Onde irá parar o autoproclamado e os seus capangas?

#Venezuela #Colombia #AutoProclamadoGuido #Relaciones #Política

Bolívia: Governo recupera bens diplomáticos saqueados por Juan Guaidó na embaixada venezuelana.

#Venezuela #Bolivia #InjerenciaDeEEUU #JeanineAñez #AutoproclamadoGuaido

Análise internacional.

#Venezuela #GuaidoFalsoPresidente #NicolazMaduro #InjerenciaDeEEUU

A oposição venezuelana Julio Borges demite-se do cargo de ‘chanceler’ do Guaidó e diz que o chamado governo provisório deve “desaparecer.

#Venezuela #OposiciónVenezolana

O político da oposição venezuelana Julio Borges, que serve como ‘chanceler’ de Juan Guaidó, anunciou domingo que abandonará o seu posto. Ele disse que a sua demissão será oficializada na próxima terça-feira.

El opositor venezolano Julio Borges renuncia al cargo de 'canciller' de Guaidó y dice que el llamado gobierno interino debe "desaparecer"

Nesse contexto, Borges, que reside em Bogotá enquanto é acusado na Venezuela de participar numa conspiração contra o Presidente Nicolás Maduro, declarou que o chamado governo provisório não serve o seu propósito e deve “desaparecer”. “A noção de governo provisório tem de desaparecer por completo, não podemos continuar com uma folha de pagamentos, com uma burocracia que no ano passado atingiu quase 1.600 pessoas, pedimos para eliminar completamente isso”, disse ele.

Neste sentido, o jornalista Alberto Rabilotta assinala que a facção de Guaidó perdeu todo o apoio dentro da oposição e afirma que a maioria dos detractores do actual governo aderiram ao processo político promovido pelo chavismo, excluindo a intervenção dos Estados Unidos nos assuntos internos.

#Guaidó irá votar (com #Maduro no poder) nas eleições regionais: o que mudou para que isso acontecesse?

#Venezuela #Elecciones #Politica #ManipulacionPolitica #OposiciónVenezolana

Nova ronda de diálogo entre o governo e a oposição face aos progressos eleitorais da #Venezuela.

#Venezuela #EstadosUnidos #Elecciones #Democracia #GolpeDeEstado #Politica

#Guaido e o seu roubo de capital assistido pelos #EUA.

#Guaido #Venezuela #UnionEuropea EEUUBloquea #ElBloqueoEsReal

2 anos após a tentativa de invasão com falsa #AjudaHumanitária na #Venezuela.

#Venezuela #Colombia #Almagro #Guaido #EstadosUnidos #OEA #ElBloqueoEsReal #DerechosHumanos

#Guaidó e a rota do dinheiro da #Venezuela.

#EstadosUnidos #Venezuela #AmericaLatina #AutoproclamadoGuaido #PDVSA #InjerenciaDeEEUU #DonaldTrumpCulpable #MikePompeo #BCV #ElBloqueoEsReal

Autor: Elson Concepción Pérez | internet@granma.cu

Um personagem como Juan Guaidó só poderia ser fabricado pelo governo dos Estados Unidos. O montante multimilionário de dinheiro necessário ao projeto, elaborado no Departamento de Estado, foi concebido, desde o início, com base na apropriação do patrimônio do Estado venezuelano, depositado em bancos daquele país, bem como na subsidiária do petroleira PDVSA, que, sob o nome de Citgo, reside nos Estados Unidos.

Tratava-se de criar uma espécie de “governo paralelo” e ignorar e torpedear o legítimo, chefiado por Nicolás Maduro; desenvolver uma guerra econômica de possível alcance militar, e que o dinheiro para este andaime intervencionista venha dos recursos do país bolivariano.

O ex-presidente Donald Trump, e seu colaborador mais próximo, Mike Pompeo, sabiam que privar a Venezuela do dinheiro obtido com seu petróleo era a melhor maneira de deter o boom revolucionário, o desenvolvimento social e, de acordo com seus planos, o caminho para o colapso da Revolução Bolivariana .

Para se ter uma ideia de até onde chegaram os Estados Unidos e Juan Guaidó, tomemos um exemplo: A petroleira PDVSA tinha um acordo com a Itália para que, no país europeu, fossem realizados transplantes de medula óssea em crianças venezuelanas como único caminho para salvar suas vidas. Porém, quatro deles morreram enquanto aguardavam a viagem, já que o dinheiro para custear essas operações deveria ser enviado pela subsidiária da Citgo, mas como Trump o apreendeu e proibiu o uso de seus recursos, o único destino dos bebês era o morte.

“Aquele programa de Saúde com a Itália era executado pela Citgo, confiscado pelos EUA, a Venezuela mandou os fundos pela PDVSA e eles ficaram retidos no Novo Banco, em Portugal, graças às sanções e ao bloqueio criminoso”, relatou então, em um tweet, o Ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza.

Na mensagem, publicou também as ordens de pagamento emitidas pela estatal venezuelana e os recibos das operações rejeitados pelo banco português. A vice-presidente, Delcy Rodríguez, apontou diretamente para Juan Guaidó ter entregue o Citgo aos Estados Unidos. “Esse roubo levou ao assassinato de crianças beneficiadas por nobres programas de saúde”, afirmou.

Muitos outros danos têm causado o desfalque ou congelamento de dinheiro venezuelano por entidades estrangeiras, e milhões desses recursos foram para o bolso de Guaidó e seus acólitos e, sobretudo, para as carteiras de seus promotores.

La CNN recuerda que el 25 de enero de 2019, EE. UU. «autorizó a Juan Guaidó para controlar las cuentas del Gobierno o del Banco Central de Venezuela, depositadas en el Banco de la Reserva Federal en Nueva York u otra institución bancaria asegurada en Estados Unidos”. Foram 340 milhões de dólares confiscados ao executivo de Caracas.

A própria fonte cita que “assim que Juan Guaidó se autoproclamou presidente interino da Venezuela, em 23 de janeiro de 2019, o secretário de Estado, Mike Pompeo, emitiu um comunicado oferecendo apoio à transição na Venezuela”. Como essa empreitada não poderia ser realizada com os cofres vazios, o próprio Departamento de Estado concedeu 20 milhões de dólares ao “governo de Guaidó”, que jamais poderia influir internamente, mas que foi sacado internacionalmente com o saque de contas do país, no meio da guerra que é travada sobre ele.

O Washington Post revelou uma investigação que vincula o círculo de oposição venezuelana a atos de corrupção nos Estados Unidos, como ações vinculadas ao manejo irregular de ativos venezuelanos no exterior, recuperadas em aliança com o governo Trump.

Outra direção da busca do dinheiro venezuelano nos bancos estrangeiros foi encenada com as 31 toneladas de lingotes de ouro (2 bilhões de dólares) do país sul-americano mantidas no Banco da Inglaterra. Essa entidade recusou entregá-los ao Banco Central da Venezuela, com base no reconhecimento, pelo governo britânico, de Guaidó como presidente interino.

O litígio continua e, junto com a rota do dinheiro venezuelano confiscado ou roubado pelos Estados Unidos, o povo daquele país está privado de usar seus recursos para adquirir medicamentos e alimentos, em meio a uma pandemia que, junto com O bloqueio Os avanços econômicos da América entraram em colapso nas últimas duas décadas.

Sem Trump na Casa Branca, a comunidade internacional espera que o novo governo reprima essa posição criminosa e intrometida.

O que se pode esperar da América Latina, do Caribe e dos EUA em relação ao falso presidente Guaidó?

#Venezuela #PDVSA #COVID19 #AutoProclamadoGuaido #Pertopark #NicolasMaduro #AmericaLatina #EstadosUnidos #Elecciones #JoeBiden #Paraguay #ElBloqueoEsReal #Congreso

%d bloggers like this: