ÁFRICA

Entre realidade e esperanças

O também rotulado como “África Negra” abrigou, durante o ano de 2015, metade da população mais carente do mundo. Nove países da África Subsaariana estão entre os dez países mais pobres do planeta

África es un continente de progreso con un rápido desarrollo económico y un cambio rápido en las esferas social y política.

A África é um continente de progresso com rápido desenvolvimento econômico e rápida mudança nas esferas social e política. Foto: wordpress.com

Denis Mukwege, conhecido como o “Doctor Miracle” (por sua capacidade de reparar, através de cirurgia reconstrutiva, os horríveis danos infligidos a mulheres que foram estupradas), estava na sala de cirurgia quando recebeu a notícia de que tinha sido Ele recebeu o Prêmio Nobel da Paz de 2018, junto com Nadia Murad. Continuar a ler

Anúncios
Categories: ÁFRICA, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Tráfico de crianças é violação de direitos.

O tráfico de crianças no país é alimentado pela fragilidade e vulnerabilidade de um grande número de menores. órfãos que circulam ou atravessam as fronteiras sozinhas, sem documentos de identidade ou autorização escrita dos progenitores ou tutores, disse ontem, em Luanda, o director-geral do INAC.

Paulo Kalesi, que falava na abertura do seminário técnico para a elaboração dos fluxos de atendimento para crianças e adolescentes vítimas de tráfico e de trabalho infantil, referiu que o fenómeno no país não é tão alarmante, mas é preocupante a julgar pelos relatos de casos que têm vindo a registar-se.

O director geral do Instituto Nacional da Criança (INAC) disse que apesar da inexistência de dados específicos, os casos revelados indiciam que a servidão doméstica, trabalho forçado, exploração sexual e o recrutamento para actividades ilícitas, são as principais moti-
vações para o tráfico de me-nores. Paulo Kalesi informou que estudos recentes revelam que as causas deste fenómeno no país são influenciadas por factores históricos, económicos, sociais, jurídico-legais e individuais, que têm suscitados nos últimos anos grandes discussões envolvendo o Executivo, agências das Nações Unidas e sociedade civil, no sentido de se encontrar soluções duradouras e sustentáveis. Continuar a ler

Categories: ANGOLA, ÁFRICA, Derechos Humanos, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Insegurança e desconfiança dificultam resposta ao ébola

A insegurança e a desconfiança continuam a complicar a resposta ao ébola no leste da República Democrática do Congo (RDC), alertou a directora-executiva do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Henrietta Fore.

Num artigo publicado no site da ONU, Henrietta Fore disse que o leste da RDC foi desestabilizado durante vários anos por grupos armados, por isso, a insegurança que reina naquela região complica a resposta das agências internacionais, incluindo o Unicef, que devem satisfazer uma “nova ameaça inesperada: preocupações de segurança e ataques directos que dificultam o acesso.”
“Neste ambiente incerto, estaremos limitados no controlo de novas epidemias na RDC, ou mesmo na luta contra outras emergências de saúde, como cólera ou poliomielite, que poderiam ocorrer em países vizinhos”, disse Henrietta Fore. No entanto, a insegurança não é o único grande desafio que o Unicef enfrenta na resposta ao ébola na RDC. A agência da ONU e parceiros também devem enfrentar a resistência da população local, que é suspeita de ajuda.

Categories: ÁFRICA, Ebola, ONU, Organização Mundial de Saúde, República Democrática do Congo, SAÚDE, Uncategorized, UNICEF | Etiquetas: , | Deixe um comentário

‘UBUNTU’ en la cultura.

as

Categories: ÁFRICA, CULTURAIS, EDUCAÇÃO, SOCIEDADE, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Super talento africano!

Categories: ÁFRICA, CULTURAIS, EDUCAÇÃO, Nigéria, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Novo Museu das Civilizações Negras chama de lar.

Nuevo Museo de las Civilizaciones Negras llama a casaResultado de imagem para fotos e imagenes del Nuevo Museo de las Civilizaciones Negras llama a casa

O Museu das Civilizações Negras no Senegal abriu este mês no meio de uma conversa global sobre a propriedade e o legado da arte africana.

O ministro da Cultura da nação africana quer que milhares de peças de sua valiosa herança sejam saqueadas ao longo dos séculos para voltar para casa.

“É completamente lógico que os africanos devam receber suas obras de arte de volta”, disse Abdou Latif Coulibaly à Associated Press. “Essas obras foram tiradas sob condições que talvez fossem legítimas na época, mas agora são ilegítimas”.

No mês passado, um relatório encomendado pelo presidente francês, Emmanuel Macron, recomendou que os museus franceses devolvessem as obras realizadas sem o consentimento, se os países africanos assim o solicitarem. Macron enfatizou os “crimes inegáveis ​​da colonização européia” e disse: “Não posso aceitar que grande parte da herança africana esteja na França”.

O novo museu em Dakar é o sinal mais recente de que os espaços de recepção estão sendo preparados em todo o continente.

O museu, focado na África e na diáspora, levou décadas de trabalho. A idéia foi concebida quando o primeiro presidente do Senegal, o aclamado poeta Leopold Sedar Senghor, apresentou o Festival Mundial de Arte Negra em 1966.

Durante a vibrante abertura do museu, escultores de Los Angeles, cantores de Camarões e professores da Europa e das Américas viveram para comemorar, alguns com lágrimas. “Este momento é histórico”, disse o presidente senegalês Macky Sall. “É parte da continuidade da história.”

Talvez como reflexo da pouca possessão que as nações africanas têm dos objetos de seu próprio legado, o museu não abrigará uma coleção permanente. Preencher a estrutura circular de 13.750 metros quadrados, uma das maiores do seu tipo no continente, é complicada pelo fato de que incontáveis ​​artefatos estão espalhados pelo mundo.

Tanto a exposição inaugural, “Civilizações Africanas: Criação Contínua da Humanidade”, quanto a curadoria do museu, vão muito além dos recentes séculos de colonização e turbulência. Trabalhos atuais destacam o continente como o “berço da civilização” e os ecos encontrados entre milhões de pessoas na diáspora de hoje. Continuar a ler

Categories: #Francia, ÁFRICA, CULTURAIS, Emmanuel Macron, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Doentes fogem do centro de tratamento do ébola.

Ministério da Saúde da RDC anunciou ontem que 24 pacientes que estavam num centro de tratamento contra o vírus ébola, em Beni, fugiram das instalações.

De acordo com as agências noticiosas, o centro foi atacado por pessoas que protestavam contra o adiamento das eleições presidenciais em algumas regiões do país.
A porta-voz do ministro, Jessica Ilunga, afirmou que os testes feitos a 17 dos 24 pacientes tinham dado re-sultados negativos para o ébola. Acrescentou que dos doentes que tinham fugido três regressaram ao centro.
O Ministério da Saúde está em contacto com 17 pacientes para os convencer a voltarem ao centro e tem as moradas e os números de telefone dos restantes quatro.
O número de mortos por contaminação do ébola nas províncias de Kivu Norte e Ituri, no leste da RDC, desde 1 de Agosto, aumentou para 354.
O Ministério da Saúde indicou que as localidades de Beni, Mabalako, Katwa e Kalunguta, na província de Kivu Norte, e Mandima, em Ituri, são as que mais mortes registaram desde que foi declarada a epidemia.
Comparativamente aos dados de 18 de Dezembro, da Organização Mundial de Saúde (OMS), morreram mais 29 pessoas até à passada segunda-feira. Os registos de casos de contaminação por ébola – a grande maioria de casos confirmados laboratorialmente-aumentaram igualmente, de 539 em 18 de Dezembro para 583 até segunda-feira.

Categories: #salud, ÁFRICA, Ebola, República Democrática do Congo, SAÚDE, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Projecto Okavango recebe unidades hoteleiras em Maio.

Iniciativa dos países da região austral vai explorar áreas ricas em turismo e ecossistemas.

Cerca de 90 mil quilómetros quadrados da província do Cuando Cubango, definidos como parte integrante de Angola no projecto turístico internacional Okavango/Zambeze (KAZA), começa a receber as primeiras infra-estruturas hoteleiras de campanha a partir de Maio do próximo ano.

De acordo com o director-geral adjunto do Pólo de Desenvolvimento Turístico da Bacia de Okavango, João Baptista Gime, numa primeira fase, os mentores do projecto, denominado “Tu-rismo Móvel”, pretendem instalar acampamentos (tendas), devido à falta de vias de acesso que se vive em quase toda a extensão do perímetro do KAZA na região.
João Baptista Gime indicou que um grupo de investidores internacionais visitou recentemente algumas áreas do KAZA na província, tendo-se mostrado maravilhados com a fauna e flora existentes nos parques nacionais de Mavinga e Luengue-Luiana e não querem esperar mais e manifestaram o desejo de começar com as actividades tão logo o período das chuvas termine. João Baptista Gime realçou que a parte angolana inserida no projecto Okavango/Zambeze dispõe de uma biodiversidade praticamente virgem, onde despontam os rios Cubango, Cuito, Cubango e Cuanavale, nos quais pesquisadores da National Geographic descobriram espécies aquáticas raras no mundo, além de possuírem extensas zonas navegáveis. Continuar a ler

Categories: ANGOLA, ÁFRICA, ECONOMIA, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

África: a mais carente de solidariedade.

Este 2018, África y el mundo celebraron el centenario de Nelson Mandela; sobre sus ideas de un continente libre de cualquier discriminación, la comunidad internacional participa en el desarrollo de esa geografía, la más necesitada de la solidaridad.
Deve ser estranho, mas não é assim. São notícias de um mundo real e nada maravilhoso exposto a guerras e fome. É a África, o berço dos nossos antepassados e a terra sofrida a que a humanidade deve tanto.

Em 2018, a África e o mundo comemoraram o centenário de Nelson Mandela; em suas idéias de um continente livre de qualquer discriminação, a comunidade internacional participa do desenvolvimento dessa geografia, a que mais precisa de solidariedade.

A maioria das informações que ler, ouvir ou ver relacionadas com os países africanos, contêm uma dose letal de alta, tanto para aqueles que morrem em guerras, bombardeios no Iêmen, grupos terroristas, conflitos locais, ou também eles morrem em sua “outra guerra”, a fome, as doenças, a falta de água …

Imagino que o mundo incerto pensando e implorando por 2019 seja um ano de paz, de comida para os famintos e remédios para os doentes; um ano em que há um investimento real que inverte a atual situação social nesses países. Continuar a ler

Categories: ÁFRICA, POLÍTICA, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Nova epidemia de Ebola deixa morte no Congo.

Nuevo brote de ébola deja al menos 319 muertos en Congo

Pelo menos 319 pessoas perderam a vida na República Democrática do Congo (RDC) como resultado de uma nova onda da epidemia de Ebola.

O número de pessoas afetadas pelo vírus Ebola no país africano aumentou para 542 pessoas, das quais 319 morreram. Além disso, 51 pessoas estão atualmente sob investigação por suspeita de infecção, segundo dados recentemente atualizados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Três cidades altamente populosas estão no foco da infecção e também afetam áreas punidas pelos conflitos armados, algo que complica o trabalho de saúde. O surto ocorreu em uma área anteriormente liberada da cepa.

O surto, o mais letal que a RDC teve e o segundo maior do mundo, foi declarado em 1º de agosto e afeta duas das províncias mais afetadas pela violência no país, Kivu do Norte e Ituri. Continuar a ler

Categories: #salud, ÁFRICA, Ebola, República Democrática do Congo, SAÚDE, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: