#Luis Almagro

Cachorrinho treinado.

Em resposta a
@Almagro_OAS2015
A sua subserviência ao Governo dos EUA é alarmante. Já chega de mentiras!

Que moral tem para fazer exigências a #Cuba?
Onde está a sua declaração sobre os assassinatos de líderes sociais na Colômbia?
O que estavam a fazer quando no Chile disparavam aos olhos do povo?

Imagem
Categories: # Cuba, #Estados Unidos, #EstadosUnidos, #Luis Almagro, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, Dança de máscaras na OEA, OEA, Organizacion e Estados Americanos (OEA), Redes sociais | Deixe um comentário

#Cuba e o álibi #Humanitário .

Por Iroel Sánchez

O capitalismo transforma tudo o que toca em mercadoria, mesmo o risco de morte. Isto foi o que aconteceu com as greves de fome.

Os nacionalistas irlandeses fizeram do jejum voluntário uma arma de luta contra o domínio britânico, um exemplo a que o líder comunista cubano Julio Antonio Mella recorreu no seu confronto com a ditadura pró-americana de Gerardo Machado. Mella, cuja mãe era irlandesa, tinha tomado como exemplo forte o presidente da câmara da cidade sul-irlandesa de Cork, Terence MacSwiney, que morreu num jejum voluntário em 1920, depois de ter sido condenado à prisão por conspirar a favor da independência. Mas o que em tempos foi um método de anti-colonialismo e de lutas populares e anti-imperialistas tornou-se, graças ao controlo imperial sobre os meios de comunicação, uma ferramenta de propaganda fraudulenta para, como álibi humanitário, prejudicar a imagem de governos que não são do agrado dos dominadores deste mundo.

5 Times Madeleine Albright Was the Coolest | US News

Assim, lemos que o combatente anticolonialista e combatente dos humildes que é o Sr. Luis Almagro declara apoio ao seu colega, como ele um funcionário do governo dos EUA, que afirma estar em greve de fome enquanto a televisão cubana lhe mostra clandestinamente a receber abundante quantidade de alimentos. Almagro, que sabe que os seus patrões são os pais do Terrorismo de Estado em todo o planeta, fala do “Terrorismo de Estado” do seu colega pelo governo cubano, coincidentemente na véspera da publicação de um relatório do Departamento de Estado acusando Cuba de tortura e execuções extrajudiciais sem qualquer prova, enquanto apoia aqueles que disparam nos olhos de jovens chilenos e assassinam combatentes sociais na Colômbia com uma frequência assustadora. Que isto seja feito pelo governo cujo Presidente foi o segundo no comando de um executivo que manteve aberta uma prisão sem lei em Guantánamo, inaugurou assassinatos à distância por zangões, exercendo simultaneamente a função de tribunal e carrasco, e cujo Secretário de Estado, a rir, disse “Fui, vi e ele morreu” ao saber do desmembramento do líder líbio Muammar Gaddafi, é um detalhe menor, digno de aparecer como nota de rodapé na Enciclopédia Universal da Infâmia.

Semanas antes, outra “greve da fome”, na qual o encarregado de negócios da embaixada dos EUA em Havana servia como motorista e titereiro, exigia a liberdade de alguém que orgulhosamente proclama pertencer aos “Lobos Solitários”, uma organização que desde Miami financiou actos terroristas em Cuba contra escolas e outras instalações sociais. Agora sabemos que esses “grevistas”, longe de pôr em perigo as suas vidas, estavam apenas a aumentar a espessura dos seus bolsos. Um contrato de mil dólares por mês para o seu líder, do Instituto Nacional Democrático, que é gerido com dinheiro federal americano pelo falcão Madeleine Albrigt, também veio à luz pública na televisão cubana, mas a imprensa que afirma ser livre e independente não pode abordar a questão. Nem se podem referir às duas questões que unem os cubanos hoje em dia: a exigência de que a nova administração americana elimine o bloqueio económico juntamente com as mais de 240 medidas com que o governo de Donald Trump o apertou, e o orgulho no desenvolvimento de cinco candidatos a vacina contra a Covid-19.

Madeleine Albright: causante de genocidio, pero sin cargos de conciencia |  Cubadebate

A construção de um álibi humanitário para justificar uma intervenção militar, exigida ruidosamente por outro dos falsos grevistas de Havana em Novembro passado, tem uma amarga memória na administração da Sra. Albright. Foi ela, da administração democrática de Bill Clinton, a Secretária de Estado que justificou com manipulações e mentiras o extenso bombardeamento da Jugoslávia pela NATO que custou milhares de vidas civis e visou alvos tão criminosos como hospitais, estações de televisão e embaixadas. Ao leme da santa aliança atlântica estava outro militante democrata, mais precisamente um social-democrata, o espanhol Javier Solana, que no seu papel de chanceler ibérico foi parteira de uma operação de guerra cultural contra Cuba ao criar e financiar, juntamente com a Fundação Sociedade Aberta, a Fundação Nacional para a Democracia e a Fundação Ford, a agora extinta revista Encuentro de la cultura cubana.

Agora, em Cuba, em nome da cultura e às portas do Ministério do mesmo nome, tentaram defender os contratantes de Albrigth e dos “Lobos Solitários”, e a “imprensa livre” esconde as cordas no palco dos seus leitores. Não é por acaso que os herdeiros de Solana e do Encuentro de la cultura cubana, que sob os auspícios da Open Society e do governo norueguês do social-democrata Jens Stoltenberg, actual Secretário-Geral da NATO, fizeram parte do também defunto “laboratório de ideias” Cuba Posible, se destacaram nesta tarefa. Com uma Articulação Plebeiana fugaz, procuraram transformar a farsa de San Isidro numa revolução de veludo e dar à luz um remake extemporâneo da Carta dos 77, no melhor estilo da Checoslováquia, a pátria da Sra. Albrigth. No entanto, neste país, o humanitarismo não é um álibi. Apesar das deficiências, bloqueios e desafios, uma realidade palpável atesta-o: está nos milhares de cubanos salvos da Covid-19 por uma taxa de letalidade várias vezes inferior à do país que financia os falsos grevistas da fome, nos milhares de médicos que viajaram para outras terras para oferecer o seu trabalho solidário, nos cientistas que roubam horas e horas de descanso para derrotar a pandemia e a guerra económica. Essa guerra que os falsos grevistas da fome dizem não existe, mas – em nome dos direitos humanos – pedem que seja intensificada ainda mais.

Categories: #Estados Unidos, #Luis Almagro, #OEA,Luis Almagro, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, ações subversivas, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Derechos Humanos, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Subversão contra Cuba, Subversión | Deixe um comentário

A #Bolívia rejeita as acusações da #OEA e acusa #LuisAlmagro de polarizar o país com “mentiras”.

Categories: #Brasil, Corrupción, #Jair Bolsonaro, #Estados Unidos, #Luis Almagro, #OEA, #OEA,Luis Almagro, Almagro e a cloaca do império, bolivia, Brasil, Injerencia De EEUU, Manipulação Política, Organização dos Estados Americanos (OEA), Venezuela, Proclamada Jeanine Áñez, Secretário Geral, Luis Almagro | Deixe um comentário

2 anos após a tentativa de invasão com falsa #AjudaHumanitária na #Venezuela.

Categories: # Venezuela, #Almagro, #COLOMBIA#MéxicoCarlos MesaComandante Che GuevaraCompañía Minera Huanchaca, #Colombia, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Guerrilla, Paz, #Venezuela, #Luis Almagro, #Nicolás Maduro, #Nicolás Maduro Moros, #OEA,Luis Almagro, Almagro e a cloaca do império, Andrés Manuel López Obrador, Bolivia, estados unidos, Evo Morales, Grupo de Lima, Luis Almagro, Mexico, Nicolás Maduro, Red Europea de Solidaridad con la Revolución Bolivariana, venezuela, Derechos Humanos, Gobierno de Ivan Duque ., Guaidó nomeia "embaixadores" ilegais, Guaidó, um "presidente" sem território, Luis Almagro "está agindo ilegalmente contra a Nicarágua", Secretário Geral, Luis Almagro, venezuela, Venezuela tras la autoproclamación de Guaidó | Deixe um comentário

Almagro reconhece seu papel no golpe de 2019 na Bolívia.

O Secretário-Geral da OEA reconheceu que atuou para finalizar a destituição de Evo Morales.

O Secretário-Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, reconheceu seu papel no golpe na Bolívia que ocasionou a saída forçada do governo do ex-presidente Evo Morales.

O Secretário-Geral da OEA @ Almagro_OEA2015 admitiu que atuou para impedir a reeleição de @evoespueblo na Bolívia. Em livro que será publicado amanhã, ele disse que apoiava Morales para se candidatar à reeleição em 2019 “para ganhar sua confiança” …. (HILO) @teleSURtv

Imagen

Por meio do livro “Luis Almagro não pede perdão”, o representante da organização internacional relata como apoiou Morales para se candidatar à reeleição em 2019 “para ganhar sua confiança”.

O texto é resultado de mais de 100 entrevistas e 20 horas com Almagro nas quais se descreve sua trajetória política. Entre os eventos políticos mais significativos relatados está a estratégia para “derrubar Evo Morales”, convencendo os Estados Unidos a se aliarem a sua posição para ir contra o governo venezuelano ou seu apoio a Dilma Rouseff.

Os autores do livro mostram que o papel de Almagro na saída de Morales foi parte de uma estratégia premeditada, que começou em 2017 e culminou na Missão de Observação Eleitoral da OEA para apresentar supostas irregularidades na contagem de votos em 2019 e impedindo assim a reeleição do presidente, o que incentivou o golpe militar perpetrado.

Em relação a Evo Morales e às eleições de 2019, Almagro destacou que “abrimos uma possibilidade que era que Evo ganhasse legitimamente. Foi o custo disso. Para mim isso era impossível, impossível. Evo ainda tinha menos votos do que no referendo, então não tinha forma. Então abrimos a possibilidade de que a oposição boliviana ganhasse legitimamente. E fechamos a possibilidade de Evo roubar a eleição. “

Categories: #Almagro, #Luis Almagro, #OEA,Luis Almagro, Almagro e a cloaca do império, bolivia, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, Evo Moraless, OEA, Organizacion e Estados Americanos (OEA), Secretário Geral, Luis Almagro, Secretário-Geral da OEA, | Deixe um comentário

O covid-19 e os presidentes da América Latina.

Categories: # Venezuela, #Almagro, #América Latina, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #AmericaLatina, #Andres Manuel Lopez Obrador, #Argentina, #Brasil, Corrupción, #Jair Bolsonaro, #China#EEUUDonald TrumpFondo Monetario Internacional (FMI)Ivan Duque, #Daniel Ortega Saavedra, #Nicaragua, #USAID, #Donald Trump, #Estados Unidos, #ECUADOR#Paraguay#PerúAsunciónConvención de Viena, #Estados Unidos, #Jair Bolsonaro,, #Lenín Moreno, #Luis Almagro, #LulaLivre, Partido de la Social Democracia Brasileña, #Nancy Pelosi, presidente da Câmara dos EUA?, #Nicolás Maduro Moros, #Trump, @Trump, AmericaLatina, FORA TRUMP, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , | Deixe um comentário

E as reuniões com os súditos de Trump continuam

Primeira visita de um presidente equatoriano à Casa Branca em 18 anos .Segundo o ministro da Defesa Oswaldo Jarrín, eles apresentarão ao presidente dos EUA uma proposta sobre uma “estratégia regional de segurança comum”, aceita pela Colômbia e pelo Peru, para combater o tráfico de drogas.

Primera visita de un presidente ecuatoriano a la Casa Blanca en 18 años: ¿qué temas abordarán Lenín Moreno y Trump?

O presidente do Equador, Lenín Moreno, partiu na terça-feira para os EUA, em uma viagem de trabalho que durará até sexta-feira, 14 de fevereiro.

“O relacionamento equatoriano-americano será fortalecido em suas diferentes facetas com a visita do Presidente da República, quase 18 anos desde a última reunião entre líderes de ambos os países em Washington”, afirma comunicado do Ministério das Relações Exteriores do Equador.

Segundo Moreno, nesta viagem, ele abordará três questões com Trump: emprego e produtividade, educação e segurança.

Em termos de emprego e produtividade, o presidente disse que solicitará que as taxas de importação sejam reduzidas a vários produtos equatorianos, que consideram altos, como brócolis, flores e alcachofra, produzidos na Serra, bem como “a bainha de atum ) “, que possui alta produtividade no litoral.

Da mesma forma, Moreno planeja abordar questões relacionadas à infraestrutura, transferência de tecnologia, energia e intercâmbio comercial. Com relação à questão educacional, o presidente sul-americano disse que tentaria aumentar o apoio aos professores que ensinam inglês no país, para que a força de trabalho passe dos atuais 200, para 1.000.

Moreno disse que negociará com Trump a respeito da “segurança física dos equatorianos e seus bens, tráfico de drogas e combate à corrupção”, por meio da troca de informações, treinamento de inteligência e equipamentos para combater “as quadrilhas organizadas. “ele disse.

Além disso, o Equador aderiu à linha de ataque que os EUA Tem sobre a Venezuela. De Quito, como Washington, eles reconheceram o deputado Juan Guaidó como o “presidente encarregado” do país sul-americano e desconhecido pelo governo do presidente Nicolás Maduro.

Categories: #Almagro, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Luis Almagro, #OEA,Luis Almagro, #Trump, @Trump, Almagro e a cloaca do império, CIA Mike Pompeo, confrontar Donald Trump da câmara baixa, Donald Trump, Donald Trump,, Donald Trump, Estados Unidos, FORA TRUMP, Pompeo,, secretario de Estado, Michael Pompeo, secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo,, Secretário Geral, Luis Almagro, Trump Google, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Declarações de Johana Tablada, vice-diretora geral dos Estados Unidos do Ministério de Relações Exteriores de Cuba.

Havana, 18 de dezembro de 2019 – Como parte da XVIII edição da Série de Conversas Cubanas na política externa dos Estados Unidos, um evento organizado pela CIPI e ISRI, um painel sobre cooperação médica cubana foi desenvolvido hoje em o mundo para denunciar a perseguição e criminalização deste trabalho humanitário e altruísta pelo governo dos Estados Unidos.

Pouco antes do painel em que os especialistas cubanos e americanos apareceram, soube-se que uma nova tentativa de desacreditar nossa cooperação médica deveria ser feita na sede da Organização dos Estados Americanos, com o apoio de seu presidente, Sr. Luis Almagro .

Cubaminrex então disponibiliza a seus leitores a transcrição das declarações de Johana Tablada, vice-diretora geral dos Estados Unidos do Ministério das Relações Exteriores de Cuba, que denuncia essa manobra e destaca os princípios de solidariedade e voluntariedade das ações de nossos médicos pelo mundo:

“Seguindo as ordens do governo do presidente Donald Trump, o Sr. Luis Almagro fala ou fica em silêncio quando é ordenado. Ele nunca erra em se opor aos interesses do povo e a serviço dos interesses mais reacionários do governo dos Estados Unidos e das oligarquias nacionais.

Não é de surpreender, mas é incomum e embaraçoso que o Sr. Luis Almagro tenha recursos que não lhe pertencem para atacar programas legítimos de cooperação, mentir e ignorar o impacto real nos indicadores de saúde dos povos, do trabalho nobre e humano dos médicos e pessoal de saúde de Cuba.

Essa cooperação é realizada nas estruturas legítimas da cooperação Sul-Sul e com a participação de governos e forças locais de saúde que em nossa região – e em outras partes do mundo – apreciam e apreciam essa importante atividade.

O governo Trump cruzou todas as linhas vermelhas de decência, participando pela primeira vez em ações de assédio contra a equipe médica cubana. Não apenas reduz a ajuda externa e condiciona-a aos seus interesses políticos mais reacionários, mas também chega ao extremo de ameaçar o trabalho dos médicos cubanos, cujo trabalho nos permite aumentar a qualidade de vida sem interferir nos assuntos internos dos Estados. . Nem uma vez foi perguntado a um paciente sobre sua afiliação política ou ideológica.

Os serviços médicos prestados por meio de contratos individuais nos permitem contribuir para o financiamento de serviços caros do sistema universal de saúde de Cuba, suprimentos, tratamentos contra o câncer, reagentes e equipamentos médicos ”.

Categoria:
Cooperação Lockup
RSS Minrex:

Categories: # yo voto vs bloqueo, #Almagro, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Luis Almagro, #OEA,Luis Almagro, #solidaridadvs bloqueo, #Trump, @Trump, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Almagro e a cloaca do império, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CubavsBloqueo, Donald Trump, Donald Trump,, Luis Almagro, Nicarágua, Organização dos Estados Americanos (OEA), Secretário Geral, Luis Almagro, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

#Cuba relatou ataque da #OEA contra colaboração médica.

“Cuba es pueblo que ama y cree, y goza en amar y creer.” José Martí

Cuba denunciou o novo ataque da Organização dos Estados Americanos (OEA), com Luis Almagro à frente, contra a colaboração médica internacional da ilha.

Esse órgão convocou para quarta-feira em Washington um fórum intitulado “A realidade sombria por trás das missões médicas cubanas” que tem o objetivo de desacreditar a participação de especialistas em saúde cubanos em programas sociais de países do Terceiro Mundo.

A conferência faz parte da campanha difamatória promovida pela Casa Branca para atacar a Revolução Cubana nas áreas em que mais desperta admiração, disse Johana Tablada, vice-diretora geral dos Estados Unidos do Ministério das Relações Exteriores.

O funcionário também definiu como embaraçoso a intenção de atacar uma atividade que beneficia milhões de seres humanos no mundo todos os dias, e faz parte dos esquemas de cooperação Sul-Sul, cobertos pelo Direito Internacional, pelos programas. das Nações Unidas e da Organização Mundial da Saúde.

Ao fazer isso, Almagro mais uma vez se coloca contra o povo e a serviço dos interesses mais reacionários do governo do presidente dos EUA, Donald Trump, e das oligarquias que o apóiam, disse ele.

Jorge Delgado, diretor da Unidade Central de Cooperação Médica do Ministério da Saúde Pública de Cuba, lembrou que, em 1963, começou uma ampla história de colaboração com nações carentes, na qual dezenas de milhares de profissionais participaram.

Ele afirmou que esses cooperadores oferecem voluntariamente seus serviços, movidos por uma convicção humanista, desinteressadamente, e assumem essa tarefa como um dever internacionalista genuíno.

O Dr. José Luis Aparicio, entretanto, rejeitou a qualificação de “escravos” que pretendem endossar médicos na ilha que prestam serviços em outros países, como parte da campanha de descrédito.

Somos apenas escravos do sagrado cumprimento do dever de salvar vidas e cuidar da saúde dos povos, cujos indicadores de saúde e satisfação hoje são a melhor evidência de solidariedade no sistema de saúde cubano.

Ambos os profissionais participam de um painel sobre cooperação médica da ilha, no Instituto Superior de Relações Internacionais “Raúl Roa”, como parte da edição XVIII da série de conversas Cuba-EUA, onde são discutidos os desafios. Relações atuais entre os dois países.

Fonte

Categories: # Cuba, #Almagro, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #colaboracion medica cubana, #Cuba, #Cuba #CIA, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Cuba, a terra onde o melhor #Tabaco do mundo é #Cultivado., #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #FalsosAtaquesAcústicos, Cuba, diplomáticos estadounidenses, Estados Unidos, #Luis Almagro, #OEA,Luis Almagro, #Salud en Cuba, Almagro e a cloaca do império, Andrés Manuel López Obrador, Bolivia, estados unidos, Evo Morales, Grupo de Lima, Luis Almagro, Mexico, Nicolás Maduro, Red Europea de Solidaridad con la Revolución Bolivariana, venezuela, ·Medicos Cubanos, BLOQUEIO VS CUBA, bloqueo contra cuba, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, Comunidad de Estados Latinoamericanos y Caribeños (CELAC), Cuba, Organización de Estados Americanos (OEA), Dança de máscaras na OEA, expulsou da aliança o Secretário Geral da OEA, Luis Almagro, Nicarágua, Organização dos Estados Americanos (OEA), Manipulação Política, Organização dos Estados Americanos (OEA), Venezuela, Secretário Geral, Luis Almagro, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Almagro curvou-se para Washington.

Categories: #Luis Almagro, AMERICA LATINA, CUBA, ESTADOS UNIDOS, POLÍTICA, Politica agressiva contra Cuba, Politica Exterior, Uncategorized, venezuela, WASHIGTON | Etiquetas: | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: