Sanções ilegais dos #EUA contra a #Venezuela afetam a vida no país.

#Venezuela #ONU #NicolasMaduro #EstadosUnidos #Sanciones #Covid-19 #SaludMundial #ElBloqueoEsReal #DonaldTrumpCulpable #Economia #DerechosHumanos #Colombia #IvanDuque #PoliticaExterior

COVID-19 no mundo: Venezuela criará um fundo com a OMS e OPAS para comprar vacinas.

#Venezuela #Covid-19 #Politica #OMS #OPS #ONU #SaludMundial

Retirado do CUBADEBATE .

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou que seu país busca “um acordo prático e efetivo” com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e a Organização Mundial da Saúde (OMS), para a criação de um fundo de 300 milhões de dólares. compra de vacinas contra COVID-19.

El mandatario destacó que su gobierno sostiene un "buen nivel de programación y coordinación" con el sistema de Naciones Unidas. Foto: Reuters.
Maduro destacou que seu governo mantém "um bom nível de programação e coordenação" com o sistema das Nações Unidas. “Estamos trabalhando com o plano alimentar mundial para fazer avançar novos programas. Também com a UNESCO no fortalecimento de nosso sistema educacional, cultural e patrimonial na Venezuela”, disse ele.

Segundo Maduro, o Executivo também mantém contactos permanentes com o Secretário-Geral da ONU, António Guterres, para tratar de questões nacionais e regionais. A esse respeito, afirmou: “Sabemos que as conexões com os diversos escritórios das Nações Unidas podem às vezes ser tensas devido à situação com a Venezuela, mas sempre buscamos o caminho da verdade e do diálogo”.

Na mesma linha, ele fez alusão ao encontro que teve anteriormente com a Relatora Especial para os Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), Alena Douha, para avaliar o impacto das sanções americanas sobre a população.

“Tivemos uma reunião de quase uma hora e meia com o Relator Especial sobre o tema das medidas coercivas unilaterais contra a Venezuela. Uma hora e meia de trabalho. Isso é precisamente parte do bom estado das relações entre o governo da Venezuela e todo o Sistema das Nações Unidas. Devemos continuar com essas tarefas ”, enfatizou Maduro.

(Com informações da Rússia hoje)

O que se pode esperar da América Latina, do Caribe e dos EUA em relação ao falso presidente Guaidó?

#Venezuela #PDVSA #COVID19 #AutoProclamadoGuaido #Pertopark #NicolasMaduro #AmericaLatina #EstadosUnidos #Elecciones #JoeBiden #Paraguay #ElBloqueoEsReal #Congreso

Juan Guaidó: um fracasso muito vantajoso? As razões por trás do longo apoio dos EUA, Colômbia, UE ..

#JuanGuaido #Venezuela #EstadosUnidos #UnionEuropea #Colombia #Brasil #GrupoDeLima #Autoproclamado #CITGO #Monomeros #IvanDuque #DonaldTrumpCulpable #Washington

Venezuela condena bloqueio de Guaidó de verbas para vacinas contra covid-19.

#Guaido #AutoproclamadoGuaido #DonaldTrumpCulpable #PresidenteNicolasMaduro #ElBloqueoEsReal #NoMasBloqueo #Solidaridad ~#ReinoUnido #RoboDeCapital #Covid-19 #InjerenciaDeEEUU #OMS #JorgeArreasa #Rusia #Cuba #China

Declarações do presidente Maduro após a posse de Biden.

#Venezuela #NicolasMaduro #EstadosUnidos #PoliticaExterior #DonaldTrumpCulpable #ForaTrump #NoMoreTrump #ElBloqueoEsReal #BloqueoNoSolidaridadSi

Tchau senhor Guaidó ..

#Venezuela #NicolasMaduro #AutoProclamadoGuaido #Washingtonn #EstadosUnidos #InjerenciaDeEEUU #FalsaDemocracia #UnionEuropea #ElBloqueoEsPeal #PCV

Por: Manuel Cabieses DonosoRedacción Razones de Cuba

Juan Guaidó Márquez, o ridículo manequim do ventríloquo de Washington, começa a evaporar no esquecimento. Mesmo assim, ele tem um lugar garantido na história universal da traição. Em 2019, ele se proclamou presidente da Venezuela e estava disposto a chefiar um governo fantoche se o país fosse ocupado pelos militares dos Estados Unidos.

Isso não aconteceu. O Pentágono temia perder milhares de soldados caso invadisse as terras de Bolívar. O império percebeu que o amor à pátria é a base granítica da identidade venezuelana e latino-americana.

Guaidó deveria ser grato porque sua traição não o tornou presidente de um governo fantoche. Ele teria sofrido o mesmo destino de outros traidores, como Pierre Laval, baleado em 1945 por ter servido como governante fantoche da França ocupada pelos nazistas.

Internet

No entanto, o dano causado por Guaidó e seus comparsas é enorme e paralisou o projeto socialista de Chávez. Bilhões de dólares em ativos venezuelanos foram apreendidos pelos Estados Unidos. O bloqueio e o boicote internacionais atrasaram o processo venezuelano. O país sofre com a escassez de alimentos e remédios, gasolina e gás, e sofre com a hiperinflação que despenca os salários a tal ponto que transforma a vida cotidiana em casa no inferno.

Desde 2015, a Assembleia Nacional tornou-se um reduto da conspiração e um instrumento mercenário dos Estados Unidos e da União Europeia (UE). O primeiro presidente da Assembleia, Henry Ramos Allup, do partido social-democrata Acción Democrática, anunciou em 2015 que em seis meses o presidente da República, Nicolás Maduro, seria deposto. Todos os esforços para conseguir isso foram malsucedidos.

Guaidó assumiu a presidência da Assembleia em janeiro de 2019 e levantou a aposta golpista com apoio aberto da América do Norte e Europa, um jovem deputado do partido Vontade Popular (VP), cujo líder é Leopoldo López, fugitivo da justiça graças à proteção diplomática da Espanha . Seis dias após assumir a presidência da Assembleia, Guaidó se autoproclamou presidente da República. Uma farsa indecente dos Estados Unidos, apoiada pela UE e por um punhado de governos caninos do Grupo Lima. Esta gangue de criminosos tentou de tudo para derrubar o governo do presidente Maduro, do assassinato ao golpe. Mas especialmente o boicote do plexo solar da economia, onde teve sucesso.

VENEZUELA-CRISIS-EU-GUAIDO-IGLESIAS • Semanario Universidad

A Venezuela, que teve uma receita de $ 56 bilhões em 2013, viu essa receita reduzida para $ 500 milhões em 2020. Suas contas bancárias congeladas em vários países tiveram quase $ 30 bilhões retidos. A empresa venezuelana Citgo com 8.000 postos nos Estados Unidos foi apreendida por Trump. As 31 toneladas de barras de ouro depositadas no Banco da Inglaterra representam outro US $ 1 bilhão apreendido. Apesar de todos esses golpes baixos, que atropelam as normas mais elementares do direito internacional, a Venezuela manteve conquistas sociais como educação e saúde públicas gratuitas e habitação social que é construída a uma taxa de mais de 1.000 todos os dias (1) .

Diante de uma profunda crise econômica e social – em que os erros de gestão do Estado, a corrupção e os excessos policiais, uma burocracia estúpida surda aos protestos do poder popular incipiente, a hiperinflação destrutiva de projetos individuais e coletivos, o mercado também teve impacto. negro, e o doloroso êxodo de mais de cinco milhões de venezuelanos – o Governo, porém, espera avançar. Politicamente, terá uma Assembleia Nacional na qual tem maioria absoluta. Mas a chave do futuro é a Lei Antibloqueio, que será o “grande eixo principal do processo de recuperação da renda nacional”, afirma o presidente Maduro.

“Os investidores norte-americanos – acrescenta – estão de portas abertas aqui para investir em petróleo, gás, petroquímica, telecomunicações, turismo, finanças, o que quiserem” (2).

A crise reverteu o processo de socialismo iniciado pelo presidente Hugo Chávez. O petróleo – a joia da coroa das imensas riquezas da Venezuela – torna-se uma promessa de troca para sair do atoleiro. Críticas duras emergiram das fileiras do chavismo. Elías Jaua, ex-vice-presidente, afirma: “Não por decisão do Governo, na Venezuela hoje existe um capitalismo selvagem” (3). O Partido Comunista da Venezuela (PCV) e grupos de esquerda têm sido muito críticos. No entanto, essa divergência não foi observada nas eleições parlamentares de 6 de dezembro. O PCV atingiu menos de 3%, enquanto o Grande Pólo Patriótico Simón Bolívar ”obteve 69,34%. O fato relevante, porém, foi a abstenção. Apenas 31% compareceram para votar. Isso mostra a perda de entusiasmo na participação popular. A oposição também não vai bem.A nova Assembleia Nacional será o prego final no caixão do projeto colonial de Washington.

Guaidó e sua turba foram derrotados, mas conseguiram um truque macabro. As agruras que eles incentivaram estão na origem da desaceleração – e provável eclipse – que sofrerá a Revolução Bolivariana e o sonho do socialismo do século XXI.

Mas a história continua … Hoje é sobre a defesa do direito soberano da Venezuela de decidir seu destino.

Retirado de CubaDebate

Donald Trump acusa o presidente Maduro de tráfico de drogas.

Mais uma vez, os Estados Unidos tentam tirar proveito de uma situação extrema como a que o mundo está passando, desta vez na Venezuela.

O governo da Venezuela denuncia o documento da #EEUU para intervir nas # eleições legislativas.

Fonte :  #MiCubaPorSiempre

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela leu uma declaração dos EUA. dirigido a diferentes países antes de 5 de janeiro, quando o ano parlamentar começa na Venezuela.

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, ofereceu uma conferência de imprensa na quinta-feira, na qual divulgou o conteúdo de uma nota diplomática enviada pelos Estados Unidos (EUA) a vários países como parte de sua agenda intervencionista contra o país. América do Sul

O documento foi chamado “O governo dos EUA. solicitar apoio para uma declaração sobre eleições justas da Assembléia Nacional da Venezuela. ”

Arreaza leu o texto que considera considerado uma violação flagrante da soberania e da vontade popular e democrática do povo venezuelano.

No texto, EUA Ele reconhece seu interesse em formar um governo de transição na Venezuela e ratifica sua disposição de manter medidas coercitivas unilaterais contra esse país para forçar a saída do legítimo presidente Nicolás Maduro.

“Eles insistem na mudança de governo para convocar eleições a seu critério, sob seus padrões e que na Venezuela não acontecerá porque o povo é soberano”, disse o ministro das Relações Exteriores da Venezuela.

Arreaza também explicou que os EUA “Ele quer atribuir os processos de diálogo, supostamente alcançados por meio de bloqueios e sanções econômicas”, no entanto, lembrou que o presidente Maduro foi “o primeiro a chamar o diálogo”.

“Este documento do império dos EUA é um absurdo que não faz sentido”, disse o ministro das Relações Exteriores da Venezuela e disse que não imagina “nenhum governo sério” assinando esse documento.

Papa Francisco chama # diálogo e autocontrole em uma convenção #World

O Papa Francisco pediu neste domingo “diálogo e autocontrole” nas relações internacionais antes do “terrível ar de tensão” que é respirado em diferentes partes do mundo, como alertou após a oração do domingo Angelus.

“Queridas irmãs e irmãos. Em muitas partes do mundo, é percebido um terrível ar de tensão. A guerra apenas leva à morte e destruição. Exorto todas as partes a manterem acesa a chama do diálogo e do autocontrole ”, afirmou na janela do Palácio Apostólico.

O pontífice exortou a comunidade internacional a “evitar a sombra da inimizade”, em um momento de crescente tensão, especialmente entre os Estados Unidos e o Irã, embora ele não tenha mencionado esse caso específico em seu apelo à pacificação.

Após seu breve discurso, Francisco pediu para orar em silêncio por alguns momentos para esse fim, às centenas de fiéis que o ouviam da Praça de São Pedro.

O papa foi informado e segue com preocupação a escalada de tensão entre os Estados Unidos e o Irã, alimentada após a operação americana que matou o poderoso general iraniano Qasem Soleimaní no Iraque.

No sábado, ele publicou um novo pedido de paz em seu perfil oficial do Twitter em nove idiomas, incluindo inglês e árabe.

“Precisamos acreditar que o outro tem a mesma necessidade de paz. A paz não é alcançada se não for esperada. Peçamos ao Senhor o presente da paz! ”Ele escreveu.

O núncio no Irã, monsenhor Leo Boccardi, informou o papa sobre esses eventos e afirmou que está “apreensivo” após a situação, segundo o portal de notícias da Santa Sé.

O diplomata pontifício salientou que a posição do Vaticano é um chamado para “diminuir a tensão, convocar todos para a negociação e acreditar no diálogo ciente de que, como a história sempre mostrou, guerra e armas não são a solução” .

Por sua parte, o bispo auxiliar de Bagdá, Shlemon Warduni, pediu ao mundo que orasse pela paz nesses momentos “críticos, muito difíceis”, criados “apenas por interesses pessoais”.

Questionado sobre como a comunidade cristã está vivendo agora, ele disse que “todo mundo tem medo de ir à guerra”, algo que seria “uma coisa tremenda”.

O patriarca da Igreja Católica Chaldean, presente no Oriente Médio, Louis Raphael Sako, diz que os iraquianos estão “impressionados” com os últimos acontecimentos e temem que seu país se torne um campo de batalha novamente.

“Em circunstâncias tão críticas e tensas, é aconselhável realizar uma reunião na qual todas as partes interessadas se sentem à mesa para manter um diálogo civil e razoável e salvar o Iraque de conseqüências imprevisíveis”, diz ele.