Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela

#GrupoPuebla denuncia ações contra #Cuba, #Venezuela e #Nicarágua

Autor: Ana Laura Palomino | internacionales@granma.cu

Um apelo para defender Cuba, Venezuela e Nicarágua das agressões e ingerências de potências ou terceiros Estados, fez do Grupo de Puebla, uma aliança progressista composta por personalidades de 17 nações.

Como parte de um manifesto progressista, publicado em seu site no dia 10 de fevereiro, a organização denuncia que “vários dos países da região têm sido objeto de ações que visam a desestabilização através da imposição de bloqueios, sanções econômicas e políticas. Leis unilaterais contrárias ao direito internacional ”.

“Esse tipo de posições anacrônicas e desatualizadas são ainda mais graves no contexto da crise de saúde porque afetam o acesso a insumos, medicamentos e meios de conter a pandemia”, acrescentam no documento, composto por 33 pontos entre os quais o número 10 visa enfrentar a interferência.

MANIFESTO PROGRESSIVO DO GRUPO PUEBLA

| Apresentamos este manifesto como o ponto de partida de um processo de construção coletiva de um projeto político alternativo para a América Latina e o Caribe.

O Manifesto também denuncia os efeitos sociais do modelo neoliberal apoiado no financiamento do capital, no qual se promovem a extrema desigualdade e a precariedade do mercado de trabalho, o Estado de bem-estar e a democracia são enfraquecidos, os direitos sociais são prejudicados e o meio ambiente e tende a levar a crises econômicas recorrentes.

“Seu esgotamento e conseqüente crise econômica e social gerou um crescimento da extrema direita em várias latitudes, o que coloca em risco as democracias, mesmo em países com significativa trajetória democrática. Este modelo incompatível com a vida deve ser substituído por outro que reivindica solidariedade, justiça e formas substantivas de democracia. É urgente uma nova direção para os povos da América Latina, Caribe e Ibero-América ”, declaram.

Recentemente, esta organização, na qual se destaca a participação de vários presidentes e ex-presidentes do continente, exigiu o acesso universal, gratuito e imediato às vacinas contra a COVID-19 em setores com menos recursos econômicos.

O Grupo Puebla considerou “estas posições como ataques aos segmentos mais vulneráveis ​​de nossos povos, mas também como uma ameaça ao processo de integração. O progressismo promove soluções alinhadas com a resolução pacífica dos conflitos, a não intervenção e o apoio a soluções democráticas, pacíficas e negociadas.

O Manifesto também denuncia os efeitos sociais do modelo neoliberal apoiado no financiamento do capital, no qual se promovem a extrema desigualdade e a precariedade do mercado de trabalho, o Estado de bem-estar e a democracia são enfraquecidos, os direitos sociais são prejudicados e o meio ambiente e tende a levar a crises econômicas recorrentes.

“Seu esgotamento e conseqüente crise econômica e social gerou um crescimento da extrema direita em várias latitudes, o que coloca em risco as democracias, mesmo em países com significativa trajetória democrática. Este modelo incompatível com a vida deve ser substituído por outro que reivindica solidariedade, justiça e formas substantivas de democracia. É urgente uma nova direção para os povos da América Latina, Caribe e Ibero-América ”, declaram.

Recentemente, esta organização, na qual se destaca a participação de vários presidentes e ex-presidentes do continente, exigiu o acesso universal, gratuito e imediato às vacinas contra a COVID-19 em setores com menos recursos econômicos.

Categories: # Cuba, # Venezuela, #Argentina, #Brasil, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Nicaragua, #salud, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Coronavirus, CoronaVirus, Política, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Grupo de Lima, Injerencia De EEUU, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Partido dos Trabalhadores no Brasil., Profesionales e la Salud | Deixe um comentário

Moscou não acredita em lágrimas.

Por Arthur González

Os Estados Unidos e seus aliados europeus esquecem que Moscou não acredita nas lágrimas de quem clama por sua resposta, como na provocação tecida no caso do blogueiro pró-ianque Alexei Navalni, cópia do método usado contra a Venezuela com Juan El Títere Guaidó.

A fabricação de Navalni é um sinal do desespero que o Ocidente tem para desestabilizar o governo Vladimir Putin e, neste contexto, obrigar a República Alemã a quebrar o contrato para a construção do gasoduto, ao qual os Estados Unidos se opuseram desde o início.

Um exemplo da estratégia desenhada para aumentar as sanções europeias contra a Rússia e reforçar a imagem de um “regime repressivo” que pretendem fabricar, foi a recente visita ao Kremlin de Josep Borrell, Alto Representante da União para os Negócios Estrangeiros, a fim de solicitar a libertação do blogueiro da oposição, em franca e inaceitável interferência nos assuntos internos da Rússia, o que nenhum país europeu permitiria a Moscou, caso solicitasse algo semelhante.

Internet

Prova de que o interesse pretendido é perturbar a ordem interna russa, foi a participação da embaixada ianque e de oficiais da CIA, no estímulo às marchas de protesto, instigando os jovens a deixarem suas casas para exigir a libertação do oponente, financiada com Dólares americanos, bem como a participação de diplomatas da Polônia, Alemanha e Suécia nas reuniões ilegais de 23 de janeiro realizadas em Moscou e São Petersburgo, ações inaceitáveis ​​e incompatíveis com o status diplomático, em total violação da Convenção de Viena de 1961 .

Essas ações intervencionistas são comuns entre diplomatas americanos e europeus em Cuba, onde se encontram com os contra-revolucionários para orientar, fornecer e dar-lhes apoio político.

Moscovo, face a esta provocação, decidiu expulsar imediatamente vários diplomatas, lembrando aos europeus que não haverá concessões de princípios, nem serão toleradas ingerências nos seus assuntos internos, como prova de que as sanções e os meios de comunicação mostram construídos a favor da imprensa. Ocidental, isso não os assusta e a Rússia tem que ser respeitada.

O duplo padrão da posição europeia está na diferença de respostas entre a prisão de Julián Assange, pelas autoridades britânicas, e Navalni, já que o jornalista australiano sofre todo tipo de arbitrariedade jurídica, está confinado a uma cela de isolamento apesar de sua saúde precária , a espionagem sofrida durante seu asilo na embaixada do Equador em Londres e a possibilidade de ser extraditado para os Estados Unidos, onde a morte o espera.

Por que a União Europeia não exige a libertação de Assange, como faz com o adversário russo? Quando Borrell visitará Londres para tratar deste assunto que exige uma intervenção rápida, devido à saúde delicada do detido?

Onde estão os diplomatas europeus que não pressionam o Reino Unido para exigir sua libertação rápida?

Com sinceridade e coragem, o chanceler russo, Sergey Lavrov, lembrou a Borrell que antes de meter o nariz em Moscou, ele deveria lidar com os prisioneiros da independência catalã, acusados ​​de sedição na Espanha, por apenas organizarem um referendo, a fim de alcançar o antigo luta pela independência da Catalunha e apesar do facto de os tribunais da Alemanha e da Bélgica terem decidido contra as suas sanções, a justiça espanhola recusa-se a libertá-los.

Em uma tentativa fracassada de pressionar a Rússia, Borrell lembrou a Lavrov que a UE é o primeiro parceiro comercial da Rússia, embora para suavizar a chantagem, ele acrescentou que, apesar das grandes diferenças, há muitas questões nas quais eles podem trabalhar juntos. e Moscou está em baixa, omitindo que a responsabilidade recai exclusivamente sobre aqueles que se opõem a reconhecer a independência política da Rússia e aspiram submetê-la por meio de sanções econômicas, no melhor estilo ianque.

É claro que a pressão contra a Rússia não está ligada aos partidos Republicano ou Democrata, é um ódio visceral ao seu sistema político, que Washington jamais tolerará e isso é indicado pelas declarações mais recentes do governo Biden, nas quais criticou duramente a repressão na Rússia e apontou diretamente para o presidente Vladimir Putin:

“O tempo em que os Estados Unidos se submeteram aos atos agressivos da Rússia … acabou e o governo lutará contra o desejo da Rússia de enfraquecer nossa democracia.”

A mesma retórica imperial e ameaçadora de sempre.

No entanto, nem Washington nem Bruxelas condenam Paris pela repressão selvagem e prisão de trabalhadores em coletes amarelos, que protestam há mais de um ano por melhorias em seu padrão de vida.

Borrell também não mencionou as atuais repressões policiais e a prisão daqueles que, no dia 30 de dezembro, participaram de uma das habituais manifestações ao lado da casa do segundo vice-presidente do Governo, Pablo Iglesias, e da ministra da Igualdade, Irene Montero .

Tudo sugere que os ianques e os europeus aplicam o princípio “Faça o que eu digo, mas não o que eu faço”.

Talvez com a intenção de sublinhar os pontos de contacto que ainda existem entre a União Europeia e a Rússia e terminar a sua visita em tom menos tenso, Josep Borrell pediu publicamente aos Estados Unidos que retirassem Cuba da lista dos patrocinadores do terrorismo, embora isto não era o verdadeiro objetivo de suas conversas com Lavrov.

José Martí foi sábio ao afirmar:

“Superar as intrigas é superar as cobras.”

Categories: # Cuba, # Venezuela, #Al Qaeda, Associated Press, #CIA, #cuba, #EEUU, estados unidos, MSNBC, NBC,#Reino Unido, #Rusia, Universidad de Lincoln, William Arkin, #CIA, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Injerencia De EEUU, REINO UNIDO, RUSIA, RUSSIA, UNION EUROPEA | Deixe um comentário

Notícias da América Latina e do mundo.

Categories: # Cuba, # Venezuela, #Brasil, #Brasil, Corrupción, #Jair Bolsonaro, #Caracas, Golpe de Estado, Militar,#Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, #colaboracion medica cubana, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #Francia, #Nicolás Maduro, #Nicolás Maduro Moros, #salud, #Uruguai, Colombia, España, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Guaidó nomeia "embaixadores" ilegais, Guaidó, um "presidente" sem território, Guatemala, Guatemala, Guiana, Honduras, Panamá, Paraguai, Peru e Santa Lúcia, India, Injerencia De EEUU, PALESTINA, Profesionales e la Salud, REINO UNIDO | Deixe um comentário

Agenda aberta .

Categories: # Argentina, #Canadá, #Caracas, #Colombia, Grupo de Lima, #Jorge Arreaza, #Perú, #venezuela, # Venezuela, # yo voto vs bloqueo, #Al Qaeda, Associated Press, #CIA, #cuba, #EEUU, estados unidos, MSNBC, NBC,#Reino Unido, #Rusia, Universidad de Lincoln, William Arkin, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #America Latina, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados UnidosGrupo de LimaPalacio de Miraflores, #EstadosUnidos, #FalsosAtaquesAcústicos, Cuba, diplomáticos estadounidenses, Estados Unidos, #Salud en Cuba, #solidaridadvs bloqueo, #Trump, @Trump, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, antilatinoamericana agenda geopolítica belicista e Donad Trump alinhados, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, bloqueo, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, confrontar Donald Trump da câmara baixa, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Marco Rubio, Mario Díaz-Balart, Relaciones bilaterales., CubavsBloqueo, Donald Trump liderou um golpe de estado na nação bolivariana, Donald Trump, Estados Unidos, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, EUA avalia retornar a Cuba para lista de estados patrocinadores do terrorismo, FORA TRUMP, Injerencia De EEUU, La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

Por que os EUA estão preocupados com a recente lei aprovada na Nicarágua?

Autor: Elson Concepción Pérez | internet@granma.cu

Poucos dias depois de o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, pisar na poeira e deixar a Casa Branca para trás de Donald Trump, ele ousou exigir que o presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, “mudasse de rumo” em seu país, e afirmou que “Washington não tolerará ameaças à democracia na Nicarágua.”

Esse homem parece esquecer os anos em que a Frente Sandinista e o Comandante Ortega lutaram com armas, até derrotar a ditadura de Anastasio Somoza, e depois, a dura batalha para fazer daquela nação centro-americana um exemplo de independência, com planos sociais que Eles promoveram não apenas o desenvolvimento econômico, mas levaram o país a excelentes taxas de saúde, educação e emprego.

Coronavirus: dónde está Daniel Ortega, el líder de Nicaragua que no aparece  en público - LA NACION

Pompeo poderia dedicar suas “preocupações” a encontrar uma solução para o sistema que representa, doente com metástases e com programa de saúde em coma.

Outros atores americanos atacaram a Nicarágua, como o congressista Albio Sires, que pediu uma “resposta internacional unificada” contra o governo nicaraguense.

Poucos dias antes das ameaças de Pompeo e do pedido do deputado Senhores, o Secretário-Geral da OEA, Luis Almagro, inspirou a campanha de denúncias contra a nação sandinista, chegando a exigir que o Presidente Ortega revogasse a lei recentemente aprovada democraticamente naquele país, com o título de Lei de Defesa dos Direitos dos Povos à Independência, Soberania e Autodeterminação para a Paz.

Especificamente, trata-se de exigir que a Nicarágua renuncie à sua soberania e permita que grupos pagos pelos Estados Unidos e apoiados pela OEA assumam o poder na nação sandinista.

Após o primeiro pronunciamento de Almagro, o embaixador do governo Trump junto à OEA, Carlos Trujillo, “deu todo o apoio de seu governo” à demanda contra Manágua.

A lei que “irritou” Pompeo, Almagro e outros personagens da mesma categoria, foi aprovada pela maioria dos membros da Assembleia Nacional daquele país, e se pronuncia para desqualificar aqueles que “ferem os interesses de supremo da nação, contemplado no ordenamento jurídico.

Daniel Ortega - Noticias, reportajes, vídeos y fotografías - Libertad  Digital

Segundo a Prensa Latina, a legislação, em seu artigo 1º, determina que “os nicaragüenses que liderarem ou financiarem um golpe de Estado, que alterarem a ordem constitucional, perderão o direito político de serem eleitos”.

Da mesma forma, essas limitações terão aquelas que “promovem ou encorajam atos terroristas, que realizam atos que minam a independência, a soberania e a autodeterminação, que incitam a ingerência estrangeira nos assuntos internos”.

Outros sujeitos aos quais o novo corpo jurídico poderá ser aplicado serão aqueles que “solicitarem intervenções militares, e se organizarem com financiamento de potências estrangeiras para realizar atos de terrorismo e desestabilização”.

Por fim, cita, entre os desqualificados, aqueles que “propõem e administram bloqueios de operações econômicas, comerciais e financeiras contra o país e suas instituições, aqueles que exigem, exaltam e aplaudem a imposição de sanções contra o Estado da Nicarágua e seus cidadãos ».

Luis Almagro, el candidato de Pompeo

Almagro, em seu ego servil ao império, encerrou sua declaração dirigida ao presidente da Nicarágua com uma oferta que caracteriza o próprio coração da instituição e de seu chefe: “a OEA está preparada para aconselhar sobre a realização de eleições livres, justas e transparentes”. .

Almagro parece pensar que na região o plano de golpe que a própria OEA, e ele pessoalmente engendrou, contra o governo de Evo Morales e as massas na Bolívia, que causou mortes e feridos e declínio econômico e social para aquela nação que viveu seus melhores anos.

Categories: "Liberdade", "democracia", "racismo" e "direitos humanos", #China#EEUU#Iran#Nicaragua.barco hospital naval Arca de la Paz, #Daniel Ortega Saavedra, #Nicaragua, #USAID, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Nicaragua, #OEA, #OEA,Luis Almagro, CIA, CIA Mike Pompeo, Comunidad de Estados Latinoamericanos y Caribeños (CELAC), Cuba, Organización de Estados Americanos (OEA), Dança de máscaras na OEA, Donald Trump liderou um golpe de estado na nação bolivariana, Donald Trump, Estados Unidos, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, expulsou da aliança o Secretário Geral da OEA, FORA TRUMP, Injerencia De EEUU, Luis Almagro, Nicarágua, Organização dos Estados Americanos (OEA), Nicaragua, Organizacion e Estados Americanos (OEA), relações bilaterais, o governo Donald Trump, Secretário-Geral da OEA,, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

Série de estreia … OS DESPRECIÁVEIS (Capítulo I)

Categories: #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados UnidosGrupo de LimaPalacio de Miraflores, #EstadosUnidos, #FalsosAtaquesAcústicos, Cuba, diplomáticos estadounidenses, Estados Unidos, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, ações subversivas, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, Comunidad de Estados Latinoamericanos y Caribeños (CELAC), Cuba, Organización de Estados Americanos (OEA), CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, CUBA - ESTADOS UNIDOS, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, EUA avalia retornar a Cuba para lista de estados patrocinadores do terrorismo, Injerencia De EEUU, MIAMI, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Subversão contra Cuba, Subversión, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA | Deixe um comentário

Guaidó se autoproclama presidente e chefe do Parlamento novamente.

Retirado de Hispantv

Juan Guaidó viola a Constituição venezuelana, proclamando-se mais uma vez presidente com comando do país e também chefe do Parlamento.

A Assembleia Nacional (AN) da Venezuela, eleita em 2015 chefiada pelo líder da oposição, concordou no sábado em prorrogar por mais um ano a legislatura dos atuais deputados, bem como a gestão de Guaidó no cargo de presidente da mesma e “Agente encarregado” do país, em ato contrário à Constituição venezuelana, que dita que os representantes ao Parlamento eleitos pelos venezuelanos durante o processo eleitoral de 6 de dezembro devem ser postos à prova.

El líder opositor venezolano Juan Guaidó (centro), se vuelve a autoproclamar presidente del Parlamento, Caracas, 7 de enero de 2020. (Foto: AFP)

No entanto, a extensão das funções da Assembleia Nacional – desacatada desde 2016 – não teve o aval da Acción Democrática (AD), o segundo maior partido da oposição, decisão tida como um novo sinal da divisão nas frações direito. AD se absteve de votar.

O vice-ministro de Comunicação Internacional do Ministério das Relações Exteriores da Venezuela, William Castillo, condenou o ato e o classificou como o “teatro do absurdo”, estrelado pela direita.

Nesse contexto, Castillo revelou as negociações que o partido Ação Democrática teve que condicionar seu voto a favor das novas arbitrariedades jurídicas cometidas por Guaidó e seus cúmplices, pelas quais pretendiam assumir o controle de negócios lucrativos no país no exterior.

“Dizem que a AD pediu para ser“ dada a CITGO ”(subsidiária da estatal Petróleos de Venezuela ou PDVSA) para votar a favor da farsa que chamam de reforma do Estatuto de Transição, que estende o mandato de Guaidó em Nárnia indefinidamente. Eles negaram e ele se absteve. Este é o teatro do absurdo no mundo da direita ”, afirmou a manchete venezuelana.

Maduro: Se va la Asamblea que detruyó el país por votos del pueblo | HISPANTV

Maduro: Trump levou a oposição venezuelana à loucura.

Nas eleições de 6 de dezembro, a aliança Chavista Gran Polo Patriótico (GPP) venceu com um total de 256 legisladores em 277.

A nova legislatura terá início em 5 de janeiro de 2021, data em que termina o mandato da atual Assembleia Nacional.

Chavismo questiona a atuação dos direitistas nesses cinco anos na AN. Ele denuncia que Guaidó e seus aliados são lacaios do imperialismo e a única coisa que fizeram foi promover sanções contra a Venezuela e prejudicar os interesses do país.


Categories: # Argentina, #Canadá, #Caracas, #Colombia, Grupo de Lima, #Jorge Arreaza, #Perú, #venezuela, # Venezuela, #Colombia, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Guerrilla, Paz, #Venezuela, #Nicolás Maduro, #Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, agressão internacional contra a Venezuela,, ALBA, ALBA-TCP, Cuba, Fidel Castro Ruz, Hugo Chávez Frías, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Caracas, #Estados Unidos, Golpe de Estado, #Mike Pence, Militar, #Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, Donald Trump, Estados Unidos, ESTADOS UNIDOS, Estados Unidos Gobiernos Paralelos Golpe de Estado Golpes Suaves, Estados Unidos Venezuela, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Guaidó nomeia "embaixadores" ilegais, Guaidó, um "presidente" sem território, promovendo a autoproclamação do deputado Juan Guaidó como "presidente encarregado, Venezuela tras la autoproclamación de Guaidó | Deixe um comentário

Cuba financia jornalistas “independentes”.

Categories: #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, #FalsosAtaquesAcústicos, Cuba, diplomáticos estadounidenses, Estados Unidos, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, ações subversivas, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Agencia Central de Inteligencia de Estados Unidos (CIA), Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CUBA - ESTADOS UNIDOS, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, Estados Unidos Vs Cuba, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Subversão contra Cuba, Subversión | Deixe um comentário

Direitos Humanos nos Estados Unidos: Esterilização Forçada.

Autor: Raúl Antonio Capote | internacionales@granma.cu

Um novo crime abala a opinião pública mundial pela dose de insensibilidade que demonstra e pelo caráter desumano e racista de seus executores.

O Serviço de Controle de Imigração e Alfândega dos Estados Unidos, ICE por sua sigla em inglês, foi acusado de remover o útero de imigrantes sob custódia daquela instituição.

A denúncia foi apresentada ao Escritório do Inspetor Geral (OIG) do Departamento de Segurança Interna (DHS) pelo Project South, Georgia Detention Watch, Georgia Latino Alliance for Human Rights e South Georgia Immigrant Support Network.

Os querelantes foram atingidos pelo alto índice de mulheres no Irwin County Detention Center (ICDC) na Geórgia – operado pela La Salle Corrections, uma empresa privada de prisão – submetidas a histerectomia nos últimos meses, cirurgia em aquele que remove todo ou parte do útero.

El Servicio de Control de Inmigración y Aduanas de Estados Unidos, ICE por su sigla en inglés, ha sido acusado por la extirpación del útero a inmigrantes bajo custodia de esa institución

As mulheres imigrantes que se submeteram ao procedimento foram enganadas sob a promessa de receber atendimento médico para resolver diversos problemas de saúde, noticia o jornal The New York Times.

Mas o caso não para por aí. Todos os dias, novos depoimentos de mulheres esterilizadas continuam a aparecer em diferentes centros de detenção, o que constitui uma violação da autonomia do corpo e dos direitos reprodutivos das detidas.

Cerca de 173 legisladores federais dos Estados Unidos enviaram uma carta ao Inspetor Geral do Departamento de Segurança Interna exigindo uma investigação imediata das queixas feitas: “Estamos horrorizados ao ver relatos de histerectomias massivas realizadas em detidos sem consentimento completo e informado.”

Porém, esse tipo de prática não é novidade naquele país. As autoridades norte-americanas em diferentes períodos da história as utilizaram, sobretudo, contra afrodescendentes, mexicanos, indígenas e prisioneiros.

No início do século 20, leis eugênicas foram promovidas em 32 estados, o que permitiu a esterilização de mais de 60.000 mulheres consideradas mentalmente deficientes ou mentalmente fracas e, mais recentemente, nas prisões da Califórnia 150 mulheres foram vítimas dessa prática entre 2006 e 2010.

O US Government Accountability Office publicou um relatório em 1976 sobre esterilizações realizadas em mulheres pertencentes a povos indígenas. Em quatro das 12 regiões investigadas, 3.406 operações foram realizadas entre 1973 e 1976 sem o consentimento das mulheres.

Em 1962, o Corpo de Paz dos Estados Unidos realizou a histerectomia forçada de mulheres indígenas na América Latina, aproveitando a boa fé, a ignorância e a necessidade das populações empobrecidas.

Mulheres guatemaltecas foram utilizadas em experimentos com produtos químicos e outros procedimentos que causam infertilidade permanente, financiados pela organização internacional Population Council, de acordo com o relatório Do controle da natalidade ao genocídio, elaborado pelo médico espanhol Alfredo Embid, coordenador do a Associação de Medicina Alternativa da Espanha.

No relatório do Dr. Embid, afirma-se que essas foram políticas implementadas pelos Estados Unidos em países do terceiro mundo, e detalha casos nas Filipinas, Indonésia, Índia, Bangladesh, Colômbia, República Dominicana, Porto Rico, El Salvador, Panamá, Bolívia, Brasil e Peru.

Essas práticas do governo dos EUA violam não apenas os princípios éticos e morais, mas também os direitos humanos das vítimas.

Categories: # Argentina, #Canadá, #Caracas, #Colombia, Grupo de Lima, #Jorge Arreaza, #Perú, #venezuela, #Brasil, #Brasil se alinha aos #EUA, #Brasil, Corrupción, #Jair Bolsonaro, #China#EEUUDonald TrumpFondo Monetario Internacional (FMI)Ivan Duque, #Donald Trump, #Estados Unidos, #ECUADOR#Paraguay#PerúAsunciónConvención de Viena, #Estados Unidos, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, #Peru, amedrentamiento y violencia contra sectores populares e indígenas, bolivia, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, Colombia, COLOMBIA ACUERDO DE PAZ, Contra a violência armada., Derechos Humanos, Donald Trump liderou um golpe de estado na nação bolivariana, Donald Trump, Estados Unidos, el salvador, ESTADOS UNIDOS, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Estados Unidos, Imperialismo, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, FORA TRUMP, Guatemala, Guiana, Honduras, Panamá, Paraguai, Peru e Santa Lúcia, India, Indonésia, La decadencia de Estados Unidos, Luis Almagro, Nicarágua, Organização dos Estados Americanos (OEA), Manipulacion Politica, Organizacion e Estados Americanos (OEA), panamá, Politica, Politica Exterior, porto rico, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Relações Estados Unidos Cuba, República Dominicana, Tiene Colombia moral para enjuiciar a Venezuela, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

Cientistas cubanos demonstram falta de evidências sobre supostos ataques sônicos.

Categories: #Donald Trump, #Estados Unidos, #EstadosUnidos, #Trump, @Trump, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, ações subversivas, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, fake news, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Cuba, fake news, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Fake news, FORA TRUMP, Injerencia De EEUU, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Subversão contra Cuba, Subversión, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: