Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Soberania, Venezuela

O grupo Puebla exigir que os Estados Unidos terminem os bloqueios contra Cuba e Venezuela.

O grupo Puebla, uma aliança formada por vários líderes internacionais, instou os países do mundo a exigir que os Estados Unidos terminem os bloqueios impostos unilateralmente – e se intensificaram nos últimos meses – contra Cuba e Venezuela.

Esses bloqueios, que são sanções políticas contra seus governantes, violaram os direitos dos habitantes desses países por décadas, condenando-os a viver sem acesso a medicamentos ou bens materiais, informou a agência.

Grupo de Puebla@ProgresaLatam

🌎 | Los principales referentes del progresismo en la región se unen para exigir la condonación de la deuda externa para los países de América Latina.

“Isso, que em situações normais é crueldade, hoje – no contexto da pandemia de coronavírus – é o anúncio de uma tragédia que devemos, a todo custo, evitar”, disse o grupo no contexto da pandemia pela qual está passando. o mundo por Covid-19.

A entidade internacional afirmou: “Hoje é a solidariedade e a paz que devem prevalecer como políticas de relações internacionais entre os povos do mundo. Por esse motivo, é essencial – sempre foi – que os Estados Unidos reajam e levantem, sem condições, essas condições. sanções “.

As escaladas, bloqueios e perseguições políticas de governos e governantes devem, necessariamente e com urgência, terminar, disse o fórum político e acadêmico composto por representantes políticos de todo o mundo.

“É por isso que pedimos a todos que exijamos o fim dessa violação permanente dos direitos humanos de cubanos, cubanos e venezuelanos”, afirmou.

O fórum de líderes progressistas apóia as posições da Secretária Geral das Nações Unidas, António Guterres e da Alta Comissária para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, que defendem o fim dos bloqueios.

A organização também se alinhou à posição do grupo de senadores dos EUA, Chistopher S. Murphy, Chris Van Holen, Tom Caper, Tim Kaine, Benjamin L. Cardin, Tom Udall, Patrick Leahy, Sherrod Brown, Brian Schatz, Jeffrey A. Merkley Richard Blumenthal, que exigiu que Trump retirasse as medidas coercitivas contra Havana e Caracas.

Categories: # Venezuela, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Caracas, Golpe de Estado, Militar,#Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, #China#EEUUDonald TrumpFondo Monetario Internacional (FMI)Ivan Duque, #Donald Trump, #Estados Unidos, #EUA contra uma possível intervenção militar na# Venezuela, #ONU, #Trump, #Venezuela, @Trump, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, agressão internacional contra a Venezuela,, ALBA, ALBA-TCP, Cuba, Fidel Castro Ruz, Hugo Chávez Frías, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Andrés Manuel López Obrador, Bolivia, estados unidos, Evo Morales, Grupo de Lima, Luis Almagro, Mexico, Nicolás Maduro, Red Europea de Solidaridad con la Revolución Bolivariana, venezuela, antilatinoamericana agenda geopolítica belicista e Donad Trump alinhados, Caracas, #Estados Unidos, Golpe de Estado, #Mike Pence, Militar, #Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Marco Rubio, Mario Díaz-Balart, Relaciones bilaterales., Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Solidariedade, Venezuela, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Soberania, Venezuela, Cuba, Venezuela y Nicaragua, Derechos Humanos, Donald Trump, Donald Trump, Estados Unidos, EE. UU insiste em desestabilizar a Venezuela, Estados Unidos Venezuela, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Estados Unidos, Nicolás Maduro Moros, Política, Rússia, Sociedade, Venezuela, EUA contra a Venezuela na ONU, FORA TRUMP, ONU-CUBA, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

O legado de Hugo Chávez ainda está em vigor na Venezuela e na América Latina.

El presidente venezolano Hugo Chávez, durante un mitin celebrado el 4 de octubre de 2012.

Este 5 de março marca sete anos do desaparecimento físico do líder da Revolução Bolivariana, Hugo Chávez, que deixou para trás um legado de luta e resistência que ainda está em vigor na Venezuela e na América Latina.

El presidente de Venezuela Hugo Chávez, se une a una manifestación progubernamental para conmemorar el aniversario de la democracia venezolana, en Caracas, en enero de 2002.

A resistência do povo venezuelano às constantes agressões dos Estados Unidos e de seus aliados regionais é um sinal da validade dos ideais humanistas e sociais do comandante Chávez.

Por meio de debates, discursos e ações políticas, Hugo Chávez estava construindo um projeto para transformar a sociedade venezuelana, buscando eliminar as estruturas do sistema capitalista e promovendo os valores do socialismo: liberdade, igualdade, solidariedade.

El presidente venezolano en la Asamblea General de las Naciones Unidas en septiembre de 2006.

Apesar da aplicação de medidas coercitivas, o governo venezuelano continuou com uma profunda agenda social iniciada pelo comandante Chávez em favor da maioria do povo venezuelano.

A continuidade de missões como Great Housing Venezuela, Barrio Adentro, a entrega de alimentos pelo comitê de suprimentos (CLAP), entre outras ações sociais, responde à profunda política social mantida nos mais de 20 anos da Revolução Bolivariana.

El presidente Venezolano, Hugo Chávez, hace el saque de honor en el partido inaugural de la Copa América entre Venezuela y Bolivia, el 27 de junio de 2007, en presencia del presidente Evo Morales y el futbolista retirado Diego Armando Maradona.

Em sua caminhada, Chávez não apenas despertou a consciência do povo da Venezuela, mas também abraçou os povos da região, semeando um legado de unidade e paz na América, ao despertar o sonho de Simón Bolívar, que permanece até o dia de hoje

Como na Venezuela, os protestos sociais no Chile contra o modelo neoliberal promovido pelo presidente Sebastián Piñera são outro exemplo claro de como, sete anos após sua morte, o apelo de Chávez a se opor a modelos antissociais permanece em vigor.

El presidente de Paraguay Fernando Lugo y Hugo Chávez, durante un festival en Asunción en Agosto de 2008.

As recentes mobilizações na Colômbia e no Equador exigindo profundas reformas políticas e econômicas de seus governantes são um reflexo de como o ideal de Hugo Chávez se acalmou nos povos latino-americanos que mantêm sua luta por uma sociedade mais equilibrada, sem uma diferença entre ricos e pobres.

Durante o governo do argentino Mauricio Macri, houve manifestações e protestos contra as políticas neoliberais que minaram as melhorias sociais alcançadas nos anos do quirchnerismo.

Los presidentes de Venezuela, Hugo Chávez; Bolivia, Evo Morales; Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, y Ecuador, Rafael Correa (de izquierda a derecha), posan para la fotografía oficial de su encuentro el 30 de septiembre de 2008, en Manaos (Brasil), donde celebraron una cumbre.

A constante manifestação na Argentina nos últimos quatro anos também responde ao chamado de Hugo Chávez para enfrentar o modelo capitalista.

Sete anos após a partida física de Chávez, aqueles que continuam a denunciar os excessos do modelo capitalista e condenam o intervencionismo norte-americano continuam a lembrar as palavras do líder da Revolução Bolivariana.

El presidente de Venezuela, Hugo Chávez, juega con unos niños, durante la emisión número 343 de su programa dominical de radio y televisión "Aló Presidente" en Caracas (Venezuela), en noviembre de 2009.

Categories: # Venezuela, #Venezuela, #Venezuela, #Nicaragua, A Venezuela que a mídia nos diz, ALBA, ALBA-TCP, Cuba, Fidel Castro Ruz, Hugo Chávez Frías, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, COMANDANTE CHAVEZ, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Soberania, Venezuela, EE. UU insiste em desestabilizar a Venezuela, Estados Unidos Venezuela, Fidel Castro y Hugo Chávez., Hugo Chavez, MNOAL_Venezuela, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Hugo Chávez: Te veo, siempre te veo, aunque no te puedan ver

Autor:  | internacionales@granma.cu

Parece que foi ontem, mas já se passaram sete anos. Todos nos lembramos das notícias, um golpe que nos deixou com uma dor que não cura, que não podemos mitigar. Havana, toda Cuba, estremeceu e chorou em sua despedida, na melhor amiga até mais tarde.

Eu estava procurando uma foto para recordar quando encontrei o vídeo de uma garota que recitou um poema, uma garota que cantou para Chávez no aniversário de sua semeadura. Tal era o seu sentimento, tão grande a palavra nascida em seu coração, que emocionou a todos.

Fidel y Raúl estuvieron siempre muy pendientes de la salud de Chávez.

«Eu vejo você, eu sempre vejo você, como eles não podem vê-lo / mas para você eu respondo». Aqueles que amam você, seus soldados, os milhões que você libertou da censura, aqueles que lutam, resistem e constroem, respondem.

«Para você eu respondo, já aprendi a responder / respondo com as verdades, respondo com meu amor / respondo com sua verdade que finalmente consegui entender /».

Seu pessoal responde que, inspirado por essa verdade clara e firme, travou uma das maiores batalhas da história americana.

«Tão depressa que nos deixaste, fiel soldado patriótico / Meu comandante, ouves-me?» ./ Pergunte à moça, uma venezuelana, talvez uma de muitas que deram a possibilidade de ser, uma das que estudaram no novo escolas, às quais você deu livros, lápis, salas de aula, um desses computadores canaítas, professores e professores.

Parece-me que algum senhor da minha terra, que é a sua terra, ensinou-lhe as primeiras letras, que um médico da minha terra curou seus sofrimentos, que um artista da minha terra, que é a sua terra, alegrou sua alma.

«Meu comandante, está me ouvindo? / Vejo você de manhã quando começa o amanhecer / Vejo você nas escolas / Vejo você no quartel / Vejo você nas igrejas / crente Sou de sua fé / Vejo você na longa rua de Sabaneta a pé / Te vejo, eu sempre te vejo Como eles não podem te ver? / Vejo você quando a chuva cai e minha pele fica molhada / Vejo você na natureza que pede para viver também / Vejo você praticando esportes com suor na têmpora / Vejo você quando a sede da sua sede bebe água / ».

Uma sede renovada, sem fim, porque chegar ao amanhecer é como atravessar um deserto, é conquistar toda a justiça, sem mais armas do que amor e verdade, é a sede que nunca se apaga. Sempre haverá lanças para quebrar contra o calçado gigante com botas de sete pernas.

Sete anos e aí está você. Como o Presidente Díaz-Canel disse, eles nos jogaram com tudo, nos jogaram para matar, mas ainda estamos vivos e lutando, porque você também acompanha conosco, cavalgando ao lado de nossos soldados libertadores, renascendo de esquinas, nas planícies e selvas escuras, nas montanhas e rios, vencendo a morte que você nunca terá, porque a pior e única morte real é o esquecimento, e você cresce na memória.

“Eu vejo você gigante na via láctea / eu vejo você de jaleco branco querendo fazer o bem /”.

«Meu comandante, consegues ouvir-me? / Diga-me se você me ouvir, cara? / Alguns não querem vê-lo / eles virão comigo atrás Fabricio, Alí ​​e Che / Simón Bolívar virá com o general Ezequiel / Guaicaipuro virá com José Gregorio também / Martí será acompanhado por Fidel / mãe Rosa trará aranhas com sabor de mel / as pessoas livres virão sem mudar de idéia / se eu te vir e você me vir / me ver porque eu sou Chávez e Chávez também é você / porque Chávez estamos todos lutando para vencer / Viva Chávez, caramba / ».

Até sempre comandante. Até a vitória que virá da sua mão e da de Fidel. Até à vitória, sempre.

Fonte: Poesia para Chávez. Embora eles não possam vê-lo, recitado pela garota, Alegría Marquina, tirada da vtv multimedia.

Categories: # Miguel Díaz-Canel, # Venezuela, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Díaz-Canel, #Venezuela, #YoSoyFidel, A Venezuela que a mídia nos diz, ALBA, ALBA-TCP, Cuba, Fidel Castro Ruz, Hugo Chávez Frías, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, COMANDANTE CHAVEZ, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Marco Rubio, Mario Díaz-Balart, Relaciones bilaterales., Cuba, fidel castro, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Solidariedade, Venezuela, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Soberania, Venezuela, DIAZ CANEL, Fidel Castro Ruz, Fidel Castro Ruz, Historia de Cuba, Fidel Castro y Hugo Chávez., Fidel, el ejemplo imperecedero de Maceo y Che,, Hugo Chavez, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, sonhos de Fidel, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Presidente de Cuba “EM LAS CACHAS”

 

Categories: "para Cuba Eu até ando de bicicleta, # Cuba, # Miguel Díaz-Canel, #Díaz-Canel, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Soberania, Venezuela, Deportes Mundiales, DIAZ CANEL, EDUCAÇÃO, educação, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, Uncategorized | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

21 salvos pela Revolução

Este amanhecer ocorreu na Plaza de Armas da fortaleza de San Carlos de la Cabaña, a cerimônia de saudação de artilharia militar, por ocasião do 60º aniversário do triunfo da Revolução Cubana.

Autor: Abel Reyes | internet@granma.cu

21 salvas en honor al 61 Aniversario del Triufo de la Revolución Unidad mixta compuesta por combatientes de la gran unidad de tanques Rescate de Sanguilí, Orden Antonio Maceo y la Escuela Inter Armas de la FAR: General Antonio Maceo, Orden Antonio Maceo

21 salvos em homenagem ao 61º aniversário do triunfo da revolução Foto: Dunia Álvarez Palacios
A celebração, presidida pelos chefes das Forças Armadas Revolucionárias (FAR), contou com uma bateria mista, composta por combatentes da Grande Unidade de Tanques de Resgate de Sanguily, da Ordem Antonio Maceo e da escola Interarmas da FAR. , General Antonio Maceo, Ordem Antonio Maceo.

Presente na manobra, Kimay Bárbara Graverán Álvarez, professor da cadeira de artilharia da escola Interarmas da FAR, disse que, mesmo quando está envolvida nesse tipo de manobra pela quarta vez, a saudação de 21 anos sempre será uma Experiência muito especial em sua carreira.

«É um grande orgulho e privilégio participar deste exercício, porque represento o povo cubano, nosso Presidente da República, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, o general do exército Raúl Castro Ruz e o líder incontestável da Revolução Cubana. Além disso, com essa manobra, reafirmamos que os jovens são continuidade ”, afirmou.

Por sua parte, Lázaro Enrique Perera Molina, um soldado da Divisão de Tanques envolvido na cerimônia, disse sentir-se orgulhoso, como militar, por fazer parte de um exercício de tanta relevância política, que coloca o nome de Revolução e da artilharia cubana.

Nesta ocasião, os 21 salvos foram percussados ​​em homenagem aos mártires da pátria, nosso povo árduo e vitória, de acordo com as vozes de comando encarregadas da bateria de artilharia.

Categories: "para Cuba Eu até ando de bicicleta, # Miguel Díaz-Canel, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Díaz-Canel, Andrés Manuel López Obrador, Bolivia, estados unidos, Evo Morales, Grupo de Lima, Luis Almagro, Mexico, Nicolás Maduro, Red Europea de Solidaridad con la Revolución Bolivariana, venezuela, CUBA - ESTADOS UNIDOS, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Marco Rubio, Mario Díaz-Balart, Relaciones bilaterales., Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Solidariedade, Venezuela, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Soberania, Venezuela, Declaração do governo revolucionário, DIAZ CANEL, Gabinete de Transmissões do governo para Cuba dos Estados Unidos,, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Pdte. Venezuela fecha o ano com uma mensagem de paz

Como parte do culminar deste ano de 2019, e cumprimentando a chegada de 2020, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, emitiu uma mensagem oficial na segunda-feira ao povo venezuelano, em que ele revisou episódios importantes para a nação bolivariana e resumiu a capacidade que Ele tinha o país para “superar obstáculos … e celebrar a vitória da paz, o triunfo da vida em liberdade”.

El presidente Nicolás Maduro junto a la primera dama, Cilia Flores, ofreció un mensaje de paz y solidaridad en el marco de fin de año.

Segundo a mensagem do presidente da Venezuela, transmitida em cadeia nacional, este 2019 representou um ano de testes, considerando as agressões contra um povo pacífico e heróico, que “hoje, está à vista de todo o planeta … do que o imenso Maiorias do nosso país, sem distinção ideológica e acima de todas as diferenças, amam, defendem e defendem a terra que os viu nascer “. Continuar a ler

Categories: #Caracas, Golpe de Estado, Militar,#Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, #Nicolás Maduro, #Nicolás Maduro Moros, ALBA, ALBA-TCP, Cuba, Fidel Castro Ruz, Hugo Chávez Frías, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, América Latina e do Caribe como Zona de Paz, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Solidariedade, Venezuela, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Soberania, Venezuela, Cuba, Venezuela y Nicaragua, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, forças em favor da paz, Nicolás Maduro Moros, Revolución Bolivariana, Venezuela, Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Díaz-Canel na Assembléia Nacional: Eles nos jogaram para matar e estamos vivos

Miguel Díaz-Canel, presidente da República, toma a palavra no quarto período ordinário da Assembléia Nacional do Poder Popular, em seu IX Legislativo.

“Na véspera de mais um aniversário da Revolução, antes de tudo, quero excluir os parabéns.”

Segundo o presidente, Cuba passou por um ano cheio de desafios, agressões. O ano 61 da Revolução foi difícil, mas nunca tanto quanto os dias da Revolução nascente, quando houve sabotagens, incêndios, vandalismo. “Esses fatos foram superados e estamos orgulhosos. Tudo é possível com as pessoas e com as pessoas ”.

Ele se referiu ao bloqueio como o pior e mais abrangente obstáculo de todos. “Quando você escreve a história desses dias, terá que manter um capítulo para a escalada da agressão contra Cuba”. Eles eram mais de uma medida por semana para sufocar nossa economia: navios de cruzeiro, voos, transporte de combustível e seguro foram cancelados. “Não há área livre de perseguição.”

Para justificar sua ação, o governo dos EUA se voltou para mentiras novas e rudes de que somos um fator de agressão para a região, argumentou o presidente. Continuar a ler

Categories: # Cuba, # Miguel Díaz-Canel, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #colaboracion medica cubana, #Cuba, #Cuba #CIA, #Cuba, a terra onde o melhor #Tabaco do mundo é #Cultivado., #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Díaz-Canel, #Salud en Cuba, #Venezuela fortalecerá alianças com Cuba para treinamento médico, A força-tarefa e a guerra na internet contra Cuba, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Acciones contra Cuba, Cuba, Historia de Cuba, Tarará, ALBA, ALBA-TCP, Cuba, Fidel Castro Ruz, Hugo Chávez Frías, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Solidariedade, Venezuela, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Soberania, Venezuela, DIAZ CANEL, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , | Deixe um comentário

Díaz-Canel: Convido você, com forças renovadas, a defender Cuba

Em uma reunião com os cubanos residentes na Argentina, o Presidente Díaz-Canel anunciou que de 8 a 10 de abril de 2020 a IV Conferência La Nación e Emigración será realizada em Havana.

encuentro con cubanos residentes

Díaz-Canel denunciou que, entre os principais obstáculos ao fortalecimento dos laços com os cubanos residentes no exterior, persistem o ressurgimento do bloqueio e as medidas adotadas pelas sucessivas administrações norte-americanas. Foto: Estudos da Revolução
Buenos Aires, Argentina – A palavra cativante, de uso recorrente, foi curta na noite desta terça-feira, quando o Presidente da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, participou do encontro nesta cidade com parte da comunidade dos cubanos residentes na Argentina, um diálogo já comum em todas as viagens do Chefe de Estado.

O que começou com as notas do hino de Bayamo, e continuou com o Cuba Tell Me de Alexander Abreu, terminou em um encontro entre irmãos que – dentro e fora das Grandes Antilhas – montam o tecido sensível dos cubanos: o amor para o seu país Foi assim que Díaz-Canel disse: Convido você, com forças renovadas, a defender Cuba, porque “o país é tudo”.

Imagem relacionada

Ele compartilhou com eles a certeza de que o fortalecimento dos laços entre a Ilha e os cubanos residentes no exterior é contínuo e irreversível, um espírito que acompanhou as sucessivas atualizações de nossa política de migração em 2013, 2016 e 2018, disse o obrigatório.

“As medidas tomadas durante a presidência do general Raúl Castro Ruz e hoje confirmam a continuidade desse processo”, confirmou.

Ele então comentou o aumento anual de cubanos que viajam para o exterior e retornam ao país; como também tem aumentado sistematicamente o número de residentes permanentes cubanos no exterior que solicitam a recuperação de residência permanente no território cubano.

Como exemplo dos laços estreitos que as Grandes Antilhas mantêm com os cubanos residentes no exterior, ele mencionou o bem-sucedido programa de bolsas de estudo para a comunidade cubana no exterior, através do qual seus filhos também se beneficiam. “Até o momento, 124 bolsas foram concedidas em 41 países e 61 estudantes se formaram”, disse ele. Continuar a ler

Categories: # Argentina, #Canadá, #Caracas, #Colombia, Grupo de Lima, #Jorge Arreaza, #Perú, #venezuela, # Miguel Díaz-Canel, ALBA, ALBA-TCP, Cuba, Fidel Castro Ruz, Hugo Chávez Frías, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, ·Medicos Cubanos, brasil argentina, causa comum dos cubanos, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Soberania, Venezuela, DIAZ CANEL, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , | Deixe um comentário

Raúl recebeu Díaz-Canel em seu retorno à Pátria

Resultado de imagen de imagenes de Raul y Diaz canel en el aeropuerto hoy 31 de octubre2019

Autor:  | internet@granma.cu

O primeiro secretário do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba, general do exército Raúl Castro Ruz, recebeu o presidente da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, na madrugada desta quinta-feira no Aeroporto Internacional José Martí, e a delegação que Ele o acompanhou na turnê de vários países.

Em 20 de outubro, ele iniciou a turnê do presidente cubano na Irlanda, depois continuou na Bielorrússia e no Azerbaijão, onde participou da XVIII Cúpula do Movimento Não-Alinhado, para finalmente fazer uma visita de trabalho à Federação Russa.

O membro do Bureau Político e o vice-presidente da República, Salvador Valdés Mesa, também estiveram no terminal aéreo.

Categories: # Miguel Díaz-Canel, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Soberania, Venezuela, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Em novembro a Venezuela estará em Havana

Cuba sigue apostando por la solidaridad con Venezuela.
Autor: Jorge Pérez Cruz, especial para granma | internet@granma.cu15 de outubro de 2009.

O Encontro Anti-Imperialista pela Democracia e contra o Neoliberalismo, que será realizado em Havana no dia 1. no próximo dia 3 de novembro, você terá um participante ativo na Venezuela.

Cuba continua a apoiar a solidariedade com a Venezuela. Foto: Rádio Relógio
«Esta cidade, que mais de uma vez foi a capital mundial da solidariedade, acolhendo aqueles que a oferecem e oferecendo ao mundo àqueles que mais precisam, aguarda aqui em Havana, há 500 anos, a chegada de um Solidariedade e onda anti-imperialista como um canhão disparado contra os golpes da besta imperial.

Por previsão do presidente da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, o Movimento de Amizade e Solidariedade Mútua Venezuela-Cuba contribuirá, de acordo com Jhonny García Calles, coordenadora geral desta organização, que confirmou a presença de representantes de vários estados. da nação irmã no Encontro Anti-Imperialista pela Democracia e contra o Neoliberalismo, a ser realizado em Havana, a partir do 1º. para 3 de novembro próximo.

O líder social venezuelano lembrou que o apoio a essa chamada foi uma das resoluções adotadas no x Encontro Nacional do Movimento que lidera, com sede na cidade de Cumaná, estado de Sucre, em setembro passado, e “estamos preparando uma ampla delegação », Afirmou, porque o atual contexto internacional é muito oportuno, quando o imperialismo ataca Cuba, Venezuela e todos os povos do mundo.

García Calles expressou sua confiança de que esse intercâmbio entre movimentos sociais e as forças da esquerda internacional fortalecerá a amizade e a solidariedade entre os dois países e, com todas as justas causas do mundo, hoje vítimas do assédio do imperialismo que impõe-lhes um bloqueio econômico, comercial e financeiro criminoso e desencadeia contra eles campanhas difamatórias que respondem aos interesses hegemônicos dos Estados Unidos, na ânsia de recolonizar os povos de Nossa América.

Ele agradeceu ao Instituto Cubano de Amizade com os Povos, porque «a Venezuela também terá neste cenário uma mesa de discussão, que nos dá a oportunidade de expor nossas verdades».

Esse evento constitui uma plataforma ideal para demonstrar que a esquerda continuará lutando pelo direito de estabelecer seu próprio destino, sem interferência estrangeira, e que não renuncie à marcha unida em favor de um mundo melhor no qual o respeito pelos direitos prevaleça. humanos fundamentais negados pelo neoliberalismo a milhões de pessoas no mundo.

Categories: # Cuba, # Venezuela, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Soberania, Venezuela, Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: