África, sempre digna

Neste novo dia da África, renovaremos nossa amizade e fraternidade com o continente irmão.

Este ano, comemoramos o Dia da África em Cuba em condições excepcionais devido à pandemia de Covid-19. No entanto, isso não impedirá um evento de importância extraordinária, como a criação, em 25 de maio de 1963, da Organização para a Unidade Africana (OUA), que se tornou a União Africana (UA) em 2002, lembramos como sempre fizemos. os cubanos.

Neste novo dia da África, renovaremos nossa amizade e fraternidade com o continente irmão ao qual estamos ligados por sangue, cultura e história.

O comandante em chefe da Revolução Cubana, Neste novo dia da África, renovaremos nossa amizade e fraternidade com o continente irmão. Fidel Castro Ruz , sempre destacou o “dever de compensação” que os cubanos têm com a África, pelo papel crucial desempenhado pelos africanos e seus descendentes nas guerras de independência de nosso país e sua contribuição para construindo nossa nação do Caribe.

Estávamos juntos nas lutas contra o colonialismo e o apartheid e nos esforços de desenvolvimento. Cerca de 6.000 colaboradores cubanos nas áreas de saúde, educação, esportes e agricultura prestam seus serviços em 32 países africanos. Quase 9000 bolseiros africanos estudam o ensino superior em nosso país.

A África é hoje um ator decisivo nos assuntos internacionais. Seus 55 estados membros compõem um terço da Assembléia Geral das Nações Unidas e metade em outros fóruns globais de concertação, como o Movimento Não-Alinhado e o Grupo dos 77 + China.

Cuba agradece o apoio unânime dos governos, líderes, organizações e povos da África na luta contra o bloqueio, incluindo a votação a favor da resolução “É preciso acabar com o bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos da América. Contra Cuba ”, que é aprovado anualmente pela Assembléia Geral das Nações Unidas, bem como a adoção por onze anos consecutivos de uma resolução contra o bloqueio na União Africana.

Nestas complexas circunstâncias que a humanidade enfrenta, Cuba insta a comunidade internacional a apoiar a África na luta contra a pandemia de Covid-19 e suas terríveis conseqüências econômicas, sociais e financeiras. Os povos africanos, que fizeram tanto pela humanidade, merecem isso.

Ratificamos que as relações de Cuba com os povos e governos da África são indestrutíveis e que, leais à nossa tradição histórica e solidária, continuaremos a fortalecer os laços de amizade e cooperação com esse irmão irmão.

Viva a irmandade entre África e Cuba!

(CubaMINREX)

Categories: # Cuba, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #salud, 25 de maio celebra-se no Dia Mundial de África, Africa, África, sempre digna, CUBA - ÁFRICA, epidemia, MINREX, Profesionales e la Salud, Uncategorized, União Africana | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

As raízes de um povo que cresce em todo o mundo #DeCaminoAlDíaDeÁfrica.

Uma amiga cubana compartilhou isso no mural dela e eu queria compartilhar com o meu blog. #DeCaminoAlDíaDeÁfrica uma iniciativa da EmbaCuba na Nigéria para apresentar um Zentangle dedicado a este amado continente. Desenhada pela artista Ana Chavely Bauza Pino, atualmente em Abuja e seu pai.
O Zentangle é uma reflexão artística que apóia relaxamento, concentração e inspiração e pode ser um maravilhoso ritual diário.
Nesse caso, convidamos os amantes da África a comentar esse desenho, no qual ocultam uma série de atributos, culturais, espirituais e de sua flora e fauna. Descubra-os, mencione-os e curta #AfricaEnLaSangre.

A imagem pode conter: 1 pessoa, desenho

Categories: 25 de maio celebra-se no Dia Mundial de África, Africa, África, sempre digna, CUBA - ÁFRICA, cultura, Culturales, DIA MUNDIAL A MULHER AFRICANA, Uncategorized, União Africana | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

O governo venezuelano recebeu inúmeros sinais de apoio e solidariedade, inclusive da Rússia, China e do Congresso Nacional Africano, em face da agressão americana.

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, expressou sua gratidão ao Congresso Nacional Africano (CNA), partido governante da África do Sul, que condenou os novos ataques do governo dos Estados Unidos (EUA) contra o país sul-americano.

En la imagen de archivo, aparecen líderes del gobernante Congreso Nacional Africano (CNA) de Sudáfrica.

Em uma mensagem em sua conta na rede social do Twitter, o ANC publicou uma declaração na qual condenava o intenso ataque do governo do presidente dos EUA, Donald Trump, “contra o povo da Venezuela e seu governo eleito democraticamente”.

Em outro tweet, Arreaza expressou: “Agradecemos ao histórico Congresso Nacional Africano de Nelson Mandela, líder da aliança que governa na África do Sul, por sua solidariedade com o povo e o governo da Venezuela diante da agressão americana”.

Juntos derrotaremos o imperialismo! Ngiyabonga !! (Obrigado em Zulu) ”, disse o ministro das Relações Exteriores da Venezuela.

Caracas sustenta que as agressões que Washington está enfrentando têm o objetivo de derrubar o governo bolivariano.

O governo Trump ofereceu uma recompensa milionária ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e a outros líderes do país sul-americano, acusados de supostos laços com o narcotráfico, além de propor uma “oferta” para formar um governo de transição, que foi rejeitado pelas autoridades venezuelanas.

O governo venezuelano recebeu nos últimos dias inúmeros sinais de solidariedade, incluindo o da Rede de Defesa da Humanidade (REDH) e as autoridades da Rússia e China, entre outros.

Categories: # Venezuela, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Caracas, Golpe de Estado, Militar,#Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, #China#EEUUDonald TrumpFondo Monetario Internacional (FMI)Ivan Duque, #Colombia, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Guerrilla, Paz, #Venezuela, #Donald Trump, #Estados Unidos, #EUA contra uma possível intervenção militar na# Venezuela, #salud, #Trump, #Venezuela, #Venezuela, #Nicaragua, @Trump, A Venezuela que a mídia nos diz, Africa, africa do sul, agressão internacional contra a Venezuela,, antilatinoamericana agenda geopolítica belicista e Donad Trump alinhados, ÁFRICA, África, sempre digna, ·Venezuela, confrontar Donald Trump da câmara baixa, Cuba, Venezuela y Nicaragua, Donald Trump, Donald Trump liderou um golpe de estado na nação bolivariana, Donald Trump,, Donald Trump, Estados Unidos, EE. UU insiste em desestabilizar a Venezuela, epidemia, EUA contra a Venezuela na ONU, FORA TRUMP, governo de transição na Venezuela, interessados na Venezuela?, invasão militar contra a Venezuela, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, relações bilaterais, o governo Donald Trump, SALUD, Trump Google, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized, União Africana, Union Africana, Venezuela tras la autoproclamación de Guaidó | Etiquetas: , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Um rosário de boa vontade.

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, reafirmou esta segunda-feira, em Luanda, o apoio aos esforços de Governo angolano no combate à corrupção e na recuperação dos fundos retirados ilegalmente do país.

“Queremos ajudar a responsabilizar os que desviaram o dinheiro de Angola, como fazemos com outros países”, declarou o chefe da diplomacia americana, em conferência de imprensa, no final das conversações bilaterais com o homólogo angolano, Manuel Augusto.

Na ocasião, Mike Pompeo sublinhou, igualmente, a necessidade de as transacções financeiras serem transparentes.

O secretário de Estado americano considerou excelente o trabalho do Presidente João Lourenço, que visa transformar a corrupção num “fantasma do passado”, aumentar a transparência, ajudar as instituições financeiras a organizar a sua contabilidade e a perseguir os “vilões”.

O governante norte-americano acredita que se as reformas propostas forem implementadas com fidelidade, para além dos investimentos já anunciados, mais empresas americanas investirão em Angola, em prol do crescimento económico, na criação da riqueza e de empregos no país.

Durante a conferência de imprensa, no Ministério das Relações Exteriores, Mike Pompeo comprometeu-se a ajudar na divulgação do potencial de Angola e, desta forma, atrair mais empresas dos EUA, para apostarem na promoção e no desenvolvimento económico de Angola.

Realçou que o investimento americano poderá incidir, também, na diversificação da economia, no desenvolvimento dos sectores da agricultura, bem como no do turismo e tecnologia, com o envolvimento de mulheres empreendedoras.

Cooperação

Valorizou a cooperação existente entre os dois países, que tem ajudado a salvar mulheres e crianças do risco de contágio por tuberculose, HIV/Sida e na redução do índice de mortalidade por malária, nos últimos anos.

O secretário de Estado americano destacou, igualmente, a parceria no domínio da segurança, com às instituições democráticas, sociedade civil e igrejas.

O diplomata norte-americano destacou, ainda, a necessidade de os angolanos manterem-se optimistas.

Relações bilaterais/multilaterais

Os chefes das diplomacias de Angola, Manuel Augusto, e dos Estados Unidos da América (EUA), Mike Pompeo, manifestaram o interesse de reforçar a cooperação entre os dois países, bem como defenderam a necessidade de elevar o nível das relações bilaterais e multilaterais.

Para o secretário de Estado americano, existem imensas oportunidades de cooperação entre os dois países, pelo que manifestou o desejo de os EUA participarem no processo de desenvolvimento, prosperidade, segurança e manutenção da paz em Angola.

Por seu turno, o ministro Manuel Augusto disse esperar que a visita de Mike Pompeo ajude a elevar as relações bilaterais e a cooperação multilateral entre ambos Estados.

Volume de Negócios Angola-EUA

Angola e os Estados Unidos atingiram 3,4 mil milhões de dólares no final de 2017.

Angola exportou produtos avaliados em 2,6 mil milhões e os EUA cerca de 800 milhões de dólares.

Já em 2016, atingiram um total de 4,2 mil milhões de dólares, um declínio de 16 mil milhões de dólares, depois de, em 2008, se ter verificado um volume de 20,1 mil milhões de dólares.

Angola e os Estados Unidos assinaram, em 2010, um acordo para a criação de uma comissão bilateral designada Diálogo de Parceria Estratégica.

O país é terceiro Estado da África subsaariana com o qual os Estados Unidos têm uma parceria estratégica. Os outros dois são a África do Sul e a África do Sul

No quadro bilateral, os Estados Unidos consideram que Angola ocupa uma posição geográfica importante de acesso à África Central, Austral e ao Golfo da Guiné.

Os dois países são parceiros estratégicos em vários domínios da cooperação, com realce para o  comércio, finanças, energia, indústria transformadora, segurança, direitos humanos, saúde e justiça.

Recentemente, os Estados Unidos manifestaram o apoio a Angola no repatriamento de capitais e activos ilícitos, desviados para o exterior por cidadãos angolanos, no quadro do combate à corrupção em curso no país.

Angola exporta para os Estados Unidos, essencialmente, petróleo e diamantes, ao passo que os norte-americanos vendem para o país alimentos, equipamentos para o sector petrolífero e maquinaria diversa.

TPA com Angop/LD

Categories: #Donald Trump, #Estados Unidos, #Trump, @Trump, Africa, africa do sul, ÁFRICA, África do Sul, África, sempre digna, CIA Mike Pompeo, confrontar Donald Trump da câmara baixa, Donald Trump,, Donald Trump, Estados Unidos, FORA TRUMP, Pompeo,, secretario de Estado, Michael Pompeo, secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo,, Trump Google, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized, União Africana | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Música de todos os tempos.

Categories: "La epopeia de Angola", "Miss Angola", africa do sul, ANGOLA, ÁFRICA, África, sempre digna, Musica Angolana, Musica Kuduro, MUSICAS, Uncategorized, União Africana | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Nada como cantar para sua terra.

Categories: "Miss Angola", #Kizomba---, Africa, ANGOLA, ÁFRICA, África do Sul, África, sempre digna, Musica Angolana, MUSICAS, Uncategorized, União Africana | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

A Guiné-Bissau elege um novo presidente no segundo turno.

O segundo turno das eleições presidenciais da Guiné-Bissau começou neste domingo às 07:00, horário local (07:00 GMT), com dois ex-primeiros-ministros como candidatos: Domingos Simões Pereira, chefe do partido principal do país, e a oposição Umaro Sissoko Embalo.

Pereira, da África pela Independência da Guiné e Cabo Verde (Paigc), e Embalo, candidato do recém-criado MADEM-15, recebido na primeira rodada, realizada em 24 de novembro de 40,13 e 27,65% da votos, respectivamente.

Pereira, 56 anos, foi o primeiro chefe de governo que o presidente José Mario Vaz teve, mas foi demitido em 2015. Sua promessa de promover a educação e a educação o tornou popular entre os jovens.

Al menos 700 mil electores están convocados para acudir a las mesas electorales de esta pequeña nación de habla portuguesa en África occidental.

Por seu turno, Embalo, 47 anos, também foi primeiro-ministro entre 2016 e 18. Ambos enfrentam este 29 de dezembro. Na primeira rodada de votação, o atual presidente, José Mario Vaz, não conseguiu passar para a segunda rodada.

Pelo menos 700 mil eleitores são convocados para participar das assembleias de voto deste pequeno país de língua portuguesa na África Ocidental.

Essas eleições presidenciais despertaram grandes expectativas, tanto internamente quanto fora do país, pois são marcadas por um estágio de desacordos políticos que condicionaram a estabilidade de sucessivos governos.

Ver imagen en Twitter

Desde a sua independência em 1974, após uma intensa luta contra o domínio colonial, a Guiné-Bissau passou por episódios de violência política: uma guerra civil entre 1998 e 1999 e vários golpes que interromperam o funcionamento do país.

O último golpe de estado ocorreu em abril de 2012, liderado por um grupo de soldados chefiados pelo general Mamadu True Kuruma, no contexto das eleições presidenciais daquele ano.

A Guiné-Bissau, uma nação de cerca de 1,5 milhão de pessoas, é atormentada pela pobreza, corrupção e tráfico de drogas.

Imagem

Nos anos 2000, tornou-se um ponto de trânsito para a cocaína entre a América Latina e a Europa, com os traficantes aproveitando a fraqueza das agências policiais.

Para garantir a ordem do país durante as eleições, cerca de 6.500 agentes de defesa e segurança já estão mobilizados.

Cerca de 200 observadores da União Africana, da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, da CEDEAO e dos Estados Unidos e de 422 observadores da sociedade civil acompanharão de perto o processo de votação.

A União Africana (UA) e a Comunidade Econômica dos Estados da CEDEAO da África Ocidental confirmaram o envio de missões de observação eleitoral para supervisionar o processo.

Categories: ações intervencionistas dos EUA, ÁFRICA, África, sempre digna, cabo verde, Caboverde, EUA contra a América Latina, interesses dos EUA, INTERVENÇÕES HUMANITÁRIAS DOS EUA, Presidente da República, Presidente de Estado., Uncategorized, União Africana, Union Africana | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

#MissUniverse2019

O vencedor é um ativista contra a violência de gênero.

La sudafricana Zozibini Tunzi se lleva el título del Miss Universo 2019

A filipina Catriona Grey, Miss Universo 2018, coroa a Zozibini Tunzi da África do Sul no Tyler Perry Studios em Atlanta, EUA, em 8 de dezembro de 2019.
VALERIE MACON / AFP
Zozibini Tunzi, de 26 anos, da África do Sul levou a coroa de Miss Universo 2019 no domingo. A cerimônia ocorreu em Atlanta (Geórgia, EUA). A porto-riquenha Madison Anderson, 24, e a mexicana Sofía Aragón, 25, foram eleitas primeiro e segundo finalistas, respectivamente.

Segundo o site oficial da Miss Universo, Zozibini é uma “ativista apaixonada” que está “engajada na luta contra a violência de gênero”, além de ser uma “orgulhosa advogada da beleza natural”.

Imagem relacionadaImagem relacionadaImagem relacionada

Durante o concurso, Zozibini compartilhou que a coisa mais importante para ensinar às meninas hoje é “liderança”, uma vez que “é algo que falta a meninas e mulheres há muito tempo”. “Acho que somos os seres mais poderosos do mundo e que devemos ter todas as oportunidades”, afirmou.

Categories: "Miss Angola", africa do sul, África do Sul, África, sempre digna, DIA MUNDIAL A MULHER AFRICANA, Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Luanda acolhe reunião do Conselho de Paz da UA

Luanda acolhe, nesta quinta-feira, a reunião do Conselho de Paz e Segurança (CPS) da União Africana (UA), com objectivos focados na paz efectiva no continente.

dd

Angola, na presidência do Conselho de Paz e Segurança da União Africana, está na linha da frente dos países que procuram a estabilidade política de África, informou o ministro angolano das Relações Exteriores, Manuel Augusto, na conferência de lançamento da reunião ministerial.

Os casos que mais preocupam a diplomacia angolana e o CPS da UA dizem respeito ao Leste da República Democrática do Congo (RDC) e à tensão na região dos grandes Lagos (que envolve o Rwanda, o Burundi e o Uganda).

Também existem conflitos latentes no Sudão do Sul e na República Centro Africana, por exemplo, onde Angola está directamente envolvida na busca de uma solução, disse o ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto.

A reunião do CPS enquadra-se na estratégia de consolidação da paz e promoção do desenvolvimento sustentável.

Estarão presentes na sessão de abertura da reunião deste órgão 80 entidades, entre as quais 15 ministros das Relações Exteriores dos Estados CPS da União Africana (UA).

Em agenda está igualmente prevista a intervenção do comissário para a paz e segurança da Comissão da União Africana, Smail Chergui.

Composto por 15 Estados-Membros das cinco regiões da União Africana, o Conselho de Paz e Segurança da União Africana é o órgão responsável por velar pela paz e segurança no continente, em estreita ligação com o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

Fonte: Angop/AF/LD

Categories: "Miss Angola", Africa, ANGOLA, ÁFRICA, África, sempre digna, CUBA - ÁFRICA, Uncategorized, União Africana | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

Angola assume presidência do Conselho de Paz e Segurança da União Africana

Resultado de imagem para imagenes del logo de la ONU AFRICANA

 

Angola assumiu domingo a presidência rotativa do Conselho de Paz e Segurança (CPS) da União Africana, confirmou o Ministério das Relações Exteriores (Minrex). De 4 a 6 de dezembro, a reunião ministerial do CPE será realizada em Luanda, concebida como uma importante plataforma de unidade, restauração da paz, segurança e reconstrução da coesão no continente. O programa de nomeação responde à vontade comum de promover políticas e estratégias abrangentes, com o objetivo de consolidar a coexistência pacífica e apoiar o desenvolvimento sustentável. (PL)

Categories: Africa, ÁFRICA, África, sempre digna, CUBA - ÁFRICA, Uncategorized, União Africana | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: