CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI

Conheça o verdadeiro #Otaola, uma fotografia diz tudo.#GuerreroCubano

Categories: # Cuba, #Cuba #CIA, A Força-Tarefa da Internet para Cuba do Departamento de Estado, A força-tarefa e a guerra na internet contra Cuba, ações subversivas, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Acciones contra Cuba, fake news, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Redes sociais, Subversão contra Cuba, Subversión | Deixe um comentário

O que aconteceu ao Maykel Obsorbo? Onde é que a La Diosa obteve as NOTÍCIAS FAKE sobre a vacina?#GuerreroCubano

Categories: # Cuba, ações subversivas, Acciones contra Cuba, fake news, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, Cuba, fake news, Los artistas del Imperio, Manipulacion Politica, MIAMI, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Politica agressiva contra Cuba, Redes sociais, Subversão contra Cuba, Subversión | Deixe um comentário

Os criminosos do bando de San Isidro cometem crimes graves, foram longe demais.#GuerreroCubano

Categories: ações subversivas, Acciones contra Cuba, fake news, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, Cuba, fake news, Fake news, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Redes sociais, Subversão contra Cuba, Subversión | Deixe um comentário

#Cuba e o álibi #Humanitário .

Por Iroel Sánchez

O capitalismo transforma tudo o que toca em mercadoria, mesmo o risco de morte. Isto foi o que aconteceu com as greves de fome.

Os nacionalistas irlandeses fizeram do jejum voluntário uma arma de luta contra o domínio britânico, um exemplo a que o líder comunista cubano Julio Antonio Mella recorreu no seu confronto com a ditadura pró-americana de Gerardo Machado. Mella, cuja mãe era irlandesa, tinha tomado como exemplo forte o presidente da câmara da cidade sul-irlandesa de Cork, Terence MacSwiney, que morreu num jejum voluntário em 1920, depois de ter sido condenado à prisão por conspirar a favor da independência. Mas o que em tempos foi um método de anti-colonialismo e de lutas populares e anti-imperialistas tornou-se, graças ao controlo imperial sobre os meios de comunicação, uma ferramenta de propaganda fraudulenta para, como álibi humanitário, prejudicar a imagem de governos que não são do agrado dos dominadores deste mundo.

5 Times Madeleine Albright Was the Coolest | US News

Assim, lemos que o combatente anticolonialista e combatente dos humildes que é o Sr. Luis Almagro declara apoio ao seu colega, como ele um funcionário do governo dos EUA, que afirma estar em greve de fome enquanto a televisão cubana lhe mostra clandestinamente a receber abundante quantidade de alimentos. Almagro, que sabe que os seus patrões são os pais do Terrorismo de Estado em todo o planeta, fala do “Terrorismo de Estado” do seu colega pelo governo cubano, coincidentemente na véspera da publicação de um relatório do Departamento de Estado acusando Cuba de tortura e execuções extrajudiciais sem qualquer prova, enquanto apoia aqueles que disparam nos olhos de jovens chilenos e assassinam combatentes sociais na Colômbia com uma frequência assustadora. Que isto seja feito pelo governo cujo Presidente foi o segundo no comando de um executivo que manteve aberta uma prisão sem lei em Guantánamo, inaugurou assassinatos à distância por zangões, exercendo simultaneamente a função de tribunal e carrasco, e cujo Secretário de Estado, a rir, disse “Fui, vi e ele morreu” ao saber do desmembramento do líder líbio Muammar Gaddafi, é um detalhe menor, digno de aparecer como nota de rodapé na Enciclopédia Universal da Infâmia.

Semanas antes, outra “greve da fome”, na qual o encarregado de negócios da embaixada dos EUA em Havana servia como motorista e titereiro, exigia a liberdade de alguém que orgulhosamente proclama pertencer aos “Lobos Solitários”, uma organização que desde Miami financiou actos terroristas em Cuba contra escolas e outras instalações sociais. Agora sabemos que esses “grevistas”, longe de pôr em perigo as suas vidas, estavam apenas a aumentar a espessura dos seus bolsos. Um contrato de mil dólares por mês para o seu líder, do Instituto Nacional Democrático, que é gerido com dinheiro federal americano pelo falcão Madeleine Albrigt, também veio à luz pública na televisão cubana, mas a imprensa que afirma ser livre e independente não pode abordar a questão. Nem se podem referir às duas questões que unem os cubanos hoje em dia: a exigência de que a nova administração americana elimine o bloqueio económico juntamente com as mais de 240 medidas com que o governo de Donald Trump o apertou, e o orgulho no desenvolvimento de cinco candidatos a vacina contra a Covid-19.

Madeleine Albright: causante de genocidio, pero sin cargos de conciencia |  Cubadebate

A construção de um álibi humanitário para justificar uma intervenção militar, exigida ruidosamente por outro dos falsos grevistas de Havana em Novembro passado, tem uma amarga memória na administração da Sra. Albright. Foi ela, da administração democrática de Bill Clinton, a Secretária de Estado que justificou com manipulações e mentiras o extenso bombardeamento da Jugoslávia pela NATO que custou milhares de vidas civis e visou alvos tão criminosos como hospitais, estações de televisão e embaixadas. Ao leme da santa aliança atlântica estava outro militante democrata, mais precisamente um social-democrata, o espanhol Javier Solana, que no seu papel de chanceler ibérico foi parteira de uma operação de guerra cultural contra Cuba ao criar e financiar, juntamente com a Fundação Sociedade Aberta, a Fundação Nacional para a Democracia e a Fundação Ford, a agora extinta revista Encuentro de la cultura cubana.

Agora, em Cuba, em nome da cultura e às portas do Ministério do mesmo nome, tentaram defender os contratantes de Albrigth e dos “Lobos Solitários”, e a “imprensa livre” esconde as cordas no palco dos seus leitores. Não é por acaso que os herdeiros de Solana e do Encuentro de la cultura cubana, que sob os auspícios da Open Society e do governo norueguês do social-democrata Jens Stoltenberg, actual Secretário-Geral da NATO, fizeram parte do também defunto “laboratório de ideias” Cuba Posible, se destacaram nesta tarefa. Com uma Articulação Plebeiana fugaz, procuraram transformar a farsa de San Isidro numa revolução de veludo e dar à luz um remake extemporâneo da Carta dos 77, no melhor estilo da Checoslováquia, a pátria da Sra. Albrigth. No entanto, neste país, o humanitarismo não é um álibi. Apesar das deficiências, bloqueios e desafios, uma realidade palpável atesta-o: está nos milhares de cubanos salvos da Covid-19 por uma taxa de letalidade várias vezes inferior à do país que financia os falsos grevistas da fome, nos milhares de médicos que viajaram para outras terras para oferecer o seu trabalho solidário, nos cientistas que roubam horas e horas de descanso para derrotar a pandemia e a guerra económica. Essa guerra que os falsos grevistas da fome dizem não existe, mas – em nome dos direitos humanos – pedem que seja intensificada ainda mais.

Categories: #Estados Unidos, #Luis Almagro, #OEA,Luis Almagro, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, ações subversivas, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Derechos Humanos, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Subversão contra Cuba, Subversión | Deixe um comentário

O que deve ser um jovem comunista.

Por: Ernesto Guevara  Redacción Razones de Cuba

A Liga dos Jovens Comunistas tem de se definir com uma única palavra: vanguarda. Vós, camaradas, deveis ser a vanguarda de todos os movimentos. O primeiro a estar pronto para fazer os sacrifícios que a Revolução exige, qualquer que seja a natureza desses sacrifícios. O primeiro a trabalhar. O primeiro a estudar. O primeiro a defender o país.

Creio que a primeira coisa que deve caracterizar um jovem comunista é a honra que ele sente por ser um jovem comunista. Essa honra que o leva a mostrar perante todo o mundo que é um jovem comunista, que não o torna subterrâneo, que não o reduz a fórmulas, mas que o exprime a cada momento, que sai do seu espírito, que está interessado em mostrá-lo porque é o seu símbolo de orgulho.

Além disso, um grande sentido do dever para com a sociedade que estamos a construir, com os nossos semelhantes e com todos os homens e mulheres do mundo.

Isso é algo que deveria caracterizar o jovem comunista. Além disso, uma grande sensibilidade perante a injustiça; um espírito inconformista sempre que algo está errado, não importa quem o tenha dito. Questionar tudo o que não é compreendido; discutir e pedir esclarecimentos sobre o que não é claro; declarar guerra ao formalismo, a todos os tipos de formalismo. Estar sempre aberto para receber novas experiências, para compor a grande experiência da humanidade, que há anos avança para o caminho do socialismo, para as condições concretas do nosso país, para as realidades que existem em Cuba: e para pensar – cada um e cada um de nós – como mudar a realidade, como melhorá-la.

O jovem comunista deve ter sempre como objectivo ser o primeiro em tudo, lutar para ser o primeiro, e sentir-se incomodado se em algo ocupa outro lugar. Lutar para melhorar, para ser o primeiro. É claro que nem todos podem ser os primeiros, mas ele pode estar entre os primeiros, no grupo de vanguarda. Ser um exemplo vivo, ser o espelho onde os camaradas que não pertencem à juventude comunista podem olhar para si próprios, ser o exemplo onde homens e mulheres mais velhos que perderam um certo entusiasmo juvenil, que perderam a fé na vida e que reagem sempre bem ao estímulo de um exemplo podem olhar para si próprios. Esta é outra tarefa dos jovens comunistas.

Juntamente com isso, um grande espírito de sacrifício, um espírito de sacrifício não só para viagens heróicas, mas para cada momento. Sacrificar-se para ajudar o seu camarada em pequenas tarefas, para que possa fazer o seu trabalho, para que possa cumprir o seu dever na escola, nos seus estudos, para que possa melhorar a si próprio de qualquer forma. Estar sempre atento a toda a massa de pessoas que o rodeiam.

Ou seja: a cada jovem comunista é pedido que seja essencialmente humano, que seja tão humano que se aproxime do melhor do que é humano, que purifique o melhor do homem através do trabalho, do estudo, do exercício da solidariedade contínua.
desenvolver a sua sensibilidade ao ponto de se sentir angustiado quando um homem é assassinado em qualquer parte do mundo e de se sentir entusiasmado quando algures no mundo é hasteada uma nova bandeira da liberdade.

O jovem comunista não pode ser limitado pelas fronteiras de um território: o jovem comunista deve praticar o internacionalismo proletário e senti-lo como se fosse seu. Para recordar, como nós aspirantes a comunistas aqui em Cuba devemos recordar, que somos um exemplo real e palpável para toda a nossa América, e ainda mais para a nossa América, para outros países do mundo que também lutam noutros continentes pela sua liberdade, contra o colonialismo, contra o neocolonialismo, contra o imperialismo, contra todas as formas de opressão dos sistemas injustos; lembrar sempre que somos uma tocha ardente, que somos todos o mesmo espelho que cada um de nós individualmente é para o povo de Cuba, e somos esse espelho para os povos da América, os povos do mundo oprimido que lutam pela sua liberdade, para olhar para dentro. E devemos ser dignos desse exemplo. Em qualquer altura e em qualquer momento devemos ser dignos desse exemplo.

É isso que pensamos que um jovem comunista deve ser. E se nos dizem que somos quase românticos, que somos idealistas inveterados, que pensamos em coisas impossíveis, e que não é possível fazer com que a massa de um povo se torne quase um arquétipo humano, temos de responder, uma e mil vezes, que sim, é possível, que temos razão, que todo o povo pode avançar, que podem liquidar a mesquinhez humana (…); para nos aperfeiçoarmos como todos nós nos aperfeiçoamos dia após dia, liquidando intransigentemente todos aqueles que ficam para trás, que não são capazes de marchar ao ritmo que a Revolução Cubana está a marchar .

Categories: # América Latina, # Cuba, #Cuba #CIA, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Estados Unidos, A Força-Tarefa da Internet para Cuba do Departamento de Estado, A força-tarefa e a guerra na internet contra Cuba, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, CONTRA REVOLUÇÃO EM CUBA, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Contra-revolução cubana, ernesto che guevara, Fidel, el ejemplo imperecedero de Maceo y Che,, HEROES Y MARTIRES, Revolução Cubana sobrevive a todas as agressões, Revolução Cubana, | Deixe um comentário

Denunciada operação financiada pelos #EUA, visando crianças em #Cuba.

Por Redacción Razones de Cuba

De acordo com o programa noticioso estelar, o contra-revolucionário Luis Manuel Otero Alcántara, conhecido por fingir uma greve de fome como parte da farsa de San Isidro e denegrir símbolos patrióticos, pretendia levar a cabo uma actividade subversiva no próximo domingo.

Tal evento coincidiria com as celebrações no território da ilha do 60º aniversário da fundação da Organização dos Pioneiros José Martí, que agrupa crianças até aos 15 anos de idade, uma data importante para Cuba.

O relatório dizia que Otero Alcantara criou uma exposição no bairro de Havana de San Isidro, para a qual as crianças seriam convidadas.

As imagens seriam de doces, e aí ele explicaria às crianças que não os podiam comer por causa da má gestão do governo; depois, ‘por magia’, os doces apareceriam e ele distribuí-los-ia, os meios de comunicação social indicaram.

A fonte salientou que este indivíduo, que alegou não receber fundos ou encomendas do estrangeiro, tem um contrato com o Instituto Nacional Democrático dos Estados Unidos, um subcontratante de organizações com um historial de garantia de fundos para a subversão em Cuba.

Esta agência é uma espécie de grupo de reflexão para certos sectores da política de Washington e, desde os anos 90, tem tentado influenciar a sociedade cubana, de acordo com o material.

De acordo com o material, o Instituto concordou com uma assistência financeira com Otero Alcantara de até 1.000 dólares por mês para realizar actividades entre 2 de Janeiro de 2021 e 4 de Janeiro de 2022.

A televisão também mostrou a relação entre o mercenário Otero Alcántara e Carla Josefina Velázquez, directora do Programa de Participação Cidadã do referido Instituto, através de um áudio no qual ela lhe dá indicações e lhe assegura: “Eu dirijo-vos”.

Além disso, o programa noticioso recordou como no topo da organização está Madeleine Albright, que foi Secretária de Estado durante o segundo mandato de Bill Clinton, um período de intensa actividade contra Cuba.

Segundo fontes oficiais, a ilha é alvo de um golpe suave e, neste contexto, os contra-revolucionários estão a promover planos para gerar um confronto entre a população e o governo.

De acordo com dados públicos, nas últimas duas décadas Washington gastou cerca de 250 milhões de dólares em programas de agressão contra Cuba.

Extraído de Prensa Latina e Canal Caribe

Categories: #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, ações subversivas, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, fake news, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, MIAMI, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Subversão contra Cuba, Subversión | Deixe um comentário

#Eliecer faz confissões misteriosas. Outra notícia falsa de #Otaola exposta . #GuerreroCubano

Categories: ações subversivas, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Redes sociais, Subversão contra Cuba, Subversión | Deixe um comentário

#Yomil terminado com #Otaola. Graças aos amigos de #Cuba por essas manifestações sinceras Vs o #Bloqueio.#GuerreroCubano

Categories: # yo voto vs bloqueo, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #solidaridadvs bloqueo, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, bloqueio econômico, BLOQUEIO VS CUBA, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, CubavsBloqueo, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo, Manipulação Política, Organização dos Estados Americanos (OEA), Venezuela, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI, Redes sociais, Trump procura reforçar o bloqueio | Deixe um comentário

Muito sério! #Otaola compara os opositores em #Cuba a uma vaca.#GuerreroCubano

Categories: # Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA REVOLUÇÃO EM CUBA, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Contra-revolução cubana, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Manipulação Política, Organização dos Estados Americanos (OEA), Venezuela, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI, Redes sociais | Deixe um comentário

O Presidente #Biden enfrenta a pressão sobre #Cuba .

Por Redacción Razones de Cuba

O Presidente dos EUA Joe Biden enfrenta hoje pressões para definir a sua política em Cuba, relata The Hill.
A Casa Branca dá poucas pistas sobre como irá abordar a sua política com o país das Caraíbas, num cenário em que existem considerações políticas opostas, incluindo as de um trio de republicanos do Senado que procuram impedir Biden de retirar Cuba da lista de patrocinadores estatais do terrorismo.

EE.UU. ofrece el TPS a birmanos por golpe de Estado | El Mundo | DW |  13.03.2021

Apesar de ter prometido, durante a sua campanha presidencial, restabelecer os laços com a maior das Antilhas, o presidente ainda não definiu como irá abordar a questão, apesar de vários democratas defenderem uma política mais aberta, salientando os potenciais benefícios para os antigos adversários da Guerra Fria, relata The Hill.

Alguns, como Geoff Thale, presidente do Gabinete de Washington para a América Latina, acreditam que na aproximação os americanos podem ser os melhores embaixadores de todos aqueles valores que os republicanos estão a utilizar para manter o bloqueio.

Marco Rubio y Bob Menéndez impiden que Roberta Jacobson sea Embajadora en  México | cubanaycatracha

Uma mudança na política de Cuba não está actualmente entre as principais prioridades do Presidente Biden, disse a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, num briefing realizado no início deste mês.

Mas para muitos legisladores, o tempo é essencial, incluindo o Deputado Jim McGovern (D-Mass.), que defende um regresso às acções iniciadas durante a administração Obama.

“Não cometamos o erro de nos movermos lenta e progressivamente. Precisamos de agir agora”, disse o legislador.

Por outro lado, à oposição dos senadores republicanos Ted Cruz (Texas) e Marcos Rubio (Florida) junta-se Robert Menendez (D-New Jersey), presidente da Comissão de Relações Externas do Senado, que há muito se opõe a qualquer mudança na dura posição de Washington em relação a Cuba.

Fulton Armstrong, professor na Universidade Americana e antigo director de Assuntos Interamericanos no Conselho de Segurança Nacional (CNS), acredita que é a posição destes legisladores que é a razão pela qual a administração Biden não pode esperar para estabelecer a sua política para Cuba.

A Casa Branca e o seu Departamento de Estado devem assumir a liderança e não deixar a política de Cuba nas mãos desse sector. Se há uma coisa que os cães políticos de ferro-velho sabem fazer, é encher os aspiradores de liderança”, disse ele.

As sanções unilaterais quase nunca funcionam, e falharam miseravelmente em Cuba’, disse o Senador Patrick Leahy (D-Vt.) numa declaração recente, na qual culpou a administração Trump por fazer recuar as políticas de Obama ‘a favor dos eleitores da Florida’.

A América pode envolver-se activamente ou ver os nossos concorrentes preencher o vácuo, como já estão a fazer, Leahy avisou.

Extraído de Prensa Latina

Categories: # Cuba, #Bob Menéndez e #Marco Rubio, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, #Marco Rubio e #Bob Menendez ., Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, joe biden, Ley Helms Burton, MIAMI, Washington | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

<span>%d</span> bloggers like this: