Trump isolamento total e na mira do Congresso.

Por Redacción Razones de Cuba

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está mais isolado do que nunca, depois que a Câmara dos Representantes concordou em impeachment por sua responsabilidade no ataque ao Capitólio em 6 de janeiro.
Na tarde de quarta-feira, Trump se tornou o primeiro presidente na história dos Estados Unidos a ser indiciado duas vezes, quando a Câmara dos Deputados endossou um projeto de lei a esse respeito com uma votação de 232 a 197, desta vez por incitar a insurreição. e violência contra as instituições do governo que representa.

Um total de 10 republicanos agora votaram contra ele, enquanto em seu primeiro julgamento de impeachment em dezembro de 2019, nenhum membro do Partido Vermelho se atreveu a quebrar as linhas de seu grupo político.

Isso mostra que os republicanos de alto escalão finalmente chegaram a um ponto de ruptura com Trump e, de fato, o terreno político mudou para o presidente com velocidade surpreendente, destaca nesta quinta-feira artigo no jornal The Hill, assinado por Niall Stanage , Especialista no assunto.

Os 10 legisladores que romperam com o presidente fizeram desta votação a mais bipartidária da história dos Estados Unidos, já que os únicos outros dois presidentes acusados, Andrew Johnson (1865-1869) e Bill Clinton (1993-2001), sofreram zero e cinco deserções de seu próprio partido, respectivamente.

Enquanto isso, o líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, parece estar perdendo a paciência com Trump também, já que alguns de seus assessores dizem que ele saudou o processo de impeachment como uma oportunidade para o Partido Republicano se livrar de Trump para sempre. .

McConnell disse que não se reunirá novamente com o Senado nos próximos dias, garantindo que Trump não possa ser destituído do cargo antes que seu mandato termine em 20 de janeiro.

No entanto, um artigo do jornal The New York Times indica nesta quinta-feira que faltando apenas uma semana para seu mandato, e apesar do fato de a Câmara dos Representantes ter aprovado processar o presidente, Trump provavelmente deixará o cargo antes de ser julgado no Senado.

Trump se desdice y condena la violencia en el Capitolio

O impeachment é uma das ferramentas mais importantes que a Constituição dá ao Congresso para responsabilizar funcionários do governo, incluindo o presidente, por cometer violações como má conduta e abuso de poder, acrescentou o jornal.

Conforme estabelecido pela Constituição, o processo deve comprovar se o presidente cometeu “traição, suborno ou outros crimes e contravenções graves”, lembra a publicação.

Na Câmara, apenas uma maioria simples de legisladores é necessária para determinar que o presidente, de fato, cometeu crimes e contravenções graves; mas no Senado a votação deve atingir a maioria de dois terços, enfatiza o Times.

Nesse contexto, o The Washington Post disse na quinta-feira que faltando menos de sete dias para sua presidência, o círculo interno de Trump está encolhendo, os escritórios na Casa Branca estão sendo esvaziados e o presidente está atacando alguns dos que permanecem. em seu grupo confiável.

Em particular, ele está furioso com o vice-presidente, Mike Pence, e sua relação com o advogado Rudolph Giuliani, um de seus mais fortes defensores, também está fraturada, segundo fontes próximas ao advogado.

Até Trump ordenou que seus assessores não pagassem os honorários advocatícios de Giuliani e exigiu que ele aprovasse pessoalmente qualquer reembolso pelas despesas de Giuliani, cerca de US $ 20.000, enquanto ele viajava para contestar os resultados das eleições em estados-chave.

Retirado da Prensa Latina

Categories: #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #Trump, @Trump, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, candidato presidencial demócrata Joe Biden, Casa Blanca, Cámara de Representantes, Cuba, el director interino de Inteligencia Nacional, Estados Unidos, Joseph Maguire, presidente de Ucrania, preside, Caracas, #Estados Unidos, Golpe de Estado, #Mike Pence, Militar, #Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, CIA Mike Pompeo, confrontar Donald Trump da câmara baixa, Donald Trump,, Donald Trump, Estados Unidos, FORA TRUMP, relações bilaterais, o governo Donald Trump, secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo,, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: