Feira Internacional de Luanda.(FILDA)

São Silvestre sai às ruas só com atletas nacionais

Jornal AngolaPor António Cristóvão

A 64ª edição da corrida pedestre de final de ano denominada São Silvestre de Luanda disputa-se amanhã a partir das 17h00, com o tiro da largada no Largo da Mutamba, rua Amílcar Cabral, e termina na pista do Estádio Municipal dos Coqueiros, com a participação de 2700 corredores nacionais, em ambos os sexos, entre federados, populares e estrangeiros residentes na capital, num percurso de 10 quilómetros.

Corredores de atletismo dos grandes emblemas disputam os lugares do pódio da competição
Fotografia: Vigas da Purificação| Edições Novembro

Ao contrário das provas anteriores, este ano a corrida regista a ausência dos corredores estrangeiros profissionais, devido à falta de 16 mil dólares para o pagamento dos prémios.
As edições de 2016 e 2017 também foram disputadas somente por corredores nacionais, devido à falta de condições financeiras do organismo reitor da modalidade. Esta é a terceira vez que a competição regista a ausência de profissionais estrangeiros.
Deste modo, no sector masculino a luta pelo topo da corrida pode sair entre os melhores atletas nacionais, com realce para Alexandre João, do Interclube, terceiro classificado da edição anterior com o tempo de 31:53, Simão Manuel, Avelino Sanghale e Avelino Dumbo (1º de Agosto).
Simão Manuel venceu a 62ª edição da São Silvestre, ao percorrer o tempo de 31 minutos e 28 segundos. Individualmente, Alexandre João e Simão Manuel prometem travar renhido despique desde o Largo da Mutamba até à pista sintética do Estádio Municipal dos Coqueiros.
No sector feminino, Adelaide Machado, do Interclube, segunda classificada da edição passada, com o tempo de 36:42, é uma das principais favoritas na luta pela vitória.
A fundista da equipa da Polícia Nacional vai ter, certamente, como principais opositoras as companheiras de clube Ernestina Paulino e Severina Chilala. Além destas, contará ainda com forte “duelo” com Neide Dias, Joana Baptista, Regina Rebeca e Maria Bimbi (1º de Agosto), concorrendo também as “outsiders” Luciana Viengo e Francisca Walende.
A edição passada foi vencida pelo queniano Makua Nyandusi (masculinos) e a etíope Bayenesh Ayele (femininos). Makua Nyandusi percorreu os 10 quilómetros, em 30 minutos e 20 segundos, e Bayenesh Ayele cronometrou 33:56.

Percurso

A corrida parte no sentido Sul do Largo da Mutamba, passa pelos largos Serpa Pinto e da Maianga, Avenida Revolução de Outubro, túnel do Prenda, e vira à esquerda para a Ho-Chi Minh, Largo das Heroínas e da Independência Nacional, Alameda Manuel Van-Dúnem, Avenida Comandante Valódia, Rua da Missão, Cirilo da Conceição, Avenida 4 de Fevereiro, Largo do Baleizão, rua Manuel Fernando Caldeira e chegada no Estádio Municipal dos Coqueiros.
O Comité organizador colocou sete postos de refrescamentos para os atletas, localizados na partida da corrida, defronte ao Hospital Psiquiátrico, Clínica Girassol, detrás das instalações da TPA, Farmácia do Kinaxixe, Comando Geral da Polícia Nacional e Estádio Municipal dos Coqueiros.

Categories: "Miss Angola", ANGOLA, Angola y Portugal, Deportes Mundiales, Feira Internacional de Luanda.(FILDA), Uncategorized | Etiquetas: , | Deixe um comentário

O céu de Luanda amanhece nublado, mas nossos corações estão iluminados. Feliz quinta-feira

Categories: "Miss Angola", Feira Internacional de Luanda.(FILDA), Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Cuba presente ne a FILDA 2018.

Categories: AMERICA LATINA, ANGOLA, ÁFRICA, CUBA, CUBA - ÁFRICA, CUBA-ANGOLA, ECONOMIA, Feira Internacional de Luanda.(FILDA), Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

FILDA/2018.

Ministro da Economia inaugura exposição.

FILDA/2018: Ministro da Economia inaugura exposição

A 34ª edição da Feira Internacional de Luanda (FILDA2018) foi inaugurada há instantes, na Zona Económica Especial (ZEE), pelo ministro da Economia e do Planeamento, Pedro Luís da Fonseca, que destacou o papel desta bolsa de negócios no estabelecimento de parcerias e captação de investimentos.

Na FILDA estão patentes produtos e serviços dos sectores do ambiente, energia e petróleos, agricultura, pecuária, bebidas, banca e seguros, comércio geral, construção, imobiliária, educação, formação e cultura, hotelaria e turismo, indústria transformadora e extractiva, logística e transportes, máquina e equipamentos, entre outras. Continuar a ler

Categories: ANGOLA, ÁFRICA, Feira Internacional de Luanda.(FILDA), Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Feira Internacional de Luanda.(FILDA 2018)

Mais de 120 empresas, das 350 inscritas para participar na 34ª edição da Feira Internacional de Luanda (FILDA 2018) são expositores estrangeiros, anunciou o director nacional para a Economia, Competitividade e Inovação do Ministério da Economia e Planeamento, Marcelino Pinto.

Os expositores representam empresas dos sectores da construção civil, indústria ligeira e pesada, telecomunicações, electrónica, processamento alimentar, serviços, transporte, agricultura, mineração, serviços financeiros, banca, seguros, restauração, saúde, imobiliário e outros.

Este novo espaço da FILDA surge com o objectivo de responder à intenção do Executivo, em transformar essa zona numa “Cidade Empresarial”, fomentando o emprego e o incremento da competitividade entre as indústrias nacionais. Amanhã há, como principal actividade, a cerimónia oficial de inauguração, que conta com a presença das mais altas entidades públicas e privadas, nacionais e internacionais.

Categories: Agricultura, ANGOLA, ÁFRICA, CIÊNCIA, Comercio, Cooperacion, ECONOMIA, Feira Internacional de Luanda.(FILDA), Outros, SOCIEDADE, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: