Que argumentos têm os que defendem o Prêmio Nobel da Paz para a Brigada Henry Reeve no mundo?

Autor: Nuria Barbosa León | internet@granma.cu

O clamor mundial pela entrega do Prêmio Nobel da Paz ao contingente de Henry Reeve, especializado em desastres e graves epidemias, percorre o mundo, e seus argumentos são os mais justos e humanos para receber tão alto prêmio.

A campanha começou, por proposta de organizações de solidariedade na Europa, principalmente na França, com os movimentos Cuba Linda e Francia Cuba, em abril de 2020, e recebeu imediatamente o apoio de forças políticas, escritores e artistas, legisladores e funcionários. pessoas comuns que amam a justiça e o progresso, por meio das redes sociais e com pedidos encaminhados ao Comitê norueguês, responsável pela concessão.

Recentemente, cidadãos mexicanos de diferentes áreas da sociedade se juntaram, liderados pela vencedora do prêmio Cervantes, Elena Poniatowska.

Os defensores da candidatura alegam que, desde seu nascimento em 2005, por ideia do comandante em chefe Fidel Castro, suas primeiras missões na Guatemala e no Paquistão salvaram a vida de milhares de pessoas, após sofrerem os efeitos da tempestade tropical. Stan e um terremoto de grande intensidade no território asiático.

Embora não tenham podido ajudar o povo americano, vítima do furacão Katrina, devido à crueldade política dos governantes daquele país, a partir de 19 de setembro (data de fundação), as múltiplas brigadas têm prestado assistência aos mais necessitados de assistência médica, incluindo os Epidemia de cólera no Haiti, epidemia de Ebola na África, inundações no México e Bolívia e diversos terremotos na China, Indonésia, Chile, Peru e o próprio Haiti, em 2010.

Eles chegam aos locais de trabalho, transportando o hospital de campanha, que montam nos primeiros dias de internação, e carregam os pertences para um trabalho de sobrevivência de vários dias. O seu trabalho se alia ao ensino, já que formam paramédicos, e à investigação, já que suas experiências se refletem nas autoridades sanitárias onde atuam.

Além disso, são constituídos para cumprir rigorosamente os protocolos de Saúde de cada país, integram-se à estrutura de saúde e recebem seus pacientes gratuitamente, mesmo que não falem a mesma língua. Da mesma forma, estão preparados para oferecer cobertura médica em áreas remotas e de difícil acesso.

Seu maior mérito é salvar a vida de milhões de pessoas, com dedicação, profissionalismo, altruísmo e solidariedade, estendendo a mão, oferecendo amor, alegria e esperança de vida a todos os seus pacientes, independentemente da cor da pele, ou da religiosidade. , riqueza ou parentesco filial.

Conceder o Prêmio Nobel da Paz às brigadas Henry Reeve, segundo as pessoas que o defendem em todo o mundo, significa dar essa distinção a um grupo que realmente contribui e trabalha para o bem da humanidade. Ao mesmo tempo, uma resposta global será dada àqueles que não podem aceitar que um pequeno país bloqueado pelo imperialismo possa oferecer um serviço tão grande ao mundo.

Hospital de campañana cubano en Abbottabad que lleva por nombre

Embora suas ações não tenham sido motivadas pela obtenção de prêmios, eles detêm o Prêmio Saúde Pública em Memória do Dr. Lee Jong-Wook, concedido pela Organização Mundial da Saúde, em maio de 2017, em reconhecimento ao trabalho realizado na luta contra o Ebola na África.

De acordo com os requisitos para obter o Prêmio Nobel da Paz, eles contam o sacrifício, a dedicação, a vontade e o simples desejo de fazer o bem aos outros. Portanto, é meritório reconhecer a dignidade, a ética, o sacrifício e a honestidade que caracterizam os médicos cubanos, que partem para outros territórios movidos pelo princípio do internacionalismo proletário.

Categories: #Chile, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Fidel, #Francia, #Peru, #salud, #YoSoyFidel, Africa, ·Medicos Cubanos, ·Venezuela, bolivia, China, Coronavirus, CoronaVirus, Política, CUBA-EUROPA, Cuba-Mexico, EUROPA, Guatemala, Guatemala, Guiana, Honduras, Panamá, Paraguai, Peru e Santa Lúcia, HAITI, Indonésia, MasQueMedicos, MEXICO, Misión Milagro, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

<span>%d</span> bloggers like this: