Pelosi acusa Trump de “instigar Forças da Ordem”

#EstadosUnidos #DonaldTrump #NanyPelosi #FBI #Política

Jornal de Angola

A presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, acusou Donald Trump de “instigar ataques contra as Forças da Ordem”, ao criticar a Polícia Federal pelas buscas na sua mansão, como o tinha feito pelo ataque ao Capitólio a 6 de Janeiro de 2021.

Líder da Câmara dos faz acusações a Donald Trump © Fotografia por: DR

“Mais uma vez, está a instigar ataques às Forças da Ordem”, acusou Pelosi, duran-te uma conferência de impren-sa, em resposta a uma questão sobre se o ataque a uma delegação do FBI no Estado do Ohio tinha a ver com as declarações de Trump.

Na manhã de quinta-feira, um homem tentou invadir a sede local do FBI na cidade de Cincinnati, no Ohio, por motivações ainda desconhecidas, mas foi abatido pela Polícia.

Desde que se soube que, na segunda-feira, o FBI fez buscas na mansão de Trump, em Mar-a-Lago, à procura de documentos classificados sobre armas nucleares, que este teria trazido consigo quando saiu da Casa Branca, que o ex-Presidente se tem dedicado a criticar a Polícia Federal.

Pelosi realçou que este “é um assunto muito grave”, ao acentuar: “Não sei mais do que é público, mas se a natureza dos documentos é a que parece ser, isto é muito grave”.

A máfia anti-Cubana vai contra o FBI, depois de ter falhado em Matanzas.

#SOSEstadosUnidos #ViolenciaEnUSA #DonaldTrumCulpable #FBI #CubaNoEsMiami #SubversiónContraCuba

Rei Felipe na Colômbia, a espada de Bolívar: porquê tanta controvérsia?

#SimónBolívar #ReyFelipe #Colombia #Política

Inna Afinogenova

William Ruto vence eleições presidenciais no Quénia.

#Quénia #Politica #EleccionesPresidenciales

Jornal de Angola

O vice-presidente do Quénia, William Ruto, ganhou as eleições presidenciais de terça-feira, recolhendo 50,49% dos votos, segundo os resultados publicados hoje pela comissão eleitoral do país.

© Fotografia por: Lusa

O seu principal adversário, o ex-primeiro-ministro e líder da oposição Raila Odinga, obteve 48,85% dos sufrágios.

Citado pela agência France-Presse, o presidente da comissão eleitoral, Wafula Chebukati, disse que Ruto recebeu mais de 7,17 milhões de votos, contra 6,94 milhões para Odinga, pelo que venceu uma das eleições mais acirradas da história do Quénia.

Minutos antes do anúncio dos resultados, que aconteceu três horas depois do previsto, a vice-presidente da comissão eleitoral independente do Quénia (IEBC) anunciou que quatro dos sete membros daquele órgão rejeitavam os resultados.

Tiempos difíciles

#SubversiónContraCuba #CubaNoEstaSola #SolidaridadVSBloqueo #CubaPorLaPaz

A gratidão de Cuba pela solidariedade do México e da Venezuela.

#Cuba #México #Solidaridad #Petróleo

Havana, 15 de Agosto (Prensa Latina) No meio do intenso trabalho que Cuba está hoje a realizar para salvar as vítimas do incêndio que afectou a cidade ocidental de Matanzas, não faltam aqui lugares para expressar gratidão pela solidariedade da Venezuela e do México.

Autoridades, instituições, organizações e a população em geral reconhecem a resposta imediata e o empenho destas nações que, com forças e recursos especializados, contribuíram para controlar e extinguir o incêndio em grande escala que deflagrou na Base de Supertanques de Matanzas após um relâmpago.

Em cartas enviadas aos seus homólogos Nicolás Maduro da Venezuela e Andrés Manuel López Obrador do México, o Presidente Miguel Díaz-Canel destacou a atitude exemplar dos peritos dessas nações, que sem consideração de risco se juntaram à luta contra as chamas desde as primeiras horas.

As cartas expressam a sua gratidão pela resposta imediata e corajosa dos seus governos ao pedido de ajuda internacional de Cuba, e o apoio oportuno e decisivo desses países, o que permitiu que o fogo fosse extinto em cinco dias intensos de trabalho conjunto.

Antes da sua partida para os seus países no dia anterior, estes cooperantes foram condecorados pelo Estado, as forças armadas e as organizações civis da ilha com a Ordem da Solidariedade, a Medalha da Amizade e uma réplica do facão do Major-General Antonio Maceo Grajales.

Anteriormente, autoridades de Matanzas e representantes de instituições cubanas apresentaram à tripulação do navio da Marinha mexicana “Libertador” a Medalha da Amizade e a Bandeira do Trabalho Prowess, do Instituto Cubano de Amizade com os Povos, e a Central dos Trabalhadores Cubanos, respectivamente.

Em numerosas ocasiões durante os dias intensos de combate ao fogo, os membros das forças dos três países concordaram com a empatia e simbiose perfeita conseguidas desde o primeiro momento, o que permitiu a unidade no combate às chamas e o sucesso destas acções.

Referindo-se à questão, o líder cubano afirmou recentemente que, para além do mandato das suas instituições e governos, os colaboradores mexicanos e venezuelanos demonstraram com a sua atitude, acções e argumentos um compromisso do povo para com a ilha.

jcm/evm

Angola na reunião do Conselho de Ministros da SADC.

#Angola #RDC #Politica #SADC

Jornal de Angola

Angola participou de 13 a 14 de Agosto, na reunião do Conselho de Ministros da SADC, que antecede a Cimeira de Chefes de Estado e de Governo que se realiza quarta-feira e quinta-feira, em Kinshasa, RD Congo.

Secretário de Estado, Domingos Vieira Lopes, chefiou a delegação angolana © Fotografia por

Na reunião, os ministros analisaram os progressos registados na implementação das diversas decisões que visam materializar a integração regional e avaliar as questões correntes sobre o ponto de situação política e de segurança na SADC.
A delegação angolana foi chefiada pelo secretário de Estado e Cooperação, Vieira Lopes, e integrou o embaixador de Angola na RDC, Miguel Costa, o secretário nacional da SADC, Nazaré Salvador, a embaixadora de Angola no Botswana e representante permanente junto da SADC, Beatriz Morais e altos funcionários do Ministério das Relações Exteriores.
Esta 42ª Cimeira da SADC decorrerá sob o lema “Promoção da Industrialização, através do Agro–Processamento da Transformação de Recursos Minerais e do Desenvolvimento das Cadeias de Valores Regionais, em prol do Crescimento Económico, Inclusivo e Resiliente”.

Cuba começa a flexibilizar as restrições às importações não-comerciais.

#Aduana General #cuba #economía #Importaciones no comerciales #legislacion

Havana, 15 de Agosto (Prensa Latina) Entra hoje em vigor em Cuba nova legislação que alarga as capacidades de importação não comercial para pessoas singulares e modifica as tarifas alfandegárias para as remessas.

De acordo com informações fornecidas pelo Ministério das Finanças e Preços e pelas Alfândegas Gerais da República, os regulamentos actualizados aumentam o que pode ser enviado por mar, correio ou correio expresso para o país, e baixam a taxa pautal.

A Resolução 204 do Ministério das Finanças e Preços, publicada no final de Julho no Jornal Oficial da República, define o carácter não comercial de bens diversos pelo seu valor e peso e pela diversidade de artigos, em vez de por quantidades físicas como é actualmente o caso.

Em conformidade com estes regulamentos, as quantidades de alguns artigos a serem importados por pessoas singulares são aumentadas e a quantidade de produtos isentos de pagamento é aumentada de 1,5 quilogramas (kg) para 3,0 kg para os artigos aos quais se aplica o valor por peso.

Além disso, a legislação diminui o valor de cada quilograma de peso importado de 20 dólares para 10 dólares, e reduz os impostos a pagar pela entrada de mercadorias no país em 70 por cento.

Para a implementação da nova regra, foi necessário actualizar as disposições das Alfândegas Gerais da República e a Resolução 175 de 2022 foi aprovada com as regras para as importações não comerciais por pessoas singulares.

Paralelamente, a nova Resolução 176 estabelece os métodos para a determinação de direitos aduaneiros para remessas diversas destinadas a pessoas singulares e a aplicação da equivalência de 1,0 kg igual a 10 dólares.

Durante as recentes sessões da Assembleia Nacional do Poder Popular, o vice-primeiro-ministro e chefe da Economia e Planeamento, Alejandro Gil, assegurou que a decisão faz parte das medidas adoptadas para impulsionar a economia, aumentar a oferta à população e recolher moeda estrangeira.

jf/att

EUA reitera apoia o processo democrático em Angola.

#EleccionesPresidenciales #Política #Partidos #EstadosUnidos #Angola

Jornal de Angola

Os Estados Unidos da América apoia o processo democrático em Angola e incentiva todas as vozes políticas a contribuir para eleições livres, justas e transparentes no dia 24 de Agosto.

© Fotografia por: Cedida | Embaixada dos EUA

Esta declaração foi feita, hoje, em Luanda, pelo embaixador dos Estados Unidos da América em Angola, Tulinabo Mushingi, no final de uma audiência que concedeu ao líder do Partido de Renovação Social (PRS), Benedito Daniel, no âmbito dos encontros com as presidências partidárias com representação na Assembleia Nacional.

“As democracias fortes resultam em “nações mais pacíficas, prósperas e estáveis”, sublinhou o embaixador americano citado num comunicado de imprensa da Embaixada dos Estados Unidos da América a que o Jornal de Online teve acesso.

Segundo Tulinabo Mushingi, o encontro com o presidente do PRS, Benedito Daniel, serviu para saber mais sobre a sua visão para Angola, para quem “em democracia, ouvimos todas as vozes para entender as diversas perspectivas que cada partido traz para a mesa”.

Encontro com Nimi a Simbi.  

Com o mesmo propósito, o embaixador americano recebeu, igualmente, o presidente da Frente de Libertação de Angola (FNLA), Nimi a Simbi.  

O sinistro Matanzas e os abutres da internet

Foto: Vladimir Zayas

Enquanto continuam chegando mensagens de solidariedade e condolências de todo o mundo pelo terrível incidente ocorrido em Matanzas, os abutres do ódio contra Cuba, baseados em Miami ou Madri, desencadeiam sua nova campanha de terrorismo midiático contra Cuba.

Como era de esperar, e embora insistam em provar o contrário, não se preocupam com a dor dos familiares dos desaparecidos e das centenas de feridos, nem com o choque que o acontecimento causou na alma de toda a Ilha.

Os funcionários da Força-Tarefa, criada em 2018 pelo governo dos Estados Unidos para a subversão da internet contra Cuba, só estão interessados ​​em repetir, como um coro de papagaios, a essência da política editorial de sua mídia: culpar o governo revolucionário por todos os males e incitar —com apelos incessantes— a sair às ruas, ou o que dá no mesmo, ao caos social.

Os urubus da Internet, muitos deles formados por pessoas das universidades da “terrível ditadura” cubana, agora questionam, através da manipulação de vídeos e dos sentimentos reais de parentes, o heroísmo dos “jovens e inexperientes” bombeiros cubanos, que, afirmam, foram obrigados pela “ditadura” a enfrentar um incêndio de tal magnitude.

A mesma estratégia foi usada durante a campanha #SOSMatanzas, que levou aos motins do 11J, com estudantes de medicina que, segundo sua propaganda, o “regime” enviou vítimas de contágio pela pandemia para morrer.

O oportunismo covarde não respeita fronteiras éticas. Após o fracasso em usar uma pandemia global como arma de guerra contra uma ilha bloqueada pelo império mais poderoso da história, eles agora tentam fazer o mesmo com a tragédia que ocorreu na base do superpetroleiro Matanzas.

%d bloggers like this: