antilatinoamericano

Para assistir com olhos de filme

Alejandra Morejón Fuentes, Danna Marquez Salgado
digital@juventudrebelde.cu
Com o slogan Olhos que você vê começará a partir desta quinta-feira e até 15 de dezembro, dia 41. Festival Internacional de Novo Cinema Latino-Americano em Havana, dedicado ao renomado cineasta Santiago Álvarez e aos 60 anos do Instituto Cubano de Arte e Indústria Cinematográfica (Icaic).

Los protagonistas de La odisea de los giles, el filme que abrirá la fiesta del séptimo arte en Cuba.

Durante os dez dias do evento, 300 amostras de 37 países serão apresentadas nas diferentes salas do circuito de 23. Dos filmes que serão exibidos, 210 pertencem a países da América Latina e o restante a europeus como Alemanha, França, Espanha e Grã-Bretanha, segundo Os organizadores do Festival foram anunciados recentemente.

A gala inaugural, realizada pelo Ballet Nacional de Cuba, começará às seis da tarde no teatro Karl Marx em homenagem à bailarina premium Assoluta Alicia Alonso. Além disso, o filme La odisea de los giles, do diretor argentino Sebastián Borensztein, será exibido.

Os trabalhos que serão apresentados abordam questões como diversidade sexual e a atual realidade latino-americana. Entre eles, o filme cubano Finding Casal, de Jorge Luis Sánchez González; Spider, uma colaboração entre Chile, Argentina e Brasil, sob a direção de Andrés Wood, entre outros.

Desde as nove da manhã até o início da abertura do Festival, o Ministério da Cultura enviou um tweet com as tags #OjosQueVen, #FestivalCineHabana, #ConLaMismaEstrella e #CubaEsCultura. As plataformas a seguir serão @CubaCultura, @FestivalCineHabana, @Cubacine, @ElPeriodicoCubarte e @Cwrevista.

Categories: "Las izquierdas latinoamericanas debemos pensar porque los pobres ya no no apoyan tanto", "para Cuba Eu até ando de bicicleta, # Cuba, antilatinoamericana agenda geopolítica belicista e Donad Trump alinhados, antilatinoamericano, Festival do Novo Cinema Latino-americano, Latinoamerica, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Os 41 anos de Havana como capital do cinema contra-hegemônico

O Festival Internacional do Novo Cinema Latino-Americano foi inaugurado ontem

Autor:  | internet@granma.cu

Foto: Tirada da Internet

Quarenta e um anos atrás, Havana já recebeu cineastas da América Latina e do resto do mundo em uma reunião cinematográfica que possibilita a convergência e o crescimento dos participantes e do público em geral. O Festival Internacional do Novo Cinema Latino-Americano – dedicado desta vez ao centenário de Santiago Álvarez, 60 anos do Icaic e 60 anos da Revolução Cubana – bate às portas desta animada cidade.

Hoje, às seis horas da tarde, o Teatro Karl Marx sediará cineastas, artistas, roteiristas e público em uma gala inaugural, onde, pela primeira vez neste festival de cinema, será apresentado o Balé Nacional de Cuba, em homenagem a sua prima bailarina assoluta Alicia Alonso. A odisseia dos giles, longa de ficção de Sebastián Borensztein, será o filme que abrirá o evento, no qual 167 obras, em oito seções, disputarão Coral.

Categories: "Las izquierdas latinoamericanas debemos pensar porque los pobres ya no no apoyan tanto", antilatinoamericana agenda geopolítica belicista e Donad Trump alinhados, antilatinoamericano, arte, Cine, Comunidad de Estados Latinoamericanos y Caribeños (CELAC), Cuba, Organización de Estados Americanos (OEA), Festival do Novo Cinema Latino-americano, Latinoamerica, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Nossa América antes do ataque do imperialismo e das oligarquias

Autor: Ministério das Relações Exteriores de Cuba | internet@granma.cuDeclaración de @CubaMINREX

Os eventos mais recentes da região confirmam o governo dos Estados Unidos e as oligarquias reacionárias como os principais responsáveis ​​pela perigosa convulsão e instabilidade política e social da América Latina e do Caribe.

Conforme previsto em 1º de janeiro de 2019, o Primeiro Secretário do Partido Comunista de Cuba, General do Exército Raúl Castro Ruz: “Os que estão empolgados com a restauração do domínio imperialista em nossa região devem entender que a América Latina e o Caribe mudaram e o mundo também (…) A região se assemelha a um prado em tempos de seca. Uma faísca pode gerar um incêndio incontrolável que prejudicaria os interesses nacionais de todos. ”

O presidente Donald Trump proclama a validade da Doutrina Monroe e apela ao McCarthyism para preservar o domínio imperialista sobre os recursos naturais da região, impedir o exercício da soberania nacional e as aspirações à integração e cooperação regionais; tentar restabelecer sua hegemonia unipolar em todo o mundo e hemisférica; eliminar modelos progressivos, revolucionários e alternativos ao capitalismo selvagem; reverter as conquistas políticas e sociais e impor modelos neoliberais, independentemente do Direito Internacional, das regras do jogo da democracia representativa, do meio ambiente ou do bem-estar dos povos.

O secretário de Estado Mike Pompeo acusou Cuba e Venezuela ameaçadoramente na segunda-feira, 2 de dezembro, de aproveitar e ajudar a aumentar a turbulência nos países da região. Deturpa e manipula a realidade e oculta, como elemento central da instabilidade regional, a intervenção permanente dos Estados Unidos na América Latina e no Caribe. Continuar a ler

Categories: "Las izquierdas latinoamericanas debemos pensar porque los pobres ya no no apoyan tanto", #Donald Trump, #Estados Unidos, #Trump, @Trump, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, antilatinoamericana agenda geopolítica belicista e Donad Trump alinhados, antilatinoamericano, Comunidad de Estados Latinoamericanos y Caribeños (CELAC), Cuba, Organización de Estados Americanos (OEA), Donald Trump, FORA TRUMP, Latinoamerica, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Trump Google, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Apresentando credenciais

Eduardo Bolsonaro, hijo del nuevo mandatario brasileño, presentó sus «credenciales» al secretario general de la OEA, Luis Amagro; sus sonrisas lo dicen todo.

Eduardo Bolsonaro, filho do novo presidente brasileiro, apresentou suas “credenciais” ao secretário-geral da OEA, Luis Amagro; Seus sorrisos dizem tudo. Foto: Página 12
Sem perder tempo, Jair Bolsonaro enviou seu filho Edward para Washington, enquanto esperava em casa Trump enviado irá transmitir a mensagem de que apoiar a sua antilatinoamericano rápida ascensão. Continuar a ler

Categories: #Luis Almagro, antilatinoamericano, Departamento de Estado, Dilma Rouseff, Eduardo Bolsonaro, Uncategorized | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: