Raúl Castro Ruz. No qual também participaram o Presidente, o Primeiro Ministro e o Chanceler cubano.

Na ocasião, Lula agradeceu à Ilha o apoio em exigir sua plena liberdade e condenou o endurecimento do bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos a Cuba há quase seis décadas. Os políticos discutiram os laços históricos de fraternidade entre os dois povos e organizações.

%d bloggers like this: